Começa a semana com isto

Judith Orloff on Thriving as an Empath

__

Judith Orloff é uma muito simpática, e retintamente exótica, especialista em empáticos. Que se passa com os empáticos? Regra geral, acabam sempre por sofrer abusos de todo aquele que se aproxime e não seja empático. Abusos que começam por ser de atenção, depois de tempo, depois de paciência (mas não só, a lista é ilimitada). A empatia pode causar doenças, como qualquer outra fonte de tensão mental que provoque reacções e processos psicossomáticos disfuncionais.

Embora ela tenha abraçado feliz os registos new age e esotéricos próprios do tempo e lugares em que viveu a adolescência e a primeira fase da vida adulta, os seus conselhos radicam numa experiência com que qualquer um se pode relacionar (desde que empático, lá está) sem carência sequer de termos de nos questionar acerca das suas pretensões mais ambiciosas no plano da sensibilidade e da terapia.

De grande utilidade para proteger e afinar essa maravilha, a capacidade de ser o outro em nós sem o contrafazermos numa cópia de nós mesmos.

6 thoughts on “Começa a semana com isto”

  1. Opinião meramente e estritamente pessoal:
    A psicologia serve para manter e perpetuar os traumas e outras coisas divinas no paciente e assim se sacar o belo e muito guito ao mesmo.
    A psiquiatria serve para meter o “doente” numa caixinha e com o auxilio dos químicos da “farm”.a.”cia” torna-se o paciente num preso até à morte. rflmao :P:D

  2. Caro Yo, a melhor forma de nos conhecermos, é sermos simples, honestos e claro cultos e viver de acordo com princípios humanitários, o mal de Freud, que para mim é uma fraude ou farsa, é que era sadomasoquista, logo, estamos bem sensibilizados e claro conversados, sem mais, Cumprimentos :-) :P:D

  3. Quanto ao Freud , estamos de acordo , uma fraude descomunal , que chulava os clientes , como ele próprio disse em cartas a um amigo “querido” , e era ele que via pirilaus por todo o lado , mas projectou isso na malta -:)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.