Começa a semana com isto

__

Elliot Aronson é um dos mais importantes psicólogos contemporâneos, com especial relevo na área da dissonância cognitiva e do racismo. Na palestra que escolhi podemos ficar a conhecer o essencial da sua vida profissional e pessoal. Com estes dois bónus:

– Em relação a Trump, estávamos em Maio de 2016, esta mente brilhante engana-se com estrondo.

– Em relação ao que cada um pode fazer consigo próprio, este ser bem vivido deixa um luminoso tesouro de sapiência (com que termina a lição, antes das perguntas da assistência).

One thought on “Começa a semana com isto”

  1. O homem deve ser muito boa pessoa, tem “montes de bom ar”, como diria a flausina “loura” do artigo definido de Castela, montes de modéstia também, parece estar sempre a pedir desculpa por estar ali, a abusar da paciência dos indígenas, mas uma coisa não pude deixar de notar, que me fez recordar os Óscares de 2015 e uma parvoíce politicamente correcta (parece que lhe chamam “hashtag”) que um complexo de culpa masochista e idiota generalizou e tornou famosa. Assim, meteu-se-me pelos olhos dentro a monótona monocromia da assistência: “Audience so white!”, não havia nela a sombra de um “sombreado” a dar-lhe um pingo de diversidade. Para quem perora uma vida inteira sobre inclusão, “desegregation” e “reducing interethnic hostility and prejudice”, cheira-me a excesso daquelas coisas de que o Inferno está cheio e uma lamentável falta de eficácia.

    Mas confesso-te uma coisa: o episódio do quadro, das mãos macias como algodão e da conversão do bully desatou-me os ribeiros oftálmicos. Não brinco, há ali comoção autêntica e contagiosa, e neste género de coisas eu sou mesmo um maricas do caraças! Ainda hoje perco o controlo das glândulas lacrimais quando as televisões repetem as imagens do 11 de Março de 1975, com os atacantes e os atacados a caírem nos braços uns dos outros. Já (re)vi a cena dezenas de vezes, mas o resultado é sempre o mesmo: uma revitalização da fé nos homens e uma doce mariquice. E não tenho vergonha nenhuma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.