Começa a semana com isto

Obviamente, há inúmeras abordagens terapêuticas à disposição para a depressão. A extensão e prevalência dessa patologia gera correspondente abundante investigação que tenta abarcar a desvairada complexidade observada nos casos individuais.

Com este amigo, Michael Yapko, encontramos uma proposta que abre um horizonte de optimismo ao se focar nos recursos que todos temos mesmo quando pacientes dessa doença ou estado depressivo.

Para mim, a grande ideia nesta palestra é a de a depressão poder ser vista como uma doença do narcisismo. Mais, como a estupidez inerente à subjectividade. E que uma terapia eficaz para a depressão pode, simultaneamente, ser uma terapia para a alienação e cobardia políticas.

8 thoughts on “Começa a semana com isto”

  1. é engraçado essa do narcisismo , posto que já reparei que a correlação entre depressão e tendência ao autoritarismo e controlo de outros é positiva forte…suponho que entram em depressão quando as pessoas não se rendem à sua vontade. são bastante mazinhas.

  2. A depressão é um estado de espírito de ociosos e de mentes fragilizadas. Uma coisa é a dor, o luto por uma perda que nos transcende, um familiar, outra é as circunstâncias não ajudarem e termos a percepão de que nos roubam o futuro e outra ainda é o comodismo, a resignação, a complacência.

  3. adorei tudo e perceber a relação que existe entre a realidade, a percepção da realidade e a leitura que fazemos dela. e o grande segredo da oposição à depressão está na elasticidade do nosso cérebro e também na sua questionabilidade. se não sairmos da ilha como poderemos ver a ilha?

    (adormeci a pensar durante quinze minutos e agora voltei a acordar. pensei em acabar de escrever amanhã mas depois percebi que o que aconteceu sem eu contar, adormecer exaurida, não voltaria a acontecer propositadamente, pelo contrário, precisava de dizer que adormeci para adormecer. olindices)

  4. descobri uma coisa do post anterior que faz parelha com esta peça: The most boring person in the world discovered by University of Essex research

    e se a guerra for o cúmulo da estupidez alimentado por pessoas chatas, narcisistas e com o cérebro rígido como uma pedra? então é o reino do tédio sobre o amor ucraniano

  5. suponho que andará a tomar antidepressivos , ficam assim , eufóricos. e se mistura com alccol , olala , está o caldo entornado.

    nunca confundam andar chateados e tristes por problemas económicos , relacionais ou outros, com depressão. não emborquem caramelos farmacêuticos nestes casos ( comam bananas , chocolate preto , dancem ,desabafem , desabafem , gritem …) ainda acabam diabéticos ( afectam o pancrêas ) ou dementes.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *