Chega-lhe!

«Como partido do sistema que é, o PS sempre fará tudo para que o sistema, que se tem vindo a enquistar de forma preocupante, permaneça imutável e para que, dessa forma, continue a servir com fiel eficácia um aparelho socialista, que tanto se tem esforçado pela sua sobrevivência.»


Fonte

9 thoughts on “Chega-lhe!”

  1. bastava pluralizar o sujeito e estava coberto de razão . ps e psd , bla bla , bla….sistema bi partidocrata a lutar para sobreviver , ainda que o psd já esteja moribundo e sem sinal de melhoras.

  2. E esta não é a melhor vaca que o Maduro, esse gênio, tem no estábulo ! Bacoreja-me que ainda durante este congresso (?) PPD, tal sumidade ainda vai dar à luz mais dois ou três cabeludos desarrincansos lá da lavra dele !
    Para marcar lugar, no meio daquelas sumidades !
    O Rangel até fica húmido, ao ver o seu lugar de delfim, bonito delfim, em perigo !

  3. Valupi,
    Arrepia o trumpismo do comentariado comum e o conhecimento google que anda no ar desde, precisamente, a queda de Trump.
    Desde o trumpismo Hard, à Trump, até ao trumpismo soft, à Rio, parece haver uma crescente adesão ideológica dos contestatários de de todos os tipos.
    Rio usa e abusa de trumpismo soft; usa e abusa de dizer trumpadas e de imediato diz que não disse ou diz o contrário do que disse, ou inventa interpretações labirínticas que ninguém entende.
    E este é o estilo do tipo de comentário que pulula pelas caixas de comentariado mais diverso; parece um jogo de gozo ou de divertimento incompreensível dizer tudo e o seu contrário na hora seguinte; o povão comentarista alerta, anda delirante com a aventura do trumpismo troca-tintas que abala o mundo.
    Se conseguirem ganhar a aposta e a realidade lhes for ingrata e dura vai ser um fartote de ver dizerem que nunca disseram.

  4. Rui Rio exige que António Costa diga se o PS está disponível para viabilizar um governo minoritário do PSD, caso este vença as eleições sem maioria absoluta. Luís Montenegro, em concorrência com o salta-pocinhas esganiçado saído (ou caído) do armário, esganiça-se com a mesma pergunta. E são mato os atletas menores da quadrilha de Massamá (hoje com sede provisória na Invicta) que se multiplicam e desmultiplicam na exigência de resposta à mesma questão. Espantoso é que não tenha havido, entre os inúmeros palhaços merdiáticos que ontem os entrevistaram, um único que se “lembrasse” de lhes perguntar se a coisa não funcionava ao contrário, a saber: por que porra de carga de água não esteve o PSD, muito recentemente, disponível para viabilizar o governo minoritário do PS, optando, em vez disso, por o derrubar, em aliança contra naturam com os alegados “inimigos” PCP e BE. Bardachiça para a criadagem!

  5. A propósito de Manuel Pinho e outros ministros e secretários de estado dos governos Sócrates presentemente a contas com a “justiça”, convém entender uma coisa. Não se trata apenas de uma perseguição a José Sócrates e ex-membros dos seus governos. O resultado, no futuro, será a extrema dificuldade em conseguir que se disponham a fazer parte de um governo PS, qualquer governo PS, quadros independentes de méritos reconhecidos que possam, na sua área, enriquecer a acção política pura com um contributo valioso no plano técnico. O PS arrisca-se a ter de recorrer apenas aos militantes, à prata da casa, e, não duvidando de que alguma dessa prata tenha méritos, o ADN “de fora” seria sempre uma mais-valia, tanto no plano puramente técnico como no do enriquecimento da acção política. É ver o exemplo de Mário Centeno. Dúvidas tenho poucas de que, neste preciso momento, a sua vida estará a ser minuciosamente escrutinada, desde o primeiro vagido, à procura do pentelho, ou metade dele, que permita fazer-lhe o que estão a fazer a Manuel Pinho.

    Serão poucos os profissionais de mérito e de topo, com situação profissional e financeira confortável e um futuro promissor, que arrisquem esse futuro pela veleidade de acreditar que os seus méritos profissionais poderão dar um contributo positivo para o futuro do país. Só gente de tomates ou ovários “muito negros” se atreverá a arriscar tudo, porque é mesmo de tudo que se trata, vendo o “castigo” que os espera e que, para que não haja ilusões, lhes/nos é esfregado no focinho diariamente, gostosamente, sadicamente, pelo mainstream merdiático, tanto o manhoso como o de reVerência. A atractividade da governação PS fica, assim, seriamente diminuída para algumas franjas eleitorais que disto se apercebem, com consequências óbvias em eleições futuras.

    Se é esse o objectivo? Bueno, podendo gentes de boa-fé classificar todo este arrazoado como teoria da constipação, só posso responder com a conhecida fórmula, de méritos sobejamente conhecidos e reconhecidos: yo no creo en brujas, pero que las hay, cierto que las hay, coño!

  6. T&udo serve
    Titulo do DN :
    “Jerónimo quer travar maioria absoluta do PS e regresso do PSD”
    Isto já não só manipulação. É outro esgoto a céu aberto. Já cheira a trampa de galinha

  7. não cheira, é mesmo trumpa do marco galinha, dono do aviário banoninhos e investidor do chunga.

  8. … o que o avô jerônimo disse…

    “Este é o tempo para lembrar que cada voto na CDU é um voto que conta, como nenhum outro, para impedir a maioria absoluta que o PS ambiciona e também para impedir o regresso do PSD, sozinho ou com os seus apêndices atrelados ou ainda de mão dada com o PS”

    … afinal é verdade. desta vez os banoninhos cacarejaram bem a merda dos comunas. se calhar têm uma avença do galinha para dizer estas coisas ou falta de jeito para explicar aos fiéis a cagada que fizeram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.