7 thoughts on “Chapelada para o Rui Tavares”

  1. Demagogia da mais baratinha… Estes e outros ruizinhos o que querem é protagonismo.
    NB:Ainda e a propósito do post anterior sobre a manif da CGTP: Quantos dos que leram e “postaram” escrevedura serão sindicalizados?

  2. Esta da demagogia baratinha pressupõe que haja demagogia muito cara. Coitado Zé Maria, coitado do Zé Maria – cantava o Toni de Matos.

  3. O senhor Coelho foi almoçar à Toca do Lobo e a prova de que NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS, é que fez suas as palavras do dito cujo.

  4. Não conheço pessoal o Rui Tavares, mais fiquei contente quando ele foi eleito. Ah, eu ajudei.

    Se tem seguidores? Mas claro que sim, o próximo será o lente de Coimbra!

  5. Independentemente das motivações a atitude é meritória. E proponho que o primeiro apoio seja para um projecto no âmbito da renovação urbana. Porque o Rui Tavares e o BE utilizaram esse tema como forte bandeira nas últimas campanhas eleitorais e a proposta recentemente apresentada pelo BE no Parlamento foi um nojo.

    Reduziram-se à reabilitação do parque habitacional multiplicando por dez (cinco mil milhões de euros!) os valores envolvidos numa outra proposta que o BE já tinha apresentado na anterior legislatura. Louçã dourou a pílula com a redução do endividamento externo em contraponto com a aquisição de casa própria. Pois claro! Agora serão cinco mil milhões grátis. A primeira parte chove naturalmente no subsídio de férias e o restante oferece o pai natal no sapatinho do 13º. Lógica e linearmente.

    E nem uma palavra sobre eficiência energética, eficácia dos sistemas de transportes, promoção de serviços de valor acrescentado, reanimação dos centros históricos, valorização do espaço público, cidadania… Verdadeiramente decepcionante para quem ficou na expectativa das promessas eleitorais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.