7 thoughts on “Cavacologia”

  1. Estava de tal forma entrosado no antigo regime (ditadura)
    que, na primeira oportunidade chamou ao Dia de Portugal
    o 10 de Junho como sendo o dia da raça, expressão salaza-
    renta do Deus Pátria e Família!
    O ricardo costa é um jovem ambicioso e formatado um pou-
    co à pressa, com propensão para ser um óptimo limpa fundos!!!

  2. Ignateze, ganda CABEÇA sim, pazinho, inteligente, bom gestor e profundamente conhecedor do gentio português, tás a bere? estes gajus só lá bãoe com ditadura, pá, sanãoe, a estupideze bence, e tu saves beie que quando os demucratas sãoe maiorritariamente istópidos, o resultadu é o ca ça cunhesse pá, o dinheirro dezapareceue e os dótorres forram prá forra, ou tenze dúbidas, hum?oube, sves onde istá o oiro, hein?

  3. Santa Engrácia, o panteão que Salazar terminou antes de cair da cadeira, devia ter sido construído em Santa Comba.

    Mas um dia a pátria vai fará a correcção.

    Mas agora que do esqueleto de Salazar já poucos ossos restam, é a TAP, o visto Gold Calouste Gulbenkian, e um ou outro Retornado, era bom haver alguma homenagem, para moralizar um pouco os portugueses.

  4. O estado salazarista, como qualquer estado totalitário que se preze, atraiu para as suas fileiras os oportunistas; espécimes pobres em convicções políticas, que apenas ambicionavam o poder pelo poder, pela fama, ou por ambas essas coisas. A proliferação desses espécimes é consequência da repressão e degradação dos valores da cidadania, bem como da pobreza da base económica que a poderia suportar, fruto de séculos de «Ancien Régime», complementados pela múmia do «Ancien Régime» que se auto-proclamou de Estado Novo.

    Não admira, pois, que o maior responsável pela desgraça económica nacional do Portugal democrático tenha procurado dar início à sua carreira política “inserindo-se completamente” (sic) no regime totalitário que o precedera. Facilmente se reconverteu, depois, ao regime partidocrático laranja; foi aí que, sob o manto de absolvição do reformismo liberal-populista de Sá Carneiro, foram recolhidos e reciclados muitos dos que haviam estado “completamente inseridos” no anterior regime totalitário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.