21 thoughts on “Cavaco e Ventura, bromance”

  1. A (des)propósito, estes são os mesmos euromerdosos, os mesmos sipaios filhos da puta, que querem aplicar sanções à Rússia por ter na prisa Alexei Navalny, o Ventura da Moscóvia, ou melhor, o caramelo ao pé do qual o Ventura faz figura de esquerdista. E que, com raríssimas excepções, se calam que nem ratos perante o que está a ser feito a Julian Assange:

    https://www.euronews.com/2021/03/09/carles-puigdemont-european-parliament-votes-to-lift-immunity-of-catalan-separatists

  2. O morto-vivo de Boliqueime estava a falar, por incrível que possa parecer, na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, a propósito do dia internacional da mulher. Durante cerca de 57 segundos abordou o tema das mulheres, sobretudo para dizer que elas deveriam ser proibidas de falar do Chega:
    “É fundamental não cair nessa armadilha. Seria importante que esta Academia desse formação às mulheres sobre como não responder a uma única pergunta que lhes seja dirigida sobre os outros partidos, quaisquer que eles sejam”.
    Sem formação cavaquina, as mulheres não veem um boi à frente. Não sei como é que as mulheres do PSD reagiram a esta ofensa.
    O velho Jerónimo diz que o Cavaco “está velho”. É preciso dar formação aos comunistas para aumentarem o seu vocabulário: decrépito, caquético, xéxé, gagá, taralhouco, balhelhas, zombie, etc.

  3. A Múmia cavaquista fez hoje mais uma aparição. Foi à tomada de posse do Presidente da República.
    Entrou mudo saio calado. Primou pela ausência no final da cerimónia de cumprimentos. O homem é mesmo “um montanheiro” como se diz no Algarve para designar alguns dos que vivem na serra e têm pouca ou nenhuma educação. e são uns “casca grossa”. Era engraçado que numa próxima reunião do Conselho de Estado, se esquecessem dele. Francamente não acho que lá vá dar algum contributo digno de nota. Está senil.

  4. O zombie de Boliqueime tem um ódio de morte ao Marcelo. Nunca poderia ter ido cumprimentá-lo hoje, como é óbvio. Se ainda tivesse dois dentes sãos, dava-lhe era uma dentada.
    De facto, Marcelo tem feito tudo ao contrário do que ele fez e ainda foi reeleito com 60,7% dos votos. É de enfurecer, porra!
    As declarações do Cavaco há dias foram planeadas para contrabalançar a sua presença hoje na posse do Marcelo. Tudo o que então disse tinha um alvo principal, e não era o Costa nem o governo, era o Marcelo. Como quem diz: “Vou lá à merda da tua cerimónia, mas o meu cumprimento é este”. E vomitou o que tinha a dizer.
    Há duas horas, uma “fonte oficial” do “gabinete de Cavaco Silva” explicou à SIC a razão da ausência nos cumprimentos a Marcelo: “Teve de regressar a casa” (sic, SIC). Sem mais esclarecimentos, a gente imagina logo que razões prementes podem tê-lo feito “regressar a casa” tão apressadamente. Por exemplo, mudar a fralda de incontinente.

  5. É triste constactar que o Regime Abrilista (47 anos) vos está metido nas entranhas.
    Uma oscilação entre esquerda/direita, PS/PSD (e os respectivos acólitos que são sugados por essa gravidade) estupidamente binária, inversa e isomorficamente opositiva.
    São prisioneiros disso, e até gostam dessa vossa falta de Liberdade.
    Logo, têem o que merecem.
    Irão apodrecer, com ou sem moedas no bolso, num Lar Abrilista, como vimos ao fim de 47 anos.
    E de flor à lapela, cantando e rindo essa decadente ideologia.

  6. Júlio, nada disso!
    Ele tinha era uns jaquinzinhos fritos à espera feitos pela sua D. Maria (porra!, parece que estou a falar do outro).
    A senilidade, a vaidade, a inveja e a maldade, nem o deixam ver que anda a ser usado pelo PSD, e que depois das autárquicas vai outra vez para a cova até às legislativas, donde sairá, para outra campanha de “cantigas de escárnio e maldizer”, isto, claro, se ainda piar.

  7. alguém sabe em que fase está a investigação do ministério público à venda do barracão atlântico ao genro do cavaco, com amordaçamento dos concorrentes e financiamento do bes que andamos todos a pagar?

  8. Ao procurar crónicas inteligentes de gente culta encontrei esta “O jardim onde a pátria se bifurca” de Luís Castro Mendes no DN. Peço desculpa de nomear alguém que foi Ministro da Cultura de um Governo PS . Eu estou farta de gente tacanha a começar no Cavaco e a acabar no Ventura e de mais quem fala deles como se aquilo que dizem tivesse importância nos dias que correm.

  9. a tia passa atestados de tacanhês e receita crónicas inteligentes de gente culta.
    a minha inteligência sente-se vítima de racismo cultural e a minha tacanhês manda-a pró caralho.
    escusa de agradecer.

  10. Queiram ou não, a frase do Ventura é devastadora no interior do PSD.
    É, uma caça despudorada aos eleitores do PSD.
    A ambição é substituir o PSD pelo CHEGA.
    A IL e o CDS já nem sabem para onde ir, de perdidos que estão.
    Só falta uma peça nesta Comédia Política da década de 20 do século XXI: O regresso de Sócrates.
    Ventura de um lado, Sócrates do outro… Era o fim-do-mundo!
    Um maná para as empresas de comunicação social.
    E um novo deleite, para os eleitores.
    Abençoado Portugal!

  11. Se passasses aqui à minha beira, «a importância nos dias que correm», levavas um murro na cara para aprenderes a ser bem educado. Põe-te a fancos, que vamos atrás de ti. Meninos como tu limpámos às dúzias.
    O Marcelino da Mata e o Alpoim Calvão, aqui no poiso, é que nos diziam como tratar-vos. Deves ser esquerdista do 25Abril. Só podes ser isso, depois do que disseste.

  12. Querido sobrinho que se subscreve com o nome rebuscado “a importância dos dias que correm” estive a falar com a minha tia mais velha e sua tua tia avó para saber qual era o ramo da família a que pertencia e não conseguimos chegar a lado nenhum. Ou seja desconfiamos que não é da família. Percebi tudo, os jovens actualmente teem da cultura duas visões completamente diversas. A direita odeiam que se puxe o discurso para áreas chatas a esquerda porque a cultura das tias é, segundo eles elitista. Só não percebo porque é que se despediu a mandar-me para um sítio estranhissima, olhe bastava dizer-me para ir a merda e eu já sabia o que era. Mas agradeço o eco, mais vale com eco do que sem eco. Sabe porquê? É que assim fiquei a saber que os meus comentários são lidos.

  13. resumindo: consultou a árvore ginecológica e só encontrou merda, caralho nem cheiro.

    hoje há, aqui ao lado, mais um fórum sobre jardinagem intelectual. apareça e traga uns tupperwares de cultura para os amantes da poda.

  14. Mas que estranha conversa entre uma tia refinada, pouco versada em anatomia viril e que escreve teem como no séc. XVII, e um sobrinho dotado (passe a trocadalho) de impertinente sarcasmo. Já não há respeito?
    A memória da tia-avó exclui o sobrinho da linhagem familiar. Deve ser obra do Al Çaimer, um mouro que andou por cá no reinado de Sancho III e de quem ninguém já se lembra.

  15. já me ri um pedaço ,a peça está mesmo boa , continuem , por favor. vai entrar mais algum personagem?

  16. O palhaço de Boliqueime passou toda a sua vida adulta a desqualificar a sua natureza de político e de homem minimamente decente e íntegro.
    Agora tem passado a velhice a degradar a sua própria qualidade de animal racional, não passando já de um anibal raivoso, gosmítico e sarnoso, que nem merece a biqueira de uma bota a chutá-lo bem no olho do cu.

    Quanto a esse valente merdinhas que ameaça no teclado dar murros na cara em nome do facínora que, fez ontem 46 anos, urdiu um crime de guerra em Portugal, bem à minha porta, se visse a importância dos dias que correm a menos de três metros dele, o mais certo era borrar-se todo, o cobarde de merda…
    Talvez ainda te aqueçam o lombo um dia destes, não percas a esperança, cabresto.

  17. 12-03-2021 22:00
    BENFICA COM VIDEO TREINADOR DO BENFICA COM ANÁLISE INTERESSANTE
    JJ dissertou sobre como devem pensar os jogadores das grandes equipas.

    Está esclarecido. Era a isto que Cavacão se referia quando falava de mordaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.