Caruncho

O que é que está por detrás do comportamento de uns senhores que vieram para aqui?

Jardim exibe, em crescendo, sinais típicos de um psicopata. Linguagem ultrajante contra as mais altas instituições nacionais e seus representantes, violação dos direitos constitucionais de deputados, tiro ao zepelim, apelo à violência popular, ameaças à PSP. O padrão é óbvio, o qual se estende às suas figuras politicamente mais próximas na Madeira. Neste momento, já não estamos apenas dentro dos limites de uma retórica folclórica inconsequente. Jardim quer à viva força instituir um Estado paralelo. E esse intento não é grave, pois para lidar com as ilegalidades existem a Constituição e o edifício jurídico. O que é grave, terrível, é a cobardia do PSD. Pelos vistos, não há nenhum social-democrata capaz de pôr a dignidade de Portugal à frente dos desvarios na Madeira.

Que estranho, e penoso, ver o partido de Sá Carneiro corroído pela cobardia.

14 thoughts on “Caruncho”

  1. Há cada Alberto

    Alberto João Jardim desde há muito que nos tem brindado com um sem número de disparates. Temos-lhe permitido tudo e por nunca lhe dar importância é que ele não perde a vergonha e insulta todos. É com o PR, com o 1º. Ministro e agora para cúmulo é com os graduados da PSP. Se até aqui se suportou bastante a partir deste momento devemos de protestar contra a atitude tomada por este divisionista, que tudo faz para virar Madeirense contra continentais, (cubanos) a seu belo prazer e governar-se com a prata da casa. Quem como o 1º. Ministro e alguns Ministros, foram enxovalhados por manifestantes e arremessados objectos (ovos chocos) e nunca se viraram para os agentes da autoridade a pedir que os defendesse. O que este divisionista quer é dizer e fazer o que lhe der na real gana e depois ter a autoridade para lhe defender as costas. Não sabe que numa democracia as forças da ordem, não têm cor, mas sim ordem e lei. Ao votar a população contra os graduados continentais, está a desencadear uma revolta e devia ser repreendido pelo PR, mas este o que quer é o quanto pior melhor. Faz falta, uma comunicação ao País ou outra tomada de posição, por parte do mais alto Magistrado de Nação, é neste momento que as minorias devem ser defendidas, mas sentimentos destes andam arredados do palácio de Belém. Esta minoria – graduados da PSP – se não for defendida, enquanto prestarem serviço nessa ilha, vão passar a ser uns vendidos, nunca mais têm autoridade para o que quer seja, são vistos pelos seus superiores e subordinados, como um verbo-de-encher. Sei do que falo, estive três anos a prestar serviço na Madeira e vi como nós continentais éramos olhados e a inveja que lhes causávamos, era por uma minoria, mas que tinha os seus efeitos tinha. Prestei serviço noutras províncias e nunca notei nenhuma rivalidade a não ser nessa ilha, mas tudo derivado a ter este divisionista à frente dos seus destinos.
    Tenho vários amigos na Madeira e sei que estes condenam estas atitudes, gosto da maioria da população e sei que tem que suportar esta figura, mas sou de opinião que se devia pensar num referendo sobre a sua independência, julgo que só lucraríamos.

  2. Não só ninguém do PSD o critica, como ainda dão a Madeira como um bom exemplo de democracia. Não é que ele precise de incentivos, mas sentindo-se apoiado é natural que o nível do desvario aumente. Só falta vermos o seu nome surgir novamente como possível candidato à liderança do partido.

  3. Só quem não entende como funciona o poder absoluto de AJJ e o seu exemplo de visão de sociedade em que assumidamente considera que não cabem lá todos, como deve ser o caso e se estes graduados de agora não lhe obedecem como os anteriores , claro que estão a mais e isto é dito ignobilmente com todo este despudor.
    Pior é que alguém com responsabilidades nacionais do seu partido considero isto normal e até como exemplo para o resto do país.

  4. Enorme Val, é suposto no mínimo chamarem o boi pelo nome e tomarem medidas legislativas que lhe limitem o poder em vez de pactuarem com a pose chantagista e deixarem andar. Ou seja, gostava que levassem a sério a ameaça que o coirão e o mau exemplo que dá representam.
    Não quero com isto dizer que o transformem num mártir, mas custa-me a acreditar que enquanto a maioria absoluta durou não tivessem uma oportunidade de lhe limitarem o espaço de manobra e de o incomodarem, nomeadamente por via de uma inspecção rigorosa às contas e outras exibições legítimas do poder que ele insiste em vilipendiar.
    Às vezes dá ideia que estão à espera que caia de maduro e isso incomoda-me.

  5. Caro Val o caso Jardim, para além de um caso de estudo, é de internamento compulsivo. Se o 53 da Avenida do Brasil ainda existisse seria essa a minha prescrição.Todavia, como shark, também me incomoda que esperem a sua queda de maduro.

  6. jv, nem mais.
    __

    shark, esse cerco à ilha não deve ser possível, dados os diferentes poderes em causa. Qualquer tentativa seria ocasião para ataques do PSD e de toda a direita ranhosa. Aliás, se o próprio Jardim humilha Cavaco e todo e qualquer líder do PSD, isso mostra como o caso é um sarilho de todo o tamanho. Seja como for, já muito fez Sócrates, acabando-lhe com a mama orçamental.

    Para que algo mudasse, o PSD tinha de alinhar. E o actual PSD não passa de uma corja de cobardes e oportunistas.
    __

    jafonso, pois, mas o próximo na linha de sucessão no PSD-Madeira é um tal de Ramos, ainda mais rasteiro do que Jardim (se mais rasteiro for possível, não há certezas científicas a esse respeito)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.