Carlos Magno, ó Carlos Magno!

Se precisares de falar com a minha vizinha do 4º andar para conseguires acabar o relatório, avisa-me, pá. Que não seja por isso. Eu falo com ela, ela fala contigo e tu logo descobrirás se Relvas pode ficar no Governo a dar mais exemplos às famílias da sua ética em pó com sabor a laranja.

15 thoughts on “Carlos Magno, ó Carlos Magno!”

  1. carlos magno,ainda deve estar na cama, do consultorio do psicanalista carlos amaral dias! falar de Relvas, deve ser o unico assunto que magno não se sente habilitado para o fazer.

  2. O Relvas deve estar a ser a maior dor de cabeça do Carlos Magno. Nâo porque não saiba, desde o princípio, o que tem de escrever no relambório, mas porque nesse dia os portugueses vão poder ver-lhe o cu. Esse mesmo do qual se diz que quem o tem, tem medo.

  3. Cá o velhote pode dar uma ajuda a bater o “rilatório”, embora me pareça que ele vai acabar por incluir muitas páginas…em branco, porque consigo escrever, ainda, com todos os dedos. Aprovêta ó Magno esta magna oferta.

  4. e para que serve o relatório? a jornalista já foi de vela e o relvas saiu reforçado na 2ª. volta da comissão de inquérito, portantes no problem, caso encerrado a menos que o belarmino não tenha sido devidamente compensado dos prejuízos morais causados na pessoa da barbra reis. a erc serviu para ganhar tempo e divertir o pessoal, quem deveria investigar e fazer relatórios era a judite e o ministério público, mas para isso o gajo tinha que se chamar socrates.

  5. Tive sempre a maior simpatia por Carlos Magno. Essa simpatia nasceu com o programa aos sábados na parte da manhã “ALMA NOSTRA” com Carlos Magno e Carlos Amaral Dias. Dava gosto ouvir tão ilustres comunicadores. Era uma delícia, as suas conversas, embalavam quem os ouvia – principalmente a minha pessoa. Mais tarde, por acaso, comecei a ouvir o “Contraditório”, moderado por João Barreiros, com Ana Sá Lopes, Carlos Magno e Luís Delgado, em boa hora o fiz. Destaco Carlos Magno e Luís Delgado pela sua verticalidade.
    Quando Carlos Magno foi eleito presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social “ERC”, vi aqui uma lufada de ar fresco na regulamentação dos estatutos, coisa que andava arredada nos meios da comunicação social. Ambos os programas perdem um ilustre comunicador. A ERC ganha um presidente. Espero não me enganar.
    Este texto foi escrito por mim e colocado no meu blogue em dez de Novembro de dois mil e onze. Com o passar do tempo vejo que me enganei. As pessoas debitam opiniões quando não tem a responsabilidade de tomar decisões. Quando as tem de tomar fazem exactamente ou pior que os seus antecessores. Recordo Carlos Magno na RDP, Francisco José Viegas na TVI24 e outros mais.
    Sempre ouvi dizer que falar não custa o que custa são as resoluções.

  6. Não se parece ao pai do outro Carlos Magno, o rei Pepino, de cognome “O Breve”.

    “Carlos tinha compartilhado o trono com Carlomano desde a morte de Pepino, o Breve, pai de ambos… O epíteto latino de Carolus Magnus (“Carlos grande”), conta-se, teria recebido não graças aos feitos durante seu reinado, mas por medir 1,90 m de altura.”(tirado de OperaMundi)

  7. O Carlos Magno? Ar fresco? Pelo amor de Deus, este senhor é a maior besta que já ouvi na minha vida, caramba.

  8. este tipo de gente é boa a falar , de preferência falar mal de Sócrates, não a decidir….
    é um caso típico de como a mediocridade, por vezes, se esconde sob a capa de pretensos iluminados…

  9. O Carlos Magno está a reunir as mil e uma citações com que exibe até à exaustão (e com que despudor, já agora) a sua douta erudição – não se esqueçam que o homem é professor do ensino superior duma qualquer escola de comunicação social – e em que vai fundamentar com fascinante brilhantismo a absolvição do Relvas! Não, que a presidência da ERC fica bem na lapela e não é coisa que se arrisque por ninharias.

  10. Carlos Magno é um cobardola untuoso e oportunista, incapaz de fazer frente a um poderoso, seja ele político, económico, universitário, religioso, futebólico ou outro.

    É um manteigueiro rançoso enxertado num cínico.

    Arquivou o file Relvas num dossier chamado QQTFE – questões que o tempo fará esquecer.

  11. Esse cobardola está à espera de ordens para saber se pode fazer a redação do possível relatório em termos de antes ou pós acordo……

  12. Calma, “amigos” detractores. O relambório já está em ponto de rebuçado, mas desculpem lá, o jogo é só no Domingo!

    Bem sei, se perdermos é que o caldo se pode entornar de vez, cá para o meu lado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.