Burros a cavalo

A Coreia do Norte, salvo melhor opinião do Bernardino Soares, é uma tirania nepotista que coloca as fichas todas na chantagem nuclear para conseguir sobreviver. Terá Kim Jong Un um vasto arsenal nuclear à disposição? Não, basta-lhe apregoar que tem um singular míssil atómico capaz de atingir a Coreia do Sul ou não sei onde para conseguir o efeito desejado. Imaginemos agora que o fulano resolvia mesmo disparar a coisa nalguma direcção, que aconteceria a seguir? Dá ideia que a resposta do país atingido e dos seus aliados viesse a ser algo prejudicial para o nosso Kim, familiares e amigos. O fulano, portanto, ou está na reinação ou é suicida.

Quem também ou está na reinação ou é suicida é o fantástico Putin. Logo no início da invasão da Ucrânia fez ameaças de guerra nuclear através de terceiros do seu círculo e agora deu-lhes voz própria. Putin, portanto, acaba a sua carreira política a nivelar-se pelo líder da Coreia do Norte, ambos com perfil de criminosos capazes de tudo para manterem o poder. Donde, pode ser que a Rússia resolva tentar acabar com a Humanidade lançando o seu vasto arsenal atómico com vista a provocar um “inverno nuclear” em nome da desnazificação da Ucrânia. Não sei exactamente qual será a opinião da China e da Índia a esse respeito mas em tal cenário uma coisinha parece certa: o próprio Putin, amigos e familiares não teriam tempo para se ficarem a rir.

Putin não é, neste momento, apenas uma ameaça para a civilização em geral. Ele também ameaça a vida de quem com ele desfruta de um regime criminoso. São esses que precisam de resolver o problema de terem um burro perto do botão da demência.

34 thoughts on “Burros a cavalo”

  1. depois leio o resto , mas já encontrei uma mentira: quem acenou desde o início com a nuclear foi o farsante zélerias , não foi o putin.

  2. Desde a queda do muro de Berlim, quais foram as acções do Ocidente, na Jugoslávia, no Iraque, na Síria, na Líbia, na Ucrânia,… que contribuiram objectivamente para aproximar a Rússia e afastar o mundo da rota de um conflito nuclear?

  3. oh valupi, já percebemos que não serve de nada e que a coreia do norte até ficava melhor sem ela mas, e para que é que israel quer a bomba nuclear?

  4. Muito bem visto, Valupi, Grande Educador da Classe Blogatária. Só um estúpido não percebe que essa coisa de usar armas nucleares só faz sentido se o nuclearizado não tiver armas iguais para responder na mesma moeda, como em Hiroxima e Nagasaki. E quando o império do bem anda há anos a colocar armas nucleares cada vez mais perto das fronteiras da Moscóvia, é evidente que só a estúpida da mafarricagem moscovita não entende que não se trata de ameaça. Por exemplo, se um caramelo te encostar uma arma à cabeça, te meter a mão no bolso e te sacar a carteira, não há ameaça. Ameaça é apenas se o gajo, simultaneamente, berrar contigo que ou metes tu a mão no bolso e lhe dás a carteira ou levas um balázio nos cornos. Elementar, meu caro Grande Educador!

  5. Que palhaçada! O Putin é que é burro. O homem que reergueu uma superpotência, que tinha caído no puro caos, e que estava a ser espoliada, em 20 anos; que a tornou no exército mais poderoso do mundo, com 1/5 do orçamento do império das mentiras; com uma dívida de 25% do PIB; com cada vez mais reservas de ouro; cada vez mais auto-suficiente, etc. Olha, vê a evolução do rublo em relação ao dollar, mesmo com yankees a disparar as taxas de juro!!! Entretanto, as “inteligências ” que nos desgovernam, eufemismo para testas de ferro dos oligarcas, já conseguiram por o euro a valer menos que o dollar. A moeda fiduciária, que precisa desta guerra como de pão para a boca. E se a perde, serve para jogar monopólio!!!

  6. Gostava que o teste, sr. teste e a senhora yo opinassem sobre esta questão que vou alevantar… – com muito custo, reconheço. É uma questão de elevado peso.
    Aquelas cenas nas praças de algumas cidades russas que as televisões estão a transmitir, em que jovens parecem protestar contra a decisão do grande educador da classe operária russa, do povo russo em geral e dos explorados de todo o mundo ocidental, Portugal incluído, de mobilizar bastante gente para intensificar a guerra………………. – aquelas cenas, aqueles jovens, aquelas prisões, não fazem lembrar o MRPP no PREC, no tempo do camarada Vasco, da aliança Povo[diga-se partido]/MFA, nós somos a muralha de aço, e aquele ataque às sedes desse partido que o PCP apoiou, e que dizia que era apoiado pela CIA, prendendo mais de quatro centenas dos seus militantes?
    Fzxasse! Parece mesmo.

  7. fernando,

    já que pede tão encarecidamente, não posso deixar de responder: não sei, assim de repente não estou a ver a relação. mas e a si, parecem-lhe? em que medida?
    olhe, a mim fazem-me lembrar aquelas manifestações contra a guerra do iraque e do afeganistão nos países que para lá enviavam jovens pra morrer. a si não? e como é que isso correu, alembra-se com esforço ou nem assim?
    já agora, acerca da sua pergunta aqui há atrasado sobre a razão porque os regimes comunistas não conseguiram lidar com os filhos da puta: porque os capitalistas também ainda não conseguiram cometer a proeza de solucionar esse magno problema. assim como assim, só uma das perspectivas se dedica a tentar, enquanto a outra se compraz em justificar a sua existência e tentar daí extrair o maior lucro possivel, não é?

  8. fernando,

    olhe que exemplo perfeito de filha da putice capitalista

    https://www.jn.pt/mundo/cidade-brasileira-destruida-por-terramotos-leva-petrolifera-a-tribunal-nos-paises-baixos-15188038.html

    se acha que a forca ou a guilhotina é uma resposta exagerada para os responsáveis por isto, até sou capaz de concordar. mas que na noticia só se fale de indemnizações (o que já não é nada mau, melhor que um chuto no cu que é o que costuma acontecer) e nada de responsabilidades criminais de agentes específicos (nomeadamente, directores, ceos, etc) é sintomático da diferença entre as perspectivas que discutíamos há pouco.

  9. Quem também há décadas anda na reinação (mas não é suicida) é o fantástico império do bem. Em 1949, sempre na reinação, o Pentágono elaborou um plano (Operation Dropshot) que previa o lançamento de surpresa, sobre a então União Soviética, de 400-quatrocentas-400 bombas nucleares de uma assentada: 300 destruiriam, em dois ou três dias, 85% da capacidade industrial da URSS e as outras 100 dariam cabo dos bombardeiros de longo alcance soviéticos anes que pudessem levantar voo e retaliar. E retaliar com bombas convencionais, note-se, pois o primeiro ensaio (friso ‘ensaio’) de uma bomba nuclear soviética só aconteceu precisamente nesse ano, em Agosto de 1949. Ou seja, o império do bem planeava despejar, de uma assentada, 400-quatrocentas-400 bombas nucleares sobre um país que à época não tinha nenhuma. Um país, além disso, com o qual os EUA não estavam em guerra e do qual haviam sido aliados até quatro anos antes na luta contra o nazismo. Ora toma que é democrático!

    E vens tu falar-nos de reinação e de malucos que querem acabar com a humanidade, enquanto aplaudes entusiasticamente os os bombistas humanitários que mais seres humanos mataram desde o fim da II Guerra Mundial, os escuteiros que planeavam bater de muito longe, em dois ou três dias, o record que o humanista Adolfo levou sete anos a estabelecer. Ah, tá bem, os russos não fazem parte da humanidade, então está tudo certo! Pobre Valupi, kenteviu e kentevê!

    No insuspeito (putinista?) ‘The Sun’:

    https://www.thesun.co.uk/living/2268796/a-declassified-military-plan-reveals-how-the-usa-was-prepared-to-annihilate-the-ussr-with-terrifying-nuclear-force/

  10. Ó Valupi;
    Os PZPs putinistas já colonizaram outros blogues que deixei de frequentar (como o Estátua de Sal).
    Agora estão a tomar de assalto o teu Aspirina B (tirando a sempre presente Olinda e mais dois ou três corajosos, já são só eles, os putinistas, que aqui comentam).
    Temos que lhe reconhecer militância e persistência para, de derrota em derrota, continuarem a lutar até à derrota final.

  11. Jornal das 8 da TVI, 21-9-2022, debate entre o major-general Agostinho Costa e Helena Ferro Gouveia, início ao minuto 21:02,
    especialmente interessante a partir do minuto 21:07. Apesar das constantes interrupções de José Alberto Carvalho quando ouve coisas que não quer ouvir e, principalmente, que não quer que ouçamos, Agostinho Costa lá vai conseguindo, de vez em quando, fazer umas mijadelas fora do penico e estragar a digestão aos borregos. Honra lhe seja! Quanto ao José Alberto Carvalho, tem o duvidoso mérito de, uma vez sem exemplo, me fazer concordar com a Manuela Moura Guedes (criatura que me provoca geralmente uma profunda aversão), que há alguns anos se pronunciou assim: “O Zé Beto é burro!”

    https://tviplayer.iol.pt/programa/jornal-das-8/53c6b3903004dc006243d0cf/video/632b78170cf2ea4f0a5d88c7

    Se este link não der, procurar no TVI Player “Jornal das 8, 21-9-22”.

  12. Será Putin, um burro ou um louco? Senão vejamos; diz, agora, que não hesitará em usar armamento nuclear para salvar a Rússia e o povo russo. Mas será que pensa que usando o seu armamento nuclear se livra duma resposta nuclear igual ou superior ao seu ataque?
    Segundo a história e a lógica da guerra, num caso assim, mais depressa será ele o coveiro do povo russo que o seu salvador.
    Depois de tanta asneira na previsão e condução da guerra que lançou contra o vizinho, vir anunciar esta ideia perversa e louca é mesmo de arrepiar a alma do povo russo e fazer este pensar e temer pela sanidade do Presidente vitalício.

  13. atenção , zeleristas , não se esqueçam da propaganda ocidental. provavelmente todas as notícias a darem conta das “derrota” da rússia serão altamente exageradas. extraordinário que deem qualquer credibilidade à imprensa anglo sionistas. o pública decalca as noticias do Washington Post nunca repararam? decalcadas , trabalham para o mesmo patrão , apesar da sonae.

    e o inverno está a chegar , alemões…estão com medo da mortandade senil? estamos a assistir a um senicidio , pior que o chamado holocausto , e ninguém diz nada. até deixam as formigas comer os idosos. tortura. estou enjoada desde ontem.

  14. a estrondosa evolução do homem: mudar tudo para que tudo fique na mesma.
    o abandono de idosos á morte é um hábito muito nosso. e como é transversal a todas as sociedades e grupos e tribos e clãs , ninguém foca os holofotes nesta vergonha humana. não têm dinheiro , os velhos , para fazerem campanhas de choradinhos e então metem para debaixo do tapete esta miséria.

    https://es.wikipedia.org/wiki/Senicidio

  15. pois, os burros e os putinistas – e os burros-putinistas – não têm mais e melhor para fazer do que espalhar o veneno, que julgam letal, do que são feitos. cabrões.

  16. rádio: atenção senhores automobilistas, vai um condutor em contramão na autoestrada

    corno vegro: um?! são muitos!

  17. Que saibamos nenhum daqueles cavaleiros mandou (ainda) armas atómicas contra pessoas civis inocentes como aconteceu no Japão em 1945.

  18. Arlindo da Costa, tente passar o domingo a perceber de que forma as armas atómicas distinguem os inocentes dos outros e depois venha, por favor, contar-me. vou ficar a aguardar. !ai! que riso

  19. olinda,

    tente passar o domingo a explicar quem é que atirou armas atomicas sobre civis ou outros, sem terem sido aqueles cavaleiros a que o arlindo se refere. mas estude antes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.