Broncologia

O bronco típico está fartinho de saber que Sócrates gamou centenas de milhões de euros ao Estado, os quais foram colocados em offshores em nome de familiares seus. O bronco igualmente sabe de ciência certa que Sócrates se rodeou de escroques e meliantes no Governo, cuja única tarefa era a celebração de contratos corruptos com empresas amigas, contratos esses que lesaram o País em milhares de milhões de euros e que destruíram a qualidade de vida das próximas 10 ou 100 gerações. Finalmente, o bronco sabe a bom saber, porque não perde uma capa do Correio da Manhã, que Sócrates era, em simultâneo e a cores, o mais inteligente e poderoso dos criminosos, pois apesar de tanto e tão descaradamente roubar nem sequer a tribunal ainda foi, e o mais inepto e irracional dos governantes, insistindo em soluções absurdas que o levaram a perder a mama em vez de ter feito o que tinha de fazer para a manter. O bronco, constata-se quotidianamente, é um sabidão que já a sabe toda, não precisa de saber mais nada.

Só temos a lamentar que não haja uma alma caridosa que interrogue um bronco, um qualquer, a respeito dessa cena macaca que é ver duas ladras profissionais, de seus nomes Maria de Lurdes Rodrigues e Isabel Alçada, a gozarem com os deputados da gente séria numa comissão parlamentar e a saírem de lá sem terem sequer sido beliscadas por alguma pergunta a que não conseguissem responder, algum facto que não conseguissem explicar ou algum argumento que não conseguissem vencer. A broncologia está a deixar escapar material precioso para o estudo do bronco português, um dos espécimen mais puros em todo o reino animal.

29 thoughts on “Broncologia”

  1. Reparei, sobretudo, nos deputados do BE e PCP, unidos com a direita no ataque à escola pública. Fizeram-se de broncos e ali os vimos a fazer de conta que nâo sabiam que a iniciativa persecutória da direita à Parque Escolar é um ataque despudorado à escola do povo. Eram bom que os votantes nesta esquerda caniche da direita, agora acompanhada pelo PS de Seguro, se dessem conta de toda a broncologia que para aí vai.
    Pessoalmente, já virei a página, ao ver que não fica pedra sobre pedra da democracia de Abril. Algo de novo há-de surgir depois desta broncologia final. Louçã e Jerónimo vão ficar bem enquadrados na fotografia destes tempos de vilanagem. Honra lhes seja feita: a sua interbenção foi decisiva para a mudança e apetecia-me dizer deles o que se diz de Deus: escreveram direito por linhas tortas. Mas, se calhar, são tão broncos que nem isso perceberam.

  2. ladra parece que a maria de lurdes é. roubou aos contribuintes para dar ao irmão do pedroso não foi ? ficou provado . e quem rouba uma vez…não me custa nada a acreditar que a ladroice lhe esteja nos genes.
    quanto à isabel alçada ? ladra de inteligência dos pitos pelo menos é . a cena do natal , jesus..e os livrinhos de caca. seguramente nem percebeu o que se passou , de tola que é.

  3. o aaaaanoRRmal anda em crise identitária, faz uns clísteres com os editoriais do marcelino que isso passa-te.

  4. Realmente a estes broncos de “primeira água”, o Nicolau Santos responderia com este seu excelente poema! O drama é que fica a dúvida sobre se serão capazes de percebê-lo!

    COMO DIZIA O CESARINY…..
    Falta-nos por aqui uma grande razão, como dizia o Cesariny,
    uma verdade para qualquer estação
    Falta-nos um motivo, um anseio, um desejo fortíssimo, um desígnio, uma visão.
    Falta-nos um punhal brilhantíssimo
    para liquidar esta vida de conformismo, de rotina sem ambição
    Falta-nos uma espingarda para apontar ao manto da noite
    e rasgar estrelas na escuridão
    Falta-nos um visionário que traga o futuro nos olhos
    e a cara pintada de carvão.
    Falta-nos um gato persa que seja tão sábio
    como os sábios quando sustêm a respiração.
    Falta-nos um garfo de aço holandês com embutidos de mármore
    que diga poemas em alemão.
    Falta-nos um Kant, um Locke, um Aristóteles, um Sócrates, um Newton, um Platão.
    Falta-nos acabar com os burocratas,
    fundar uma não-igreja e pôr no altar a imaginação.
    E falta-nos uma pianista que toque Bach, Mozart, Chopin
    de forma perfeita com uma só mão.
    Falta-nos brilho, noite, lantejoulas e…
    uma inspirada mulher-palhaço que nos faça rir até à exaustão
    Falta-nos um Jardim Humanológico
    repleto de corruptos e assassinos comidos dia a dia por um leão.
    Falta-nos um relógio que não nos dê ordens,
    um barco que seja um Jardim e um Zeppelin que só ande no chão.
    Faltam-nos dedos para tocar o invisível, todas as palavras ainda por dizer
    e uma imensa coragem no coração.
    Falta-nos ter o peito muito aberto
    a tudo o que seja talento, novidade, diferença, inovação
    Falta-nos fazer o exercício diário de andar de bicicleta
    num arame esticado entre dois prédios em construção.
    Falta-nos sobreviver sem telemóveis, automóveis, sacos de plástico,
    Ipod’s, Twitter e, sobretudo, televisão.
    Falta-nos fazer filhos aos magotes
    mas não para garantir a Segurança Social
    nem os educadores do Ministério da Eduçação.
    Falta-nos esquecer todas as fronteiras,
    instalar alarmes nos barcos da Marinha e
    sossegar o nosso medo da emigração.
    Falta-nos filosofar socráticamente
    sobre negros, amarelos, mulatos e os benefícios da miscigenação.
    Falta-nos uma bússola, um sextante, um astrolábio
    E a rosa-dos-ventos para nos ajudar na navegação.
    Falta-nos uma mesa de pé-de-galo que se levante no ar e voe
    quando o debate se transforma em discussão.
    Faltam-nos discursos de jazz no Parlamento
    De Coltrane, Mike Davis, Tellonious Monk em vez de governo e oposição.
    Falta-nos fazer algo verdadeiramente original,
    Eleger um sonho para nos governar, em vez de uma desilusão.
    Até lá, como dizia o Cesariny,
    FALTA POR AQUI UMA GRANDE RAZÃO! Nicolau Santos

  5. A Isabel Alçada, que eu me tenha apercebido, só é culpada de plagiar descaradamente os livros da Enid Blyton.

    O que vem provar já ter lido alguma coisita (já não é chita).

  6. oh morto de inveja! e já te constituiste assistente no processo de plágio ou ainda vais candidatar o projecto a algum subsídio no âmbito da campanha anti-socras?

  7. Caso o comentário não tenha passado vou repeti-lo:

    Dedica-te à leitura, Ignatz.

    Essa pose de cartoon não te leva a lado nenhum.

  8. agora fazemos publicidade a blogues de filhos da puta? limpa essa merda, se o gajo quer clics que ponha anúncio no correio da manhã.

  9. Senhores, só por ver quem se atravessa assim por um anónino vim deixar as minhas misericórdias. Há filhos da puta com sorte de Olindas mas eu sou bronco com muito orgulho!

  10. esqueci-me de acrescentar que assim os putos evitam frequentar as escolas recuperadas onde podem ser contaminados pelo vírus do luxo dos candeeiros ou bactérias capitalistas difundidas pelo ar condicionado.

  11. Ó ignatz, estou contigo a 100%! De facto…já viste! As criancinhas contaminadas pelo virus do bom gosto. O que seria do país no futuro, com gentinha tão mal habituada. Lá se ia outra vez para o “galheiro” o ouro dos cofres que estes galfarros estão diligente e inteligentemente a amealhar! Como se vê!

  12. Esse rei dos lagartos palavrosos devia era ser internado de urgência, dada a evidente ultrapassagem do prazo de validade do seu solitário neurónio. Que “vidinha” será a deste infeliz? Coitadito…

  13. Olha Ignatz, está a parecer-me que tu é que andas aqui armado em estalinista.

    Tens a certeza que não és do BE?

    Essa linha de argumentação faz-me lembrar as trips do Louceiro.

    Ou mesmo do Arnaldo. Aquele gajo do bigode que era chefe do Burroso.

  14. pois fica sabendo que a inspiração é mário nogueira da associação folclórica pró ensino. é natural que o loção de censura cheire ao mesmo, daí a confusão da tua pituitária, mas deixa lá que a merda é mesma.

  15. “Podem ladrar, ganir, protestar, deturpar, manipular, difamar, podem fazer o que quiserem, só não poderão transformar este dinheiro em mordomias, ordenados com subsídios para amigos, avenças para os Borges, carros de luxo para substituir lambretas e muitas outras formas de mal gastar o dinheiro dos contribuintes. Este dinheiro foi muito bem derretido em escolas e como os chineses não deverão estar interessados em escolas que só dão prejuízo nem as podem privatizar.”

    este naco foi sacado do jumento

  16. O merdoso do Joshua Merdopalavrosaurusparvocomoraioqueoparta, como ninguém passava cartão à tristeza do blog dele, agora foi vomitar para o Aventar. Mudou o poiso, mas a mosca e a merda em que flutua são as mesmas. Este infeliz desgraçado ainda acaba mal e nem a beatice lhe vai valer.

  17. Grande post. E eles andam por aí e por aqui a comentar, alguns desses broncos tugas, os designados anti-socráticos, só porque os anestesiaram sem darem por isso e agora os “enrabam” todos os dias sem nada sentirem ou… um inaudito prazer sentido, que, faça-se justiça, doutra maneira, nunca viriam a saber que gostavam tanto de serem “enrabados”.
    E assim vai o nosso Portugal do 25A – que vergonha!
    Parabéns ao Val pelo excelente post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.