Beliscões

«“De repente, passamos a viver em troika?” A pergunta é do Presidente da República, foi proferida esta semana, em conversa com jornalistas no Palácio de Belém, e não saiu por acaso. Depois de ter aproveitado a guerra na Europa para assumir, como Chefe Supremo das Forças Armadas, as dores do sector da Defesa que há muito se arrastam e que escolheu para tema único no 25 de Abril, Marcelo Rebelo de Sousa sabe que a frase que libertou a propósito das promoções dos militares não só se ajusta como uma luva a outros sectores da Administração Pública como belisca o Governo de António Costa, que anda há semanas a fugir da palavra “austeridade”.»

Ângela Silva

Temos um Presidente da República que recorre a jornalistas para “beliscar” o Governo de António Costa, garante uma consagrada especialista nessa mesmíssima função: servir de altifalante para os beliscões, empurrões, caneladas, sopapos, cabeçadas e/ou apalpões de qualquer direitola que ocupe o Palácio de Belém.

Deve ser uma vida santa esta que a Ângela leva. Vai ao chá com bolachinhas na Casa Civil e despacha os recados marcelistas em 20 minutos (ou menos) a teclar. Depois, no resto do tempo livre, pode usufruir do circuito artístico da Velha Lísbia e descontrair da feérica profissão de “jornalista” nas esplanadas da Marginal. Enquanto não a chamam de volta ao chá com bolachinhas para mais uma encomenda, coitada.

Belisco-me de inveja.

11 thoughts on “Beliscões”

  1. não tenho acesso ao texto todo mas não interessa, chega para dizer algumas coisas simples. alguém que considera o ganhar mais dinheiro como o início e o fim da motivação só pode ser medíocre; alguém que ocupa a passadeira infinita, não é uma cadeira, da presidência da república para atiçar a motivação para atiçar a governação só pode ser um raivoso a espumar-se todo de veneno e de bílis azeda; uma jornalista que mete o lodo da sua interpretação à mostra no lodo do que já é no que se disse para contar só pode ser uma amarguinha.

    de resto, bolachinhas e chá é bom, chá frio natural e scones com prosa. também quero. :-)

  2. Após este comunicado, o Valupi estará a preparar-se para declarar guerra à liberdade de imprensa nos próximos dias?

  3. penso que está na altura de ser exigido um referendum à população europeia se quer que país sicrano ou fulano entrem na ue.
    eu não quero a ucrânia na ue , nem a turquia , e quero poder dar o meu voto.

  4. isto na ue já é próximo de ditadura ; temos de gramar quem bruxelas quer ? não temos uma palavra a dizer quando decidem sobre quem queremos a partilhar cenas connosco ? temos de incluir gente conflituosa ? era só o que faltava ., já agora.
    tomara que se desintegre depressa , porque já cheira a podre.

  5. teste, após o seu comunicado o Valupi estará a declarar paz à sua imbecilidade. !ai! que riso

  6. arranje referendos em si própria, yo, por exemplo, se deve ser putinista e, se sim, desintegrar-se até deixar de cheirar a podre. fica saradíssima como uma bacalhau seca. !ai! que riso

  7. Papa Francsisco?! Putinista!!! Lula da Silva?! Putinista!!! Ângela Silva?! Putinista!!! Marcelo?! Putinista!!!Avô Cantigas?! Putinista!!!Abelha Maia?!Putinista!!!…

  8. olinda braun,
    agora é o lula que tb é putinista. não começas a estranhar que do teu lado só fiquem mesmo os neo nazis?
    vê lá isso

  9. o que é ser braun, teste?
    não estranho nem se me entranha e do meu lado está quem eu quero, por isso está tudo bem por dentro de tanto mal.

  10. teste, o que eu vejo é que sofre de incapacidade contemplativa silenciosa típica de quem tão facilmente cede ao artifício de ser feliz na multidão. que multidão rasca e desumana a sua. pois fique com ela e arrote e faça refluxo do intestino até se asfixiar.
    !ai! que riso de imagem, adorei Olinda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.