Arte do engano

«Daquilo que tenho mais ouvido, desde camaradas do PS até cidadãos que me abordam na rua, é dizer que isto [candidatura de António Costa à liderança do partido] não é justo, isto não pode ser aceitável num partido democrático», disse o dirigente socialista.

O dirigente socialista lembrou que só promete aquilo que tem a «certeza absoluta» de poder cumprir porque, disse, «alguns confundem a política com a arte do engano».

«Foi por causa de terem feito no passado promessas que sabiam que não podiam cumprir que hoje há centenas de milhares de portugueses descontentes e que não acreditam na política e nos políticos em Portugal», considerou.

Seguro diz que PS devia estar «exclusivamente» concentrado a combater Governo

__

Seguro não pára nem descansa, qual barata tonta. Aqui o temos a dizer que Costa é injusto e não é democrático, como se não houvesse amanhã após as primárias. Aqui o temos a falar de “certezas absolutas” em política, e logo a respeito de promessas a cumprir num futuro indefinido. Aqui o temos a disparar contra alvos não nomeados, os quais acusa de serem mestres do engano.

Pensemos um bocadinho nisto. Que leva Seguro a não nomear a malandragem que (não) denuncia? Não seria melhor, por todas as razões e mais algumas, que o rei da transparência e da ética chamasse os bois pelos nomes?

Acontece que há muitas vantagens na retórica difamatória e caluniosa genérica, como qualquer taxista sabe de ginjeira. Uma delas é a de ninguém se poder defender, pois quem o fizesse estaria a enfiar o barrete. Uma outra é a de Seguro nada ter de explicar ou provar, continuando a alimentar o seu culto de personalidade onde pretende ser reverenciado como um santo. Ainda uma outra é a de cavalgar manobras caluniosas recentes na memória pública cuja lógica aviltante fosse igual. Assim, a figura que imediatamente ocorre é Sócrates, sujeito a campanhas de ofensa à honra como nunca se tinham visto em Portugal sob o pretexto de ser corrupto, mentiroso e de não cumprir promessas. Este nexo tem sido explorado por Seguro e os seus, com o aplauso febril dos direitolas, na colagem que fazem entre Costa e Sócrates.

Mas talvez o mais extraordinário da sonsice de Seguro no seu afã de destruir o PS seja o facto de poupar Passos. Alguém que atira em todas as direcções com munição calibre “arte do engano” e não acerta no elefante laranja mesmo à sua frente tem de ser um grande habilidoso. Precisa é de ir mostrar as suas habilidades para o circo e entregar o partido a quem o respeite.

18 thoughts on “Arte do engano”

  1. oh lismerda! até ver o granadeiro só confessou ter metido dinheiro da pt no ges, a compra da tvi foi efabulação do pacheco para provocar orgasmo eleitoral na velha e agora retomado pela ana salope que deve andar com falta de pilhas. o resto dos links prá tua baiuca podes embuti-los no traseiro, empurra com as setas do psd e martela com o emblema dos comunas que a micose passa.

  2. Suponho que ninguém minimamente informado, atento e descomprometido consegue alimentar qualquer tipo de crédito numa figura como o A J Seguro. Atribuindo-lhe uma réstia de bom senso, que não tem demonstrado, creio que nem o próprio se leva a sério.
    Com este seu comportamento tem sido capaz de fazer mais danos ao PS do que qualquer força externa a esse partido. Nem a História o julgará porque seguramente que nunca será ali sequer citado.

  3. Bom dia, Val !
    Como comentar todos os disparates e – bem mais grave – todas as manobras do actual s.g. do PS. para se aguentar no palco…!?!
    Claro que todos os que querem destruir o PS como Partido de Governo encontraram nele um autêntico milagre…pois é o Cavalo de Tróia que nunca tiveram! E essa descoberta fizeram-na, quando “transparentemente” o já então deputado da bancada socialista aplaudiu ferverosamente o discurso de tomada de posse do actual p.r. -o discurso mais sacana post-25 de Abril – que atacou ostensiva e intencionalmente tudo o que estava a ser feito pelo governo socialista!
    Só tenho um problema que ainda não consigo resolver: como é que os socialistas embarcaram tão “generosamente” na votação deste merdas de Seguro???

  4. #MGP MENDES
    A resposta é tão fácil e tão óbvia: o Seguro era e é o espelho perfeito da gelatinosa, oportunista e hipócrita forma de viver e fazer política da malta socialista. Demagogos e incompetentes. Vivem para o ataque ao Pote e para os telekornais e sondahens.Tão simples. São ou não são uns merdosos ?
    E uma espécie de Alter Ego perfeito da vossa cobardia e frouxidão …

  5. zezinho, camarada, presumo que sejas comuna, vós que nunca tendes duvidas e nunca vos enganais.

    Se não pertenceres a essa raça, e fores direitolas, só dás mostras de um obtusidade só ao alcance dos mais indeléveis idiotas…

  6. MGP Mendes,
    Muito boa ideia a de Seguro como Cavalo de Tróia. Até ao momento a melhor descrição da acção de AJS enquanto líder.

  7. Kerensky,Kautsky,Miterrand,Hollande,Major,aquele tipo inglês que ajudou à missa dos Açores com o Bush, Seguro… Tudo gente que trabalhou e trabalha, árduamente, para construir a sociedade socialista !

  8. A sonsice do Seguro é o seu seguro de vida e a salvação de Passos. Aos ouvidos do Costa já com toda a certeza chegam os trinados de alguma esquerda, muito à esquerda, daquela que ajudou à bosta a que isto chegou. Alguns dos seus mais lídimos representantes já estão a poisar nos ramos mais altos da árvore seca em que se transformou este país e Blá! Blá! Blá!. Vou aprontar a pressão de ar.
    Quanto à metáfora taxista que usas com frequência, atenção. Se alguma vez tivesses entrado naquele de que lancei mão para trabalhar para a “Bucha”, ouvirias Vivaldi, Cimarrosa, Pergolesi, Benedetto Marcello e outros mestres do barroco italiano. Se olhasses para o banco do lado do condutor encontrarias a boa poesia do Médio Oriente (a judaica incluída) e a muito bom romance do Magrebe. Com todo o respeito e admiração que sinto pelos enfermeiros de serviço e pela pharmácia em que trabalham, asseguro-te que a vida académica já por vezes me fez sentir saudades do táxi. A grande diferença entre um percurso entre Praça das Flores e o Cais do Sodré à quatro da manhã e os textos/papers (como agora é usual dizer) é que estes possuem mais notas de pé-de-página. Podes acreditar!
    Podes explicar-me a diferença entre o “fogareiro” que espera no aeroporto o “otário” que chega do outro lado do Atlântico e o Mendes que assiduamente come as papas na cabeça aos basbaques que lhe sorvem as pérolas falsas que derrama a pedido do poder? Não são ambos uns “intrujas”?

  9. jafonso, tens toda a razão. Também já ouvi a Antena 2 num táxi e conheço de perto os animais que a academia põe a pastar nos seus corredores. Acontece é que a caricatura serve um propósito cívico: ser económica para descrever um tipo de pulhas. Pelo que te peço que me defendas junto da classe, a qual tenho por hábito arreigado deixar mui bem fornecida de gorjetas.

  10. JPFerrugem: a realidade não é fácil de aceitar, eu sei, sobretudo quando se estruturou a acção política dos ultimos anos sobre modelos paternalistas, fantasias estatistas perigosas e paradigmas económicos e sociais a cheirar há muito a naftalina, cujo resultado está a vista de todos. Olhando bem para os Tóinos candidatos à governança do país, oferecem mais do mesmo e mesmo do mais que já deu merda com o Sócrates. É um vazio assustador. Show mediático, discurso redondo e oco, bota abaixo pra papalvo consumir, circo diário, medidas milagrosas para despesa insustentável e irrealista … queres que eu explique mais ????

  11. manuel pereira,fica a saber que me estou cagando para a tua sociedade socialista.se conheceres outra apresenta-nos,para vermos como é! estes gajos levaram porrada no leste,levam em cuba e na coreia estão a pedir socorro à coreia do sul e continuam a defender o indefensavel.o ps não pretende impor uma sociedade socialista,mas um democracia com uma profunda matriz social democrata.

  12. Sr. Nuno Cm: interrompendo a sua actividade permanente,defecar,chamo-lhe a atenção para outras actividades: a única aproximação à realidade é através do método científico,felizmente sempre discutível. Se entende opor argumentos, saia dessa posição,limpe-se e diga algo real e que se entenda. Se há animais que só lhe falta falar,o sr.Nuno fará ainda um esforço,falará como o corvo da fábula,visto que a plumagem que ostenta não desmerece da do pássaro. Cordiais saudações,bronco!

  13. manuel pereira, ao contrario do que pensa,infelizmente sou preso de intestinos,mas quando ouço ou leio, certas referencias a socialismos de miseria, confesso que me dá de imediato vontade de obrar!boas.

  14. manuel pereira,mario soares em devido tempo meteu e bem, o socialismo na gaveta,no que foi seguido por varios partidos comunistas na europa como o espanhol, italiano e frances. os que hoje em portugal defendem o socialismo,andaram a apoiar e a defenderpoliticas daqueles que o puseram na merda!boas.

  15. “#MGP MENDES
    A resposta é tão fácil e tão óbvia: o Seguro era e é o espelho perfeito da gelatinosa, oportunista e hipócrita forma de viver e fazer política da malta socialista. Demagogos e incompetentes. Vivem para o ataque ao Pote e para os telekornais e sondahens.Tão simples. São ou não são uns merdosos ?
    E uma espécie de Alter Ego perfeito da vossa cobardia e frouxidão …”

    A avaliar por este ” raciocinio” o mesmo se pode aplicar ao povo português : votou há 4 anos num mentiroso compulsivo, celerado, imbecil, preconceituoso, falso, e demagogo porque… é igualzinho a esse imbecil em quem votou, claro! Não foi iludido, nada disso.Não foi enganado. O candidato não escondeu ao que vinha nem encobriu a sua verdadeira agenda, nada disso! Se o povo nele votou é porque a ele é igual! Brilhante raciocinio!

    Ora, tenho cá para mim que, alguém com tão má opinião do seu povo nunca poderá ser alguém que dele goste, nem que o defenda. Pela lógica, isso não faz do caro Sousanelas alguém…igual a Passos e a Seguro?
    Vota-se num candidato porque se é igual a ele? Ok, é uma forma de vêr as coisas. Não está é certa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.