Alfacinhas

1935 - Desfile de marchas populares, na Praça do Comércio, por ocasião das festas da cidade de Lisboa. Marcha da Ajuda
1935 – Desfile de marchas populares, na Praça do Comércio, por ocasião das festas da cidade de Lisboa. Marcha da Ajuda. Toca na imagem para veres o que é bom

A TSF foi desencantar uma fotos maravilhentas da Lisboa de 35 – Como começaram as marchas populares de Lisboa – que merecem ser longamente desfrutadas na extensão máxima de um grande ecrã.

Mais do que uma viagem no tempo, estamos a viajar para um outro espaço. O mundo dos nossos pais, avós ou bisavós. Onde cada rosto parece ansioso por nos fazer perguntas. Saber se estamos bem. Aqui, tão longe deles e da sua Lisboa.

Não, queridos vizinhos. Não estamos bem. Vamos morrendo de saudades do que nunca vivemos por termos chegado tarde. Essa cultura da alegria ingénua e marota. Essa frescura alfacinha.

4 thoughts on “Alfacinhas”

  1. ai! que lindos! esgares de espanto e contentamento a preto e branco que davam cor. tudo se fazia sintonia naquele tempo, agora parado para nós, que nos chega só no movimento da imaginação: tecidos leves e fivelinhas que apertavam as esperanças; eram os penteados presos das mulheres unidos às gravatas bem engomadas dos homens e o ser, diferente do estar, infantil, festa. mas tenho a certeza de que não se trata apenas de um quadro alfacinha mas sim português. viva o passado distante que nos mima o presente e nos enche de gana de um futuro melhor! :-)

  2. Pois, ingénua e marota só que, estávamos longe
    da Liberdade que, rápidamente, se transformou
    em libertinagem e ausência de ética dos nossos
    dias … o tempo não volta para trás!!!

  3. Adorei esta viagem aos tempos contados pelo meu Avô! :D

    Não tenho saudades porque a “Alegria ingénua e marota” ainda me assiste :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.