“Abutre” – João Pedro da Costa

Tive a sorte, a honra, o kairós de ter lido esta obra quando ela mais falta me fez. Revelo: quando ela foi a melhor companheira de uma longa e última despedida. A sua narrativa fractal, o abraço impossível e cósmico de um avô a um neto, o passado como presságio esvoaçante, envolveu-me numa beleza que fez de Canidelo parte da minha biografia afectiva.

João Pedro da Costa, no tempo em que existia a blogosfera, era o mais criativo dos seus autores. Como se isso não bastasse, foi nele que David Benioff e D.B. Weiss se inspiraram para compor o visual da personagem Jon Snow:

Imitação

Original

Faço votos de que não se venda nem um exemplar. Que mais ninguém leia este livro para além dos felizardos a quem o João o ofereceu. Que fique um segredo para iniciados que viram, ou ainda querem ver, um filho nascer duas vezes.

One thought on ““Abutre” – João Pedro da Costa”

  1. Muito obrigado, primaço. Agora toda a gente ficou a saber que sou o João (César) das Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.