A tragédia de um homem ridículo

«O líder do PSD rejeitou as críticas do primeiro-ministro, que considera que as propostas de Rio atacam a independência do poder judicial, e 'devolveu-as' a António Costa, quer acusando-o de ter interferido na escolha do procurador europeu, quer recorrendo a escutas do tempo da Casa Pia. "Enviaram-me um mail com escutas telefónicas do tempo da Casa Pia onde está o dr. António Costa a tentar interferir com a Justiça, está no Youtube", disse.

"Não é politicamente honesto dizer que nós queremos interferir na independência do poder judicial quando ele até tem esse historial", acrescentou, dizendo não compreender como é que "alguém com a responsabilidade do primeiro-ministro e que até foi ministro da Justiça" pode olhar para o estado do sector e "continuar a não querer fazer rigorosamente nada".»


Rio usa escutas da Casa Pia para acusar Costa de interferir na Justiça
.
.

9 thoughts on “A tragédia de um homem ridículo”

  1. Podem chamar-me ridículo à vontade, que não será nenhuma tragédia.

    Mas estas palavras, ditas pelo Rui Rio, ou por qualquer taberneiro, eu SUBSCREVO INTEGRALMENTE:
    «alguém com a responsabilidade do Primeiro-Ministro e que até foi Ministro da Justiça» NÃO pode «olhar para o estado deste sector e “continuar a não querer fazer rigorosamente nada”».

    Cá estamos todos à espera. Há já mais de cinco anos.

  2. Alguém que explique a este senhor Rui Rio que António Costa não vai nem pode fazer nada para modificar o actual estado de coisas na Justiça, pois se o tentasse fazer acabaria destruído, como José Sócrates.

    É esta a grande armadilha em que o Portugal democrático se deixou alegremente caír.

    E persiste em fingir que não se dá conta desta sua miserável situação, 47 anos após a celebrada libertação do “antigamente”.
    O qual, todavia, muito discretamente, já recuperou entretanto quase todo o território então perdido, desde a “Renânia” à “Áustria”, passando pelos “Sudetas”, e se prepara agora para reclamar abertamente o “Corredor de Danzig” que ainda lhe falta.

    Não perca. Tudo numa comunicação social perto de si…

  3. “Alguém que explique a este senhor Rui Rio que António Costa não vai nem pode fazer nada para modificar o actual estado de coisas na Justiça, pois se o tentasse fazer acabaria destruído, como José Sócrates.”

    … e o próprio rui riso mai-lo psd & restante direita não estão interessados em qualquer modificação que altere o poder das corporações que os apoiam quando governo ou na oposição. é só comparar o berreiro que os médicos e enfermeiros, juízes e procuradores, forças armadas e de segurança fazem quando são governados pela esquerda e o silêncio ou manifestações de apoio aos governos de direita.

    se fosse uma escuta dele já tinha sido denunciada e mandada apagar por uma das corporações acima. as da oposição plantam-se e regam-se para estas ocasiões.

  4. O riacho com o aproximar da estação seca está a seca. Os fogos estão atrasados, as ideias escaceiam, os inimigos seus correligionários estão nas suas costas. O pobre do riacho já desestiu de ser rio. O seu desespero é chegar a eleições com algumas hipóteses de um resultado honroso, mas não Chega, ou será que um discurso político mais centrado na direita CHEGA? Bin

  5. Caro Valupi:
    Já está na fase de farsa!!Mais uma etapa na transformação do partido no Chega moderado, seja lá isso o que seja!!!Alguém lhe mostre, com desenhos, o efeito Dunning-Kruger.
    Com os melhores cumprimentos!
    Américo Costa

  6. Rio + o Chega e o chorrilho de palavreado que usam, nem a vender meias na feira da Malveira se safavam ! Estão tão afocinhados no calão que gastam , e não digo imersos porque não saberiam a diferença para emersos , que só os bordões, o bombo e os ferrinhos lhes bastam !
    Nem sonham com a pandeireta,nem com o adufe, o reco- reco, ou o cântaro ! Só aquele choro surdo,aquele gemido raivoso…
    Cantem de modo que alguém vos entenda ou ide morrer longe !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.