A textura das limonadas nepalesas

O nosso amigo Filipe Nunes Vicente, escapulindo-se ao feroz controleiro João Gonçalves, é relapso na leitura do Aspirina B, chegando ao ponto de comentar. E eu aproveito a ocasião para relembrar ao nosso amigo Manuel Pacheco que ele já merecia ter um blogue ainda antes da fina-flor blogosférica se meter com ele, quanto mais agora que faz oficialmente parte dos remoques de um vulto que é uma das raríssimas predilecções de um outro Pacheco.

9 thoughts on “A textura das limonadas nepalesas”

  1. Pois é Val, só que a fina- flor da blogosfera é flor do entulho. O que só mostra o do que seriam capazes se alguma vez fossem fina-flor da política ou do poder. Uns merdosos e uns “nhanhosos” é o que eles na realidade são

  2. Deve ser a 1ª vez que um comentário meu, apenas brincalhão, tem honra de palmatoada .
    Não atingi bem, mas prometo não incomodar mais.

  3. quem não gosta , não come. e também não estraga , pois pode haver quem goste. ou respeite .
    o FNV esteve muito mal. querer ridicularizar alguém como o Manuel Pacheco ( cujo único defeito é dizer sempre amém às missas do V …) é mesmo feio.
    pode ser que nem tenha percebido com que ser humano se meteu , dado não estar a par da história do Manuel aqui. suponho que foi isso.

  4. Filipe, mas qual é a parte não brincalhona que detectas no que escrevi? Mandaste uma boca normalíssima, pese a inexperiência nestas lides do Manuel Pacheco, e eu aproveitei para continuar a promover a minha resolução de Ano Novo.

    Descontrai, ainda só estamos em Janeiro.

  5. Ressuscitei: tinha decidido parar com as mensagens( por achar que não faço cá nenhuma falta)mas não resisti ao texto do profeta da Marmeleira. E como tambem me considero um defensor indefectível(será assim que se escreve?) do eng. Sócrates, com asneiras e tudo, vou pedir um aumento de pensão, já que tambem tenho estado a soldo do governo e dos seus poderes ocultos.Espero assim garantir uma reforma mais confortável e a ida directa para o céu socialista depoi do meu passamento.

  6. Curioso, aqui os profissionais das “bocas” pessoais são os primeiros a ficar enxofrados quando provam do que servem. Cenas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.