A tal coisa

Vai acontecer a Passos o que aconteceu a Relvas. Assim que desaparecer de cena, ninguém mais gastará uma caloria a dar-lhe importância. Porque nunca a tiveram nem se acredita que venham a ter. Relvas e Passos foram os principais responsáveis pela existência de um Governo que conseguiu recuperar para a estima pátria o período de Santana Lopes como primeiro-ministro, um feito que para ser devidamente celebrado devia ser galardoado com o Nobel da Paz, o Nobel da Física, o Nobel da Química, o Nobel da Medicina, o Nobel da Literatura, o prémio Pritzker, o prémio Ostra e o prémio Sakharov, tudo ao mesmo tempo e entregue à molhada num saco de plástico. A memória deste casal servirá para nos espantarmos de quando em vez, em momentos de insana modorra, com a degradação a que chegou a direita portuguesa no século XXI. E para nada mais.

Pois é. Isto da importância é a tal coisa.

4 thoughts on “A tal coisa”

  1. Em tempos veio Gustarino lá do Chile e deixou dito: o povo não imagina do que são capazes as classes poderosas, quando se trata de recuperar privilégios e mando!
    De facto o que esta gentalha tem vindo a fazer ultrapassa, em aparente insânia, a mais fértil fantasia. Mas assim tinha que ser, e eles sabem-no muito bem.
    O que tinham que destruir é muita coisa. Nos últimos 40 anos aconteceu uma coisa muito rara na nossa história: a essência do fadário servil e secular que nos talharam esteve a pontos de ceder e mudar.
    E claro, para grandes males grandes remédios!
    Por isso as várias oligarquias, e os seus valetes de serviço, não olham a meios. Às vezes parece que enlouqueceram mas não é verdade. Perseguem objectivos.
    Para mim, o mais vergonhoso e ultrajante é a cumplicidade que têm tido, da parte de certas baiúcas ideológicas que não se imaginava. Mas nunca é tarde para perder a ingenuidade estúpida.

  2. Estes senhores devem ser julgados diz o Mário Soares.

    E onde se vai arranjar tanto tribunal para julgar tantos malandros? E a maioria com pensões vitalícias!

  3. Caro Val, falta juntar no saco (que deverá ser do continente ou do pingo doce, bardamerda a publicidade) a Medalha Fields, que é para o Crato não ficar amuado.

    Ângelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.