À série

californication_logo-714335

2007_Tom Kapinos_1ª época

*

Marcy RunkleDo you know how hard it is to get a girl off? It is like disconnecting a bomb. I mean, there’s all these wires and shit down there… Plus, the studies show that the female orgasm is like 99% mental… Who has time for that?!

KarenOK, so… so, that’s good… So you want to go back to the 4-minute gruntfest thing, like in-out, done…

Marcy RunkleYeah, give me a mouthful of cock any day… suck, gargle, spit. Works like a charm.

__

Podia ter sido uma série sobre a Califórnia como epílogo aporístico da mitologia americana.

Podia ter sido uma série sobre a luxúria e devassa sistémicas de que se fez Hollywood, a do cinema e a da televisão, a de ontem e a de hoje, a dos ricos e a dos pilha-galinhas.

Podia ter sido uma série sobre a reencarnação de Kerouak, onde acompanharíamos Hank Moody na sua irremediável desgraça depois de ter escrito o livro de uma geração.

Podia ter sido uma série sobre o labirinto da criatividade e o inferno da fama, mas com uma média de cinco fodas por episódio.

Podia ter sido uma série sobre a cultura pós-namoro, pós-relação, pós-monogamia, pós-casal, pós-amor, pós-afecto.

Podia ter sido, e é, uma série onde Tom Kapinos se veste de David Duchovny e ainda consegue ser pago por isso.

Podia ter sido uma série sobre uma série de tantas coisas. E, afinal, é tão-só um dos mais bem produzidos e divertidos hinos à segurança, conforto, modorra, neurose, hipocrisia e infelicidade que o casamento tem para oferecer ao macho suburbano que há em cada telespectador – e em cada telespectadora.

Californication 1

3 thoughts on “À série”

  1. vivam as fêmeas e os machos rurais que não precisam de aprender o sabor da lentidão feliz com séries boas à brava! :-)

    (ó macho paciente: quando é que casamos, camandro?) :-)

  2. a hipocrisia, a que enfia o barrete, omite-se sempre de opinar em posts bons que doem. é desta gente que é feita a sociedade de fodinhas de aliança fora do penico. :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.