13 thoughts on “A propósito do regular funcionamento das instituições democráticas”

  1. pois é , já parece aquelas coisas de empresas do prof ,antónio josé morais e do seu aluno zézito. que asco que dão os políticos. e será que as pessoas já andam a perceber que votam numas abstratas categorias balofas esquerda/direita sem nada que as sustente de concreto ? diz lá . V , como eu hei-de votar ? escolho como ? pelo programa ? nunca é cumprido ? pelo que dizem nas campanhas ? fazem tudo ao contrário . diz lá , decidimos o voto como ?
    democracia a fingir , né ?

  2. oh aparentado de dois pontos! tamém já me tinha apercebido que, para variar, a culpa é do sócras. com tanta conversa de sacristia e dúvida sobre as eleições se calhar votas psd, só pode, né?

  3. :)), explica lá o que aconteceu entre esse Morais e Sócrates. Ou tu, nesse deserto onde passas fome e frio, já nem sequer lês as notícias do Correio da Manhã para além das gordas?

  4. Esperemos agora que a excelentíssima ministra da justiça se recorde das palavras que disse “aqui à atrasado” sobre as investigações das PPP’s. Algo me diz que ficará amnésica…

  5. oh girafa antunes! explica lá porque é que o cerejo não escreve estórias, mesmo inventadas, sobre o cavaco, a velha e o pintelho, que eu não chego lá.

  6. “Esperemos agora que a excelentíssima ministra da justiça se recorde das palavras que disse…”

    tinha que começar pelo escritório do cunhado clandestino e não daria muito jeito, além do mais o que a peixeira da cruz apregoa já não serve sequer para farinha de peixe.

  7. Ora deixa cá ver… Fundo Social Europeu, fundo social europeu,… formação, … Partex… José Alfaia…, prescrições…, Câmaras…, fraudes…

    Nããããã. uns rapazinhos tão honestos…

  8. eu não estava a atirar culpas a ninguém , ratinho . apenas que quando o zé diz que , enquanto secretário do não sei quê ,não favoreceu a empresa do superprof morais na cova da beira eu dou-lhe exactamente o mesmo crédito que às negas do relvas. posso ?

  9. :)) podes o que te der na gana. Mas explicar o caso é que parece estar difícil. Que se passou? Qual a tua fonte de informação? Qual a comparação com este caso da dupla Relvas-Passos?

  10. :)), portanto, não consegues mesmo explicar, certo? Mas consegues fazer ligações para coisas que outros terão dito. Certo. Fica só esta sensação de que, vai na volta, nem sequer leste aquilo que mandas os outros ler. Ou, a teres lido, não consegues reproduzir por palavras tuas. Certíssimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.