A estupidez não mete cagufa

O principal defeito de Seguro não está no seu moralismo, angelismo ou populismo. Nem sequer na falta de carácter, manifestada nos ataques ao carácter de Costa, ou no desprezo que tem pelo PS, tomado como mero veículo de uma ambição vulgar. Tudo isso é nojento, do ponto de vista cívico, mas igualmente secundário, se não for terciário. O principal problema que Seguro causa no PS e no País radica na sua estupidez.

Quando Costa avançou para a liderança, no rescaldo das Europeias, a opção que melhor teria defendido os interesses de Seguro era a de acolher e aplaudir o confronto. A ter ido por aqui, quão mais perto da vitória acabadinha de alcançar fizesse um congresso extraordinário melhor seria para a sua imagem. Lá chegado, poderia explorar com eficácia o falso arranque de Costa no ano anterior para o relacionar com a intempestiva disputa. O congresso, no mínimo dos mínimos, ficaria muito receoso de validar a pretensão de Costa – a qual, de facto, é alheia à história do partido – e exigir-lhe-ia um preço muito mais alto para lhe dar a razão e o coração. Seguro, simetricamente, veria aumentar a inércia contra a sua deposição na relação directa em que assumisse uma liderança inclusiva, discursando para os apoiantes de Costa e prometendo uma unidade refundada a 1 ano de uma vitória nas legislativas.

Este cenário não aconteceu porque não podia ter acontecido. E não podia ter acontecido porque Seguro é estúpido. Se Seguro não fosse estúpido, teria começado logo a unir o partido à sua volta assim que foi eleito. Acontece que ele foi eleito secretário-geral prometendo dividir o partido, depois cumpriu o que tinha prometido e para todo o sempre será um foco de perversão patológica dentro do PS. Pelo caminho, já fez duas baixas de peso, Francisco Assis e Alberto Martins, os quais saem deste processo com a reputação política gravemente manchada.

Ter um estúpido à frente do PS só é do agrado dos direitolas. Aliás, os direitolas dão-se muito bem com a estupidez. É a inteligência que os deixa cheios de cagufa.

18 thoughts on “A estupidez não mete cagufa”

  1. Valupi, «exigiria-lhe» em português é «exigir-lhe-ia». Faz muita confusão aos estrangeiros, mas é bem feito que é para saberem.

  2. Parece fado! Ao pior PM opôs-se o pior lider da oposição. Fofa-se, tudo nos acontece. É no que dá, quando não somos nós a “fazer acontecer”. Sempre à espera de um “messias”. O cristianismo fez-se nosso ADN.

  3. a maior asneira do seguro foi ter traído os socialistas com acordos por baixo da mesa de belém e ninguém fala disso para não partir mais o brinquedo. a estupidez não assusta por ser natural, o que assusta é a imbecilidade que o cromo vai aprimorando cada vez que aparece em público e não me venham com a treta dos assessores porque aquela merda foi copiada da revista “modas & bordados”, que a minha avó lia e discutia com as vizinhas.

  4. Valupi…bom texto!

    Portanto imagino que agora estejas a fazer a barba para ir lá votar no “menos estupido” e contribuir para melhorar um bocadinho a qualidade do ar aqui no rectangulo.

    Eu vou para lá agora… espero encontrar-te!

    miguel

    p.s. Para votar Costa não é preciso acreditar que ele é o salvador da pátria. Não é. No meu caso até penso que ele é, apenas, um grande saco de ar quente.
    Ainda assim, para nos livrarmos de uma enorme monte de invertebrados com a inteligencia da mosca da futa…até um saco de ar quente serve.

  5. Com o empurrão da brigada do alzheimer, o Costa já caíu e partiu o nariz.

    Não merecia, nem ele queria assim, mas tem que aguentar,

  6. Done. Demorou…. 30 mins.
    Mas esta a ficar pior.

    Um bocadinho mal organizado. 2 mesas de voto sao manifestamente insuficientes.

    Termino o relatorio.

    E tu valupi? Votas?

    Miguel

  7. Cagufa….. têm sim senhor, os tais que pediam a eleição de Seguro com o “coração” !!!!!! O Prof. Marcelo verbalizou esse desejo !!! Desejar quem não faz sombra não abona a quem tal deseja e mostra fraqueza em defrontar um opositor forte !!!! Aproveto para desejar que ganhe Costa também espero que todos os votantes e os portugueses em geral não o considerem um super.homem !! É, apenas, um HOMEM !!!

  8. Valupi,

    Fico contente que não tenhas respondido ás minhas provocações.
    Significa que, finalmente, tomaste consciência que o teu discurso é incompativel com a tua (falta de) acção.

    è o primeiro passo. Não é muito, mas melhor que nada!

    Miguel

  9. Os “inteligentes” nem a lei cumprem e andam aos SMS no dia da votação. São todos iguais. Não voto , porque não alimento essa corja politiqueira aldrabona, corrupta. Mas ver o Costinha a utilizar estes processos é mesmo de filha da putice. E nisso são todos farinha do mesmo saco. Querem que votem neles nas legislativas? Por amor de Deus…em branco senhores.

  10. Estou a ver as TV´s e é uma vergonhosa manipulação (incluindo a Renascença com um artigo para “ajudar” indecisos),para impor o Tó Zé, cheio de qualidades contra o outro malandro que até mandou SMS´s… Não desistem…vai ser mesmo até ao fim.

  11. Tanto barulho com o SMS … basta uma breve mirada
    para ver quem acionou o botão, depois é tirar as res-
    pectivas ilações ( da repreenção agravada até à degu-
    lação) mas, não se volta a falar na banhada das quo-
    tas pagas aos desertores e falecidos, nada de mexer
    no sigílo bancário !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.