A capital europeia do comentariado imbecil

A 22 de Junho, Daniel Oliveira escreveu no Expresso o seguinte:

«Não acredito que a Champions aconteça com público, que viria de todo o mundo. Era preciso que, em agosto, tudo estivesse quase resolvido. Sendo sem público, qual é a vantagem? Dizem que a publicidade, que contribuirá para a recuperação mais rápida do turismo. Mas isso é partir do princípio que as coisas estarão bem em agosto. Não fazemos ideia se assim será. Se as coisas piorarem, a publicidade só pode ser negativa. Se for desmarcada, teremos um foco na situação portuguesa que seria evitável. Se não for desmarcada, teremos televisões de todo o mundo, sem público como tema de reportagem, a apontar os seus holofotes para cada caso e cada perigo, transformando Lisboa na capital europeia do covid. Mesmo que esteja a correr pior noutras paragens. Vale o risco?»

Fonte

🤡

O catastrofismo presente nesta citação é exemplar. Uma vedeta do jornalismo de opinião, que aparenta viver exclusivamente dos proventos adquiridos nessa actividade, optou pelo sensacionalismo ressabiado para servir ao público e aos seus patrões. Lógica? A da motivação da baixa política, a do quanto pior melhor pois não gosto daqueles gajos, à mistura com a soberba de quem compete pelo dom da infalibilidade. Apostar no cenário pessimista, e maximizar as suas potenciais consequências, é um exercício que enche de dopamina e testosterona o articulista implacável, imaginando-se a cavalo numa carga heróica contra esses políticos broncos, alarves e malvados que insistem em fazer as coisas sem primeiro pedir o sapientíssimo conselho (aprovação?) do Daniel Oliveira.

Dois meses se passaram. E há que fazer justiça ao profeta, realmente os números da situação em Portugal deram que falar na imprensa internacional. Da primeira vez, por causa dos 8-2 com que o Bayern esmagou o Barcelona. Da segunda, quando Portugal entrou na lista dos corredores aéreos do Reino Unido, permitindo uma expectativa de divisas e uma diminuição do desemprego cruciais. Chegamos ao dia da final e registam-se 145 novos casos enquanto em Espanha, França, Itália e Alemanha se está em aceleradíssimo crescimento. Mas não só, os espectaculares casos de Israel, Croácia e Nova Zelândia, países dados como referência de excelência na gestão da epidemia e sua contenção ao mínimo possível, revelam que a dinâmica da propagação do contágio ultrapassa qualquer capacidade dos governos seja em que geografia ou sociedade for. Como ilustração suprema, o que se passou na Nova Zelândia (uma ilha, para quem não sabe, e com metade da população portuguesa) é a prova de que estar na plateia a apupar os governantes porque os números são assim ou assado é uma prática que pode ser financeira e psicologicamente muito consoladora mas que no plano cívico e ético fica como uma pulhice. Ou então, às tantas, talvez tenham razão e sejam mesmo os infecciosos transportes públicos de Lisboa que estão a causar o recrudescimento dos surtos um pouco por todo o Mundo, como também afiançaram há umas semanas, quem sabe?

Daniel Oliveira não ficou sozinho. Difícil, ou muito provavelmente impossível, é alguém no comentariado ter resistido à pulsão de caricaturar e achincalhar os representantes do Soberano. Pessoas que se ofereceram para tomar diariamente, horariamente, decisões que afectam o presente e futuro de milhões de concidadãos sem poderem ter sequer um bilionésimo da certeza apodíctica que os génios jornaleiros espalham pelo teclado e pelos estúdios. Onde são tão inteligentes, tão corajosos e tão felizes.

14 thoughts on “A capital europeia do comentariado imbecil”

  1. Até ao momento morreram por covid em Portugal cerca de 1800 pessoas. É uma “pandemia” .
    “entre 1 de março e 22 de abril, período em que morreram 785 pessoas devido ao coronavírus, verificaram-se outros 2600 a 4000 óbitos a mais do que seria expectável.” Expresso, 28.04.2020 às 18h04
    O que é que se passa aqui?
    Porque é que não param com este embuste?
    Que interesses manhosos é que estão por trás?
    Qual é o interesse deste alarmismo social?
    Será que isto só para quando rebentarem com a economia?
    Não será tempo de parar com esta palhaçada, admitir que a pandemia foi sobrevalorizada e tornar facultativo o que neste momento é obrigatório?
    Ou os mortos que estão a começar a aparecer por intervenção da policia, ou fome, ou suicídios, para a DGS são menos importantes que os mortos com covid?

  2. Uma das damas de honor do aldrabão oportunista do Bruno do Cara… no Sporting. E este sim, um fenómeno de banha da cobra em termos de alienação clubista muito perto do fenómeno da banha da cobra do Ventura a nível nacional.

  3. qual foi o melhor presidente do sportém nos últimos 20 anos?
    aldrabão oportunista é qualidade ou defeito dos presidentes dos clubes de futebol?
    qual o clube que não tem alienação clubista?
    exemplos de racismo, incitação à violência e ódio “do bruno do cara…” para comparar com o “ventura a nível nacional” ?

  4. em Odivelas os velhotes tiveram imensa sorte ninguém ter descoberto que estavam “infectados” com o covid até o pessoal do lar estar “infectado” ” também e assim não haver uma debandada geral de histéricos e terem ficado à deriva com meia dúzia de pessoas a cuidar deles ,acabando por morrer por falta de apoio. ninguém está doente em 80 e tal positivos , idosos e novos , ninguém . e a pandemia foi isto : pânico gerado peles merdia que acabou por ter consequências trágicas.

  5. CS informe-se antes de comentar, veja diferença entre surto, epidemia, pandemia e endemia, se não tivessem sido tomadas medidas estaríamos com um número elevado de mortos e vosmecê vinha para aqui dizer que na 1.ª Guerra Mundial tinham morrido mais pessoas .

    https://www.saolucascopacabana.com.br/noticias/surto-epidemia-pandemia-e-endemia-entenda-qual-e-a-diferenca-entre-eles/

    https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/1431068/qual-e-a-diferenca-entre-pandemia-e-epidemia-especialista-explica

  6. Ó doce Malu, porque é que você diz que se não tivessem sido tomadas medidas estaríamos com um número elevado de mortos?
    É que se a minha avó não morresse ainda hoje era viva.
    E não tem nada a dizer sobre as medidas estúpidas que cada presidente de câmara toma?
    E o que tem a dizer sobre o aumento de mortos não covid em relação ao ano passado ser quase o dobro do número de mortos por covid?
    E o que tem a dizer dos 13 mortos no Peru que morreram por causa da covid e não tinham covid?
    Não entre na histeria, pense pela sua cabeça, vá lá, não custa nada.

  7. Valupi: o soberano deu um pontapé nas nalgas do Socratismo, essa é que é essa! Agora, o Costa de merda quer serbo mesmo merdoso e desenterra alguns dos cadáveres…

    Isto vai tudo acabar em Évora e em Caxias, prepara aí o Fartinho que até vai trepar pelas paredes.

  8. Ó pomba,… vai apanhar onde apanham as tuas irmãs !!!
    O teu atavismo animal é que confere laivos de obscenidade à minha observação factual.
    Rimar é próprio dos anjos,como eu,passe a publicidade.

  9. Ó CS tenha juizo e bom senso, a covid é uma doença altamente contagiosa, está propagada a nível mundial, não existem medicamentos para a cura e vacina só lá para Oitembro de não sei quantos. Acresce que segundo o virologista Simas nem será uma vacina do género sarampo e afins, vacinas que têm uma eficácia e uma acção totalmente diferentes. Quando você apanhar a doença e ficar 68 dias de cú para o ar nos cuidados intensivos a soro e papas líquidas venha-me depois dizer que é igual ou menos nefasta que a gripezinha convencional .

  10. Ó malu deixa de ser fundamentalista. Vê ou lê outras opiniões, vê o que se passa noutros países e tira as tuas próprias conclusões.
    Estás tão preocupada com a saúde e não vês o aumento da fome, do desemprego, dos suicídios, das mortes não covid e de todo este caos gerado por estas medidas draconianas e criminosas?
    Que raio de cegueira é que tens que não consegues ver que é um crime confinar assintomaticos, quando o ano passado não se fizeram testes a assintomaticos da gripe para termo de comparação.
    Quando vais perceber que isto não tem nada a ver com saúde e visa apenas quebrar a economia?
    Ó malu tenta informar-te mais um bocadinho, vá lá, vai à net, tens lá tudo. E lê, lê bastante, principalmente sobre vírus e como eles se propagam.
    Fica bem

  11. O medo do covid é altamente contagioso , viruzito que em perigosidade digamos que rouba Doce a crianças , matando moribundos,. Experimente estar 15 dias no hospital , deitado numa cama , e entrando sem doença nenhuma verá que acaba saindo num caixão devido a uma septicemia.

  12. Há aqui dois ou três comunas (capacho, quelemens e chivrolé) que passam a vida aqui enfiados, têm que secrever qualquer coisa nem que seja só para ser do contra, por exemplo o comentário acima de “crenças científicas” é do capacho, o quelemens quer sangue, é um sanguinário, por ventura um herói do corrimento, gosta de gajas menstruadas, enfia lá o nariz badalhoco, quer sangue que corte a cabeça, caralho, o chiveolet é outro desiquilibrado, três gajos com a cabeça debaixo da boina para esconder a merda que têm nos miolos… em fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.