9525

Em todas as tragédias da aviação comercial os jornalistas contam histórias daqueles que tinham previsto voar no avião fatídico, alguns já com bilhete comprado, e que, por isto ou por aquilo, quase sempre uma futilidade qualquer, não chegaram a embarcar.

A nossa resposta é invariavelmente a mesma. Sentimos a alegria de quem escapou à morte certa, ficamos aliviados com a descoberta dos ressuscitados. A roleta que os salvou sobrepõe-se ao silêncio devido aos mortos e dança à nossa frente provocadora, pedindo para lhe chamarmos providência.

Não sei. Espero nunca vir a saber. Mas imagino que essas notícias aumentam a dor de quem perdeu os seus. Não por uma qualquer inveja nascida no desespero apontada à sorte desses que escaparam, antes pela exibição implacável, irremissível, do absurdo que nos trouxe e nos leva.

16 thoughts on “9525”

  1. nesta tragédia as tóinas marmanjo e restantes colegas da pasquinada ficaram a falar sózinhos e a inventar sobre a desgraça alheia, os françiús montaram barreiras de protecção contra o voyeurismo e mau cheiro dos jornaleiros. espero que o correio da manhã ponha processos à gandarmerie e ao ringfencing.

  2. será hoje que o sectário de estrado do picolho apresenta o papel da demissão ou vamos ter de aguardar a decisão da comissão dos sumarinos.

  3. é mesmo como se os que ficaram fossem heróis da sorte. e fazem-se hinos à vida, uma psicologia positiva perante a morte – essa rainha do tempo que vai ditando quem fica.

  4. O absurdo faz parte da nossa natureza. Por isso, por poucas atitudes sinto mais desprezo do que pela hostilidade aos que procuram linguagens que nos falem dele. Há muito disso nesta casa.

  5. Estimados Irmãos do dispensário Aspirina B,

    Este é também um espaço de ensino, doutrina e informação. No mesmo existem alguns pacientes IGNAROS, BIPOLARES, comunas desviados, ditos XUXAS do Largo ao Rato. Nessa situação está o LUCAS GALUCHO, que de quando em vez lá arranja coragem de mostrar o dedinho fininho numa mãozinha mais fininha ainda. Vide o que alcancei na prossecução de alargar, ainda mais, a minha e a vossa cultura.

    «Significados de Galucho :
    in http://www.dicionarioinformal.com.br/
    Galucho
    1 – Recruta; soldado bisonho.
    2 – Novato; calouro.
    3 – Sujeito acanhado; inexperiente.

    Exemplos de aplicação para Galucho:

    «Não pergunte nada ao galucho, ele não sabe nada»
    «Tinha que ser obra do galucho!»

    E bisonho, o que é bisonho? Hum? Hum? É, entre vários, um triste…oqueie.

  6. Portanto, agora temos que nos haver não só com o terrorismo comum mas também com a possibilidade de o piloto que nos conduz ter um problema do foro psiquiátrico e decidir ir a pique connosco…

  7. “Portanto, agora temos que nos haver não só com o terrorismo comum mas também com a possibilidade de o piloto que nos conduz ter um problema do foro psiquiátrico e decidir ir a pique connosco…”

    fónix ké burro, lá no tribunal onde coses processos digitais é que um crime se desdobra em certidões e se multiplica em dúzias de processos para fazer a vontade meretríssimos e encher os cofres da albuquéca.

  8. “A roleta que os salvou (…) dança à nossa frente provocadora, pedindo para lhe chamarmos providência. Não sei. Espero nunca vir a saber.”

    Esta comovente perplexidade, sôfrega de fé, deixa-me os olhos rasos de água. Ainda um dia te verei esfolar os joelhos em Fátima ou, sabe-se lá, e se o quiser Alá, abanar o capacete a decorar o livro do condutor de camelos, numa sofisticada madrassa polibã do Pakistã.

    Numa excursão a Fátima, o autocarro despista-se e morrem quase todos os ocupantes. Para “explicar” a sua sobrevivência, o único e feliz contemplado debita, comovido, pérolas como estas: “Foi milagre”, “Foi Deus que me salvou”, “Deus é pai”. Não se questiona, o pobre de espírito (dele será o reino dos céus), sobre os motivos do altíssimo para lhe salvar o excelso coirão e foder o de umas três ou quatro dezenas de companheiros de jornada, mas que interessa isso? Provavelmente, não desejaria sua excelência dos outros ser pai, já que não passariam, no seu providencial entendimento, de uma cambada de filhos da puta. Já ouvi gemas destas mais do que uma vez, na vida real, e a tua pieguice teísta é do mesmo calibre, mas, enfim, a fé não se discute, estão a dizer-me aqui ao lado.

    Entrar em divagações poético-teístas à pala do infortúnio de centena e meia de desgraçados para quem um desequilibrado decidiu, ele sim, fazer de providência tem o seu quê de obsceno, mas deve ser defeito meu. Se o cretino queria matar-se, não podia pegar num monomotor do aeródromo que frequentava e espetar os cornos no chão sozinho? Que porra de especulação filosófica digna pode resultar da acção de um lamentável parvalhão como este?

    Pois é, Dona Providência, seja qual for o teu sexo, eu quero mesmo é que tu te fodas, mais o cabrão do teu alegado filhinho e o resto da puta da santa família toda. Ou, como há mais de 200 anos muito bem resumiu o divino marquês:

    “Assim pudesses tu, ser quimérico e vão, cujo nome bastou para fazer correr mais sangue à superfície do globo do que qualquer guerra política, voltar para o Vazio onde te foi, infelizmente, buscar a louca esperança dos homens e o seu ridículo temor. Não surgiste senão para suplício do género humano. Quantos crimes não se teriam evitado sobre a terra, se se tivesse degolado o primeiro imbecil que se lembrou de falar de ti!”

  9. IGNORANTEZES, pá, oube bou falare à Pobo : fónixe era a tua tia, tá beie, ó badalhóco, bulgare, baie dar banho aos xatos, pá, oqueie? oqueie. Sua abentesma, olhá tua sorte pá, bè lá, num te sentes uma dia à minha frente, ó comuna desviado, xuxa corruto, baie comprare um par de botas com cano alto, pá, e sobe o escadote para deixar de ser anaõe. cara de caldas. xó.

  10. E os hereges, orgulhosamente hereges, que se espelham como sabedores do transcendente, só desejam esfolar os joelhos no corredor de FÁTIMA. Porém, de tão pouco que são, IGNAROS naturais, reencarnaram no mesmo estado em que morreram na outra Vida. Mas são capazes de alegar Platão numa tentativa de conferir dignidade à trampa que comem e pretendem impôr aos OUTROS. Por isso, algumas frases destes últimos ressoam-lhes em jeito de forte chicotada.

  11. “Ao menos só se estraga uma família!”

    nem isso, quando o enólogo em martelados visitar a tasca da gaja e tropeçar naquela bimbalhada de ” rendinhas de retórica, beijos e alhos calar*. ou então falar para sempre” compra o bilhete da virgin ao mário ferreira e baza para o pulo do lobo.

    * este trocadalho é verdadeiramente do carilho.

  12. O IGNORANTE IGNATEZES, e seus derivativos, o tipo fala com ele próprio, elogia-se a ele próprio, é trolha todos os dias e não pensa. Ignatezes, sabias que há burros mais inteligentes que tu? Hum, sabias? Falas muito de arrastadeiras, deves ter uma não é? Conta aí, para além da ignorância, o que é que te mantém sempre sentadinho a escrever nada e muitos NADA? Sabes de patologias, remédios, arrastadeiras, tu tens um problema pá. Por isso és um escarro de revolta em cada linha que escreves. Ganda marreco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.