4 anos é muito tempo

Vamos ter de levar com Cavaco, Passos, Portas e Seguro durante mais 4 anos, pelo menos. E talvez também com Jerónimo e Louçã, de quem não se antecipa qualquer sucessor tão cedo. Quer isso dizer que nada de novo há a esperar das lamentáveis personagens que ocupam o palco principal da política portuguesa.

Acho que o melhor é começarmos a pensar no que vamos fazer para não embrutecermos ou fliparmos.

30 thoughts on “4 anos é muito tempo”

  1. (servindo-me de dois dedos de Adega Velha para acompanhar o pão torrado com ligeira camada de manteiga dos Açores)

    Meu caro Val, enquanto não substituirmos Cavaco por Marcelo, Passos Coelho por aquele rapaz da bancada do PS que agora não me lembro o nome, o que dizia que os banqueiros vão tremer se lhes dissermos para se porem finos, Louçã por aquele rapaz que paga estudos de outros com o próprio dinheiro de bolso e escreve no Público e Jerónimo por outro qualquer, há que fazer pela vida. Trabalhar e ser mais assertivo no que se diz talvez fosse solução. Porém, eu preferi ter um blogue e divertir-me com coisas.

    (barrica francesa, carvalho novo. E aromas florais lá no fim. E gordura, isto na manteiga, está bem de ver)

  2. Duvido que Seguro, Passos e Portas durem os 4 anos. Segundo a calendário Maia para eles o mundo acaba em 2012. Só sobrevive o inofensivo fóssil de Cavaco.

  3. Pelo menos o Sócrates já saiu e o ar está menos poluído, é uma questão de tempo…. todos acabam por sair… o Sócrates prometeu tudo em 2006 e depois fez o inverso… em 2009 voltou a prometer e voltou a não cumprir… e até ao inicio de 2011 poucos acreditavam que ele não ganharia as próximas eleições legislativas, fosse elas quando fossem, contudo, o mundo da fantasia criado pelo Sócrates e seus pares caiu, e o país caiu na real, e por muito estranho que parecesse há menos de um ano atrás ele perdeu as eleições. Por isso, caros militantes/ apoiantes apaixonados pelo Socratismo estes que estão no poder também vão sair ( e como diria o Durão Barroso… não sei é quando) e tenham calma que por muitos dias, meses ou anos que estes estejam no poder não vai custar tanto aos fãs do querido lider, como está a custar os 6 anos de governação Socrática ao portugueses.

  4. bela maneira de passar o tempo, josé, fazer de conta que estes governantes são bons, tiveram foi o azar de levar com o socrates, esse maldito.

  5. José, bota aí na tua cabecinha, depois de consultar tudo que deve ser consultado para formar uma opinião avalizada: até rebentar o tsunami da crise financeira e económica, Sócrates estava a cumprir muito mais do que tinha prometido, inclusive conseguiu antecipar a redução do defeci recebido (6,2) para um minimo historico em democracia (2,8). O proprio presidente Cavaco disse para quem quis ouvir, e tal afirmação valeu-lhe a pronta critica da sua direita, que “Portugal estava no bom caminho”.
    Onde estava tu, quando isto acontecia? No Canadá, com o ministro pastel de nata?
    Lembras-te, José, como a guerra foi declarada pelo actual PR, na célebre interrupção de férias, a propósito da introdução de um ponto e virgula no Estuto dos Açores? Lembras-te que nessa altura estava já em marcha a crise financeira determinada pela falencia do gigante Leman Brothers? Era só esperar uns meses e a borrasca ia atingir-nos a todos. Começou o ataque feroz e sem quartel para depôr o timoneiro do governo. Não foi à primeira, foi à segunda, nos idos de junho 2011.
    Mas tu não viste isto e muitas outras manobras escabrosas, pois não, José? E agora estamos à beira do retrocesso civilizacional. Parece que a ti não aquece nem arrefece.

  6. Eu não digo que eles são bons, até porque acho que têm cometido muito erros, e sou critico de inúmeras medidas. Contudo, no local onde é Deus no céu e Sócrates na terra, onde tudo o que venha deste governo é a pior coisa do mundo, mesmo que tenha sido assinada pelo querido líder (mas claro que o Sócrates não tem culpa), e onde as razões para estarmos em bancarrota se devem em 51% pela governação do cavaco há 16 anos atrás, e em 49% pela governação do Passos (6 meses) está tudo dito!!

  7. José,

    “o Sócrates prometeu tudo em 2006 e depois fez o inverso… em 2009 voltou a prometer e voltou a não cumprir…”

    Passos coelho também prometeu tudo em MARÇO 2011 e antes do final de 2011 já tinha feito o seu contrário.

    Podias pelo menos tentar ser coerente.

  8. Esse tom de pesar deve-se à vergonha que foi o resultado deste acordo, desta desconcertação social? Nunca vi meia hora de (não) trabalho ficar tão cara…

    Não há ninguém que os pare, de facto. Até o o tónhó do Álvaro sai com pontos extra (grande negociador, arrumou-os à parede). Nós sabemos que não foi ele, mas pronto.

  9. Eu estou como o Val, sinto-me asfixiado! Mas a asfixia não resulta só directamente destes marmelos, resulta mais do controle mais completo que vem sendo exercido na comunicação social onde campeia a criadagem e a sabujice. Mesmo antes do 25/4 existiam jornais críticos do regime agora, actualmente é só gente que quer agradar.
    Hoje até ouvi um canal de televisão apresentar um conhecido controleiro da RTP, conhecido militante do PPD e antigo presidente do mesmo (Marques Mendes), como comentador independente! Ao que isto chegou! A falta de vergonha campeia e ninguém põe termo a isto. Isso sim incomoda-me, e muito.

  10. É de facto extraordinário.Quando ouço estes gajos a dizer que vão fazer um comentario independente, seguro logo a carteira.
    São independentes sim, mas da isenção.

  11. O Lendário Fábio Ivanildo, vê-se que és uma personalidade sábia, com o supino bom gosto de gastar da manteiga açoriana, a melhor desse arquipélago.

    Para ti a crise vai ser como um passeio a Florença, pura contemplação e alguns êxtases garantidos pela agência de viagens.
    __

    Eduardo, esse calendário maia está marado.
    __

    jose, escreveste:

    “o Sócrates prometeu tudo em 2006 e depois fez o inverso…”

    Eis um conselho que te ofereço de graça: não tentes conduzir, ou atravessar ruas com muito trânsito, nesse estado.
    __

    edie, o acordo de concertação social é uma boa notícia para a governação. Do que falo é de projectos políticos onde nos possamos encontrar.
    __

    Sousa Mendes, exactamente. Uma parte substancial dos eleitores não encontra representação na comunicação social, para além de figuras avulso – como, dentro das minhas preferências, o Augusto Santos Silva que voltou à TVI.

  12. Cavaco vai ter uma malacueca qualquer daqui a ano e meio (os sinais de incongruência do discurso eram já visíveis desde 2009). Passos vai fazer uma remodelação desesperada, mas ainda em 2012 passa a pasta a outro. Portas vai deixar o governo depois de pronunciado num caso judicial. Seguro vai-se embora no decurso deste ano para se dedicar ao cinema no papel de homem invisível. Jerónimo vai suspender as suas funções no partido para ir estudar capitalismo numa universidade de terceira idade em Pequim. Louçã vai deixar a política para se dedicar à produção de cannabis sativa numa propriedade que vai comprar no Alentejo a meias com o Fazenda e a Drago.

  13. “O sono da razão gera monstros” disse um pintor espanhol. Quando as pessoas boas, progressistas e racionais adormeceram à sombra da democracia, os maus e perversos continuaram a conspirar para derrubar as sociedades democráticas e humanistas que se estavam a criar. Foi em Portugal e na Europa. Agora estamos assim, a caminhar para a desumanização, feitos zombies, perdendo o melhor que se tinha conseguido em materia de avanço moral, ético, social e humano. Agora vem a noite longa de trevas, a catástrofe civilizacional. A maldade e a perversidade estão à solta, sem ninguém que as detenha. Estamos a regredir como humanos e nem nos apercebemos. Que vergonha para humanos que querem ser dignos dessa condição!Parece que uma nova guerra mundial se avizinha e inclusive com o perigosissimo uso de armas nucleares que vão afectar todo o planeta. Os políticos, os intelectuais moderados e as populações estão todos cegos? Querem mesmo a aniquilação total? Ou só quando o mal lhes cai em cima é que gritam por ajuda e tentam fugir? Estão piores do que na Pré-Historia. Como permitiram que isto acontecesse? É uma tragédia, mas será que já não há ninguém com poder para nos salvar? Este modelo neoliberal está completamente falhado, tem de ser substituido por algo mais racional, onde se pense primeiro no bem estar do maior número de pessoas e só muito mais tarde, mas muito mais tarde nos mercados. Onde andam, por exemplo, os corajosos da Carbonária? Onde andam os revolucionários e intelectuais que com sua acção e ideias tornaram este mundo melhor? Acordem e enfrentem esta cambada de criminosos que que está a destruir o mundo em nome das ideias neoliberais. As populações acabarão por segui-los. Há que passar à acção, só assim as sociedades progridem. Também não quero levar com estes lideres asquerosos dos partidos actuais e com o cavaco múmia. Que sejam todos substituídos por líderes de verdade, responsáveis, honestos e progressistas o mais rápido possível é o meu desejo. São a vergonha da sociedade portuguesa! A nossa sorte será se os mais extremistas baterem as botas, porque estou a ver que a sociedade está demasiado autista para MUDAR o que está podre neste País em vias dde total destruição…ou, quem sabe, se os líderes europeus forem substituídos por outros mais moderados e humanistas…

  14. Meu caro Val, sim, Florença, essa a quem chamam a cidade-luz, com os seus canais e as moedas lançadas à Fontana Di Trevi…

    (despertou-me nostalgias antigas, meu caro, tantas que acabei de pedir uma grappa que não me caiu nada bem com este café de saco que acabaram de me servir)

  15. Caro Val,
    em quatro anos vai fazer-se muito, creio que nos devemos apenas preocupar com o futuro mais próximo.
    Os media já estão controlados, a Wiki já protesta, os blogs mais arruaceiros já ameaçam, a perseguição aos anteriores governantes já começou, a seguir o que se seguirá?
    Já há donos de blogs ameaçados por processos de gente da área do PSD (e os donos são do mesmo PSD, olha se não fossem)…
    Daqui a quatro anos, se calhar, andaremos a escrever novamente em jornais clandestinos porque a blogosfera estará já controlada e amordaçada, as visitas fora de horas e controladas por juízes de bem voltarão se calhar a aparecer, por isso é que não te deverás preocupar com tanto tempo.
    Calar-nos-emos (seremos silenciados) muito antes.

  16. Val, as coisas vão piorar tanto que eles não aguentam os quatro anos. A insensibilidade que demonstram só é possível em mentes perversas e ignorantes.

  17. José, toda a minha simpatia pelo princípio. Mas como é que eu vou lutar no local de trabalho contra o trabalho obrigatório de borla aos sábados e mais as 150 horas de trabalho grátis anual sem levar com o despedimento na hora, preconizado no acordo? (basta que o teu equipamento de trabalho não funcione/avarie regularmente para se dar o despedimento sem intervenção de ACT, Sindicato, ou Comissão de Trabalhadores).

    Todas as ideias são bem-vindas.

  18. ainda estou perplexa: como é que uma central sindical assina aberrações destas??’
    Pela primeira vez, estou solidária com a CGTP e acredito que, agora, com base alargada para além do PCP, façam todo o xinfrim possível e mais algum. Sem tréguas.

  19. Val, toda a minha simpatia pela ideia. Como se inicia um projecto político? Sou completamente leiga na matéria, mas alinho. By the way, é possível projecto político sem líder político?

  20. lyrics
    Say you want a revolution
    We better get on right away
    Well you get on your feet
    And out on the street

    Singing power to the people
    Power to the people
    Power to the people
    Power to the people, right on

    A million workers working for nothing
    You better give ‘em what they really own
    We got to put you down
    When we come into town

    Singing power to the people
    Power to the people
    Power to the people
    Power to the people, right on

    I gotta ask you comrades and brothers
    How do you treat you own woman back home
    She got to be herself
    So she can free herself

    Singing power to the people
    Power to the people
    Power to the people
    Power to the people, right on
    Now, now, now, now

    Oh well, power to the people
    Power to the people
    Power to the people
    Power to the people, right on

  21. Bom, faça-se justiça:3 pessoas em 10 milhões de portugueses tiveram a iniciativa de fazer qualquer coisa, neste caso submeter o OE ao Tribunal Constitucional; independentemente de não ir dar em nada, foi um belo exemplo.Contra tudo e contra todos, até contra o PS actual (que nojo).

    Obrigada, Isabel Moreira.

  22. Tem razão edie! Há que agradecer a Isabel Moreira e claro também aos outros deputados corajosos, honrados, justos, inteligentes e dignos que tiveram a coragem de ir contra o rebanho de ovelhas e defender a Constituição! Com Pessoas como eles ainda há esperança para Portugal! Um grande obrigado e bem hajam! Um viva também a este blog que acolhe tantos membros lúcidos, inteligentes, humanos e justos. Dá muito gosto vir aqui! Obrigada também por estes belíssimos textos.

  23. valtretas, encomenda um barril de vaselina e esfrega o “olhinho” com regularidade e dedicação: vais ver que não te vai custar tanto “levar” com eles e aquela coisa de engolir, que agora tanto te custa, com o tempo, vais ver, até te vai trazer imensas alegrias e uma pele mais lustrosa.

    transforma a provação em redobrada penitência libertadora e reza ao padroeiro de paris todas as noites antes de fazeres loló …

    e lembra-te que não deves invocar a democracia em vão, muito menos renegá-la ou querer distorcê-la para tua egoísta fonte de masturbação, como constantemente fazes – os perigos de um tortuoso castigo divino, serão certos.

    Já agora, aquela da UGT e as declarações do Teixeira necessitam de uma dose de vaselina dupla e, de preferência, de origem biológica.

  24. Caro Val,
    gostava de ter o teu otimismo, mas como vivi e cresci antes do 25, falar só a alguns mais notáveis era permitido, outros caíam abaixo das janelas ou eram esquecidos em lugares remotos onde apenas podiam falar com iguais ou com as paredes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.