15 thoughts on “teclado alheio a quanto copy/paste obrigas”

  1. Ah, pensei que … enfim, deixa lá.

    … seja como for não retiro a parte da “elegância das palavras”, pronto. Até porque essa nem precisa pôr à prova a minha curta perspicácia.

  2. Aqui não choveu. As cores, cobertas de luz, refulgiam. Cheirava a terra seca. A beleza é tão fácil, aqui.

  3. joao/joni, dizes bem. quem desprezar um arco-iris estara’ seguramente a mentir. verdade e’ que ninguem lhes resiste.

    z, mas nao, e’ tao simples. olha para ti, como te encantas com um teorema, com uma equac,ao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.