Um parlamento para a zona euro…

…porque um governo já existe: o alemão?

Shäuble lançou hoje a ideia de se arranjar um parlamento só para os 18 países do euro. Trata-se de uma ideia bizarra, mas só até certo ponto. Dir-se-ia que se deveria começar por pensar na eleição de um governo democrático europeu acompanhado de um parlamento. Tudo ao mesmo tempo. Uma revolução institucional na Europa, eventualmente no bom sentido. Mas o ministro alemão pressupõe que esse governo já existe. Logo, está na altura de o fazer acompanhar de uma câmara dos comuns. Pergunto-me se os pategos presentes ficaram a olhar para o homem em êxtase ou se lhe pediram detalhes sobre o governo que tal parlamento teria a incumbência de “controlar”. É que os pategos já deviam ter percebido que a Europa está a ser governada na prática pelo Governo de Berlim apenas eleito pelos alemães, o que não tem absolutamente nada de democrático para merecer um parlamento. E que esta nebulosa, esta confusão que reina só tem um beneficiário.
Quando é que os 40 milhões de polacos entram no euro? E já agora os ingleses?
Sim, isto é um grito de socorro.

4 thoughts on “Um parlamento para a zona euro…”

  1. val desculpa a deriva.estou a ler um livro,cujo titulo é a historia de angola e nele encontro esta frase do general norton de matos proferida em 1926: ” a dois tremendos flagelos se deve atribuir a escassa populaçao da áfrica tropical: a doença e a exploraçao do homem pelo homem” . com esta fuga para o estrangeiro,com um ìndice de natalidade baixissimo, e com a precaridade no emprego cada vez maior,qualquer dia faz todo sentido, repetir em portugal a frase do general norton de matos!

  2. os américas ganharam a guerra. mais tarde ou mais cedo haveriam de mandar em toda a europa. a dra merkel é só uma cortina de fumo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.