Tão errado que está Francisco Assis

A opinião é livre, logo, não há que guardar silêncio, e Francisco Assis não tem medo da solidão (caso ninguém o acompanhe). Assim começa e acaba o seu artigo no Público de hoje. No meio, o que já todos sabemos: Assis discorda da estratégia de aproximação das esquerdas. Mas os argumentos que apresenta não colhem, escamoteiam a realidade e demonstram alguma incapacidade de leitura do contexto e do futuro.

Ao querer que o PS assuma o estatuto de maior partido da oposição, e não mais do que isso, ou seja, uma «oposição sem poderes», Assis conforma-se com a não utilização de todos os recursos de uma democracia em prol de um bem maior, parece não estar revoltado com o que está a acontecer em Portugal por responsabilidade direta da PàF e deseja renovar o eterno diploma de menoridade e irresponsabilidade aos partidos mais à esquerda do PS, mesmo que estes se mostrem disponíveis para abdicar de algumas das suas posições mais extremistas ou conflituantes, algumas delas tão datadas que se tornaram anacrónicas (e até os próprios, com jeito, são capazes de se rir de algumas referências dos seus programas e estatutos). É certo que algumas dessas ditas «bandeiras» nunca serão reconhecidas como utopias pelos próprios, mas isso faz parte do jogo político, assim como da necessidade de afirmação e também do crescimento. Nada que não se possa compreender e com que não se possa lidar. A bem de uma mudança na qualidade da nossa democracia, vale a pena tentar o diálogo e uma ação conjunta. Nada nos garante que não resulte.

Que Assis invoque o que estes partidos andaram a dizer do PS durante a campanha eleitoral para manter a distância sanitária é inaceitável, pois implica o esquecimento propositado do que a coligação andou, por sua vez, a dizer durante a mesma campanha e, já antes, da sua relação prática, agressiva, quando não insultuosa e javarda, com o PS. Entendimentos com esta direita, ó Assis, mesmo que pontuais? Mas você não reconhece radicalismo, indiferença e falta de perspectiva em demasia nesta coligação e nas políticas seguidas nestes últimos quatro anos?  Não reconhece sequer a miséria dos resultados? Está melhor, Portugal? Estruturalmente, mudou alguma coisa, ou apenas empobrecemos? Não concorda que algo de muito diferente tem que ser feito ou, no mínimo, tentado? E que é melhor que se procure uma solução quanto antes, já que existem abertura e condições únicas, e um líder talhado para tal? Ou Assis acata pacificamente que o PS esteja condenado a uma posição minoritária, se não mesmo ao desaparecimento, a menos que surja um líder excecional como José Sócrates que lhe conquiste uma maioria absoluta? Cinquenta anos à espera? Cem?

É também surpreendente que Assis não pareça nada preocupado com o desgaste a que o partido estaria sujeito em caso de não acordo à esquerda, na realidade, o mesmo desgaste da campanha eleitoral – António Costa foi permanentemente guerreado e de ambos os lados. Como se esse desgaste não tivesse sido óbvio e não tivesse tido consequências no resultado eleitoral. Lindo programa para o seu partido, ó Assis! Ora levava de um lado, ora levava do outro. No futuro, só o seu estatuto de mártir lhe poderia granjear uma maioria de votos para poder executar finalmente o seu programa. Mas quem quer saber de mártires?

**********

Volto aqui só para acrescentar que, seguindo a ideia de Assis, assente no receio de que a coligação caia ou não governe, o tipo de oposição do PS só poderia ser uma não oposição, ou seja, uma anuência constante com as propostas do governo, pois, caso o PS se opusesse a alguma medida proposta, ou se opusesse repetidamente, estaria certamente a votar ao lado dos «proscritos» da extrema esquerda e ainda poderia o governo cair, caso a oposição fosse demasiado impeditiva. O que não pode ser, pelos vistos. Não ocorre a Assis o gozo que daria à coligação explorar esse receio.

33 thoughts on “Tão errado que está Francisco Assis”

  1. quem me dera o destrono dos ogres. mas confesso que me faz imensa, tanta, confusão perceber como é que quem ganhou as eleições é q tem de se chegar para canto.

  2. Ilustre Olinda,

    Tente reformular a sua questão: quem é que, não tendo ganho as eleições, tem obrigação de viabilizar um governo minoritário com um programa com o qual não se identifica?

  3. Estas posições do FA vão num caminho que, para o PS, o leva a lado nenhum.
    Eu gostaria mais era de saber o que é que Assis anda a fazer lá pelo parlamento europeu.
    Que trabalhos e que posições políticas anda a defender.

    Não me parece que FA tenha alguma representatividade dentro do PS. E também que estas suas opiniões tenham algum tipo de acolhimento.

  4. o assis reformou-se com um par de estaladas mal dadas. o acto heróico de felgueiras com cobertura mediática que este moçinho protagonizou, foi uma boa ajuda à direita e o começo da carreira televisiva do artista.

  5. Deixem o Francisco de Assis em paz e oiçam a entrevista do Barreto. Em 100 anos, nenhum partido comunista governou no mundo, num sistema multi-partidário com eleições livres, sem presos políticos, etc. Estamos a falar de uma esquerda que nada tem a ver com o socialismo democrático e a social democracia que em Portugal sempre foi corporizada pelo PS. Um governo apoiado pelas esquerdas vai redundar num desastre a prazo. É inevitável que assim seja. E depois, teremos uma maioria de direita com poder absoluto para fazer tudo o que lhe aprouver. Quando, seria do interesse nacional, que neste momento houvesse uma coligação alargada entre o PS e PSD, que trouxesse o PSD para o centro, e que existissem condições para fazer reformas profundas na segurança social, na justiça e nas leis que regem a actividade económica. Na Alemanha, essa coligação foi possível, porque têm maturidade democrática para de facto negociarem consensos. Em Portugal, a vaidade espúria de um homem direcciona o país para um abismo, possivelmente. Caso o governo PAf caia , o Cavaco não pode ter outro entendimento que não o de dar apoio ao Costa apa formar um governo, caso este tenha o apoio explícito das outras esquerdas. Que assim seja. Contudo, se ao fim de 1, 2 anos, a situação do país piorar de tal maneira que precisaremos de novo de um resgate e novas medidas draconianas de austeridade, em imploro que os Galambas e as Isabeis Moreiras da vida, desapareçam da política ou se filiem no BE, e deixem o PS assumir-se como um partido responsável e que maior contributo deu para a democracia em Portugal, em contraponto com a extrema-esquerda. Porque as vidinhas destas figuras será sempre a mesma, seja qual o cenário. Retóricas inflamadas, conversas metafísicas sobre a vida e o seu sentido e sobre a necessidade de ajudar quem mais precisa na Lux, no Bairro Alto e nas residências chiques dos pápás e dos vóvós. Mas nos país real, quem trabalha, quem quer condições para progredir, quem aguarda estabilidade política e financeira, vai-se lixar à grande. Nunca vou perdoar isso a este PS.

  6. A sorte de Francisco Assis é que é do PS. Caso contrário seria não só criticado (o que é perfeitamente normal) mas também insultado (típico das claques de futebol): direitolas, ultra-neo-liberal, asneirento, ….

  7. O Assis desde há muito tempo que anda a tratar da sua vidinha,
    como bom “aparelhista” com alguns delírios para ser lider, foi
    metido no bolso pelo Seguro e acabou por ir comer-lhe à mão
    ao aceitar o “sacrifício” e ir para Bruxelas fazer não se sabe o
    quê! Nunca levantou a voz para contrariar a lenga lenga da di-
    reita sobre a bancarrota que não foi e, as culpas atribuidas ao
    PS pela críse internacional! Vale quase nada … é só presunção!
    Alguém veio aqui recomendar leitura da entrevista do Barreto,
    um retornado da Europa sociólogo de formação, com os olhos
    rasgados até à nuca, que percorreu todo o espectro partidário
    sempre em direção ao capital Não tem qualquer moral para
    criticar o PS e, quanto aos outros partidos é conversa mole pois,
    vai sendo altura de provar se o PCP e o BE estão dispostos a dar
    um passo em frente e, contribuirem para o bem comum !!!

  8. MRocha
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 13:57
    Ilustre Olinda,

    Tente reformular a sua questão: quem é que, não tendo ganho as eleições, tem obrigação de viabilizar um governo minoritário com um programa com o qual não se identifica?»

    LOL. LOL.

    Reformule você o seu raciocínio!

    Ó pessoal…daqui em diante podemos considerar que vence o clube de futebol que mais adeptos tiver a ver o jogo? Hum? Ai que hilário. É que como sabem, os carroceiros dos benfiquistas são imensos e no «SPORTÉM», só entra (v) am gente com classe…oqueie! Há por lá um vírus ranhoso de peito inchado que manda fazer quadrados em triângulos…mas então, é capaz de ser comuna….

    CAMBADA! Leiam a CRP! Poleiro é o que vcs querem, mas, atenção, eu até acho que sim, sim…da maneira que se escafedem mais depressa. COMUNAS.

  9. ignatz
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 14:23
    o assis reformou-se com um par de estaladas mal dadas.

    Ó IGNARALHO! SEGUE_LHE o EXEMPLO! Se bem que, concedo, tu és mais do género de levares pontapés nesse traseiro «mal enjorcado» e até gostares…é um way of life…Deves estar contente, agora que o tempo bom voltou e os «gambuzinos andem por aí»…só para ti, ó ESQUERDALHA.

  10. jpferra
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 15:02
    Olinda não sabes somar? isso aprende-se na primária.

    Este é outro ANORMAL que pensa que sabe a tabuada…Ó BURRA, pois e tu? Sabes somar? Não parece! Olha lá, que as parcelas …também se identificam e devem ter um denominador comum!

    Onde já se viu um BESTA que não ganhou eleições querer GOVERNAR! Onde? Só mesmo na cabeça ORDINÁRIA da ESQUERDALHA. Cambada.

  11. MRocha
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 16:13
    Para pasto de pouco ilustres merdissimos que se arrastam por aí : http://ionline.pt/417962#close

    Eu não abro linques de FOLEIROS COMPLEXADOS.

    Porém, deixa-me que te diga uma coisa: BURRO és tu e o pior é que o registas para memória futura.
    Nota, porém, que nada tenho contra os BURROS. Mas já reajo quando tenho que lhes pagar a palha, e tu és daqueles que deves XUXAR à conta do erário.
    Mais: conversa de sopeiro não pega! Mas se quiseres discutir CRP, FORÇA. A avaliar pelo que escreves, não me parece ser o teu forte….o que é normal num BESTA que NÃO DISTINGUE ENTRE PESSOAS JURÍDICAS a eleições e resultados em função dos CANDIDATOS! Agora vai sacudir as moscas das orelhas para OUVIRES quem SABE e , aproveita, tira a ramela dos olhos, para poderes ler QUEM SABE:
    Ai cappito?

  12. Penélope, este é apenas mais um de muitos que usam o partido como emprego e passam a vida a falar contra o aparelho, como se não o utilizassem a seu favor sempre que lhes interessa ou dá na gana.
    Graças a uns cachaços, oportunamente filmados, tornou-se numa figura mediática. Entre ele e o Seguro, venha o Diabo e escolha…
    Mal por mal, prefiro o Vitorino…

  13. Olha lá, merdissimo: és homenzinho para me explicares esse arrazoado que me dedicas em directo e a cores ? Gostava muito , garanto-te !

  14. a primeira lição será quando a coligação ganhadora inconseguir eleger o negrito, aquele judite que bufava as investigações aos direitolas, para presidente da assembleia. aí vão descobrir o que é um-deputado-um-voto e que precisam de votos, 116 pelo menos, para lá meter o gajo. mais uma injustiça da democracia e filha da putice do ps, a quem eles até ofereciam o lugar se os xuxas deixassem passar o governo.

  15. Para todos, sem excepções, cumprimentos.
    – Seguindo a deixa, da Pené,
    – Proscritos, foram todos os que caíram no engodo, de 2010/2011. , Ele foram os ratings, eles foram os mercados, ele foí a bancarrota. Cassete que não parou de rodar, e de se fazer ouvir bem alto, por todos os ilustres, feitiçeiros de oz.
    – Proscritos, também, todos os que, ” emprenham de ouvido”, e são mais que muitos.
    – Mais as grandes familias dos , não proscritos , que são mais ainda.
    – Mais meio milhão de compatriotas que se exilaram no, Resto do Mundo, e que já não votam, cá , nem lá.
    Para quem, advoga que PS, se afasta do centro.
    – Quem dele se afastou, foi PSD, qual folha caduca, que com o vento, deriva à esquerda, em periodo pré PEC IV, ou 3 meses depois, com CDS.
    Para, quem como eu, não entenda nada disto, qual a resposta para:
    – Como, verá o PSD,

  16. Para todos, sem excepções, cumprimentos.
    – Seguindo a deixa, da Pené,
    – Proscritos, foram todos os que caíram no engodo, de 2010/2011. , Ele foram os ratings, eles foram os mercados, ele foí a bancarrota. Cassete que não parou de rodar, e de se fazer ouvir bem alto, por todos os ilustres, feitiçeiros de oz.
    – Proscritos, também, todos os que, ” emprenham de ouvido”, e são mais que muitos.
    – Mais as grandes familias dos , não proscritos , que são mais ainda.
    – Mais meio milhão de compatriotas que se exilaram no, Resto do Mundo, e que já não votam, cá , nem lá.
    Para quem, advoga que PS, se afasta do centro.
    – Quem dele se afastou, foi PSD, qual folha caduca, que com o vento, deriva à esquerda, em periodo pré PEC IV, ou 3 meses depois, com CDS.
    Para, quem como eu, não entenda nada disto, qual a resposta para:
    – Como verá o PSD, Passos, depois de existir uma” Hístórica Apróximação Entre O CENTRO e as ESQUERDAS., já para não falar de cavaco, que de legado deixa muita matéria para historiadores, para lá do feito inédito, da esquerda com VOZ em S. BENTO. Lamentável fim de mandato. Uf…
    Para quem, advoga que PS, se afasta do centro, II.
    A prova , aí está:
    -É , muito menor a diferença, entre o Centro Esquerda, que entre, paf, e os Portugueses.

    É esta a leitura do VOTO da véspera do 114º , Aniversário da República.

    Abraços

  17. MRocha
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 16:40
    Olha lá, merdissimo: és homenzinho para me explicares esse arrazoado que me dedicas em directo e a cores ? Gostava muito , garanto-te !»

    Merdissimo és tu mais quem te fez a cabeçorra. Não pá, eu não sou homenzinho, na verdade, aqui NUNCA identifiquei se sou um ou uma. Portanto, ó cagamelo, continua ignorante a verter as águas verbais que tens vertido…e quanto a cores, pois queres melhor que as cores rosas, brancas etce e tal…
    Vai trabalhar, pá, e estuda à noite, para perceberes o que escrevo aqui…tás a ver? Não é para todos, comuna xuxa.

  18. Caramba, a IGNORÂNCIA e CEGUEIRA destes buiças…o cagamelo mete-se comigo e e ainda me vem pedir explicações….Ó hilário, resides aqui 48horas por dia…hum…

    Como é possível que esta MALTA tenha um país desenvolvido? NUNCA! Os gajos não se deixam desenvolver, não tem estrutura mental para tal.

  19. «– Mais meio milhão de compatriotas que se exilaram no, Resto do Mundo, e que já não votam, cá , nem lá.» Diz ZR

    Hum…pois é verdade, mas votaram alguns e elegeram 3 da Coligação. O que é sintomático da mentalidade «lá de fora». XUXAS, COmunas, é tudo a mesma ESQUERDALHA. Ninguém lhes pega, porque a história demonstrou que aquela só EMPATA ( Vê-se agora) e NADA faz….

  20. «É esta a leitura do VOTO da véspera do 114º , Aniversário da República.»

    A LEITURA diz que quem ganhou deve FORMAR GOVERNO! Se o programa passa ou não é outro passo! Agora MUDAR resultados de eleições…é não tornar efetivo o DIREITO de a Coligação apresentar o seu PROGRAMA. A ESQUERDALHA está a dar um espetáculo que convém a todos os que já não acreditavam nela, aos abstencionistas e a ajudar a mudar o sentido de voto quando houver novas eleições.
    Aliás, António Costa é bem conhecido por não querer abandonar o PODER e ter muito medo do …desemprego….
    Uma vergonha o que está a acontecer!

  21. fascista fdp
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 20:38
    Um fdp de um fascita direitola não tem genero.e’ um fdp puro e duro.

    Bolas, já olhaste bem para a tua mãe e para o pobre do teu pai? A gaja era mais rodada que a Terra e o gajo tinha de tal modo peso na testa que não se mexia….

  22. O’ fascita fdp, vai lavar a boca q ja fizestes broxes q chegue hoje. Arreganha e’ o cu q vais ter noitada hoje.

  23. fascista fdp
    22 DE OUTUBRO DE 2015 ÀS 21:01
    O’ fascita fdp, vai lavar a boca q ja fizestes broxes q chegue hoje. Arreganha e’ o cu q vais ter noitada hoje.»

    COMUNA! Lá porque te pões a jeito e te ofereces, não quer dizer que sejam todos iguais a ti. Ora vê bem a tua ocupação durante a noite…mas por aqui não passas ó BROCHELÊNCIA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.