Somos ricos, não sabíamos e possivelmente é melhor nem sabermos

A avaliar pelas declarações sempre surpreendentes do ministro da Economia, alguém descobriu que temos ferro, lítio, ouro e gás natural a rodos, prontinhos a serem explorados por multinacionais estrangeiras de todo o planeta, desde a Austrália ao Canadá. Um dos contratos vai já ser assinado dentro de dias. Poderíamos saber as condições de exploração?

Por outro lado, como conciliar a exploração mineira e de gás com o turismo para a terceira idade estrangeira?

5 thoughts on “Somos ricos, não sabíamos e possivelmente é melhor nem sabermos”

  1. Num tempo de turbulencia quase sem precedentes, os portugueses escolheram estes escoteiros para nos governar. Depois queixam-se. Grande Louça! Grande Jerónimo!Estão satisfeitos com os vossos preferidos?
    Não se sequeçam e vão para rua cantar “o que faz falta, o que faz falta é avisar a malta”.
    Levem o Sergio Godinho, o Vitorino, o Otelo.
    O ódio cegou-vos. Ou nem foi isso, mas coisa bem pior: estais-vos cagando para o povo, isso é que é. O tacho está garantido, o vosso, não é?
    Uma crise politica em cima de uma crise económica? Que se foda a crise e o povo que a vai sofrer.
    Filhos da puta.

  2. Mau!!!parece que estes já estão a seguir os sonhos mirabolantes socratinos com que nos fazia sonhar de tanto otimismo!

  3. Se houvesse mesmo gás, os turistas bem podiam ir para outras paragens, para a líbia democrática, por exemplo, que deve estar apetitosa, mas infelizmente vão continuar por cá a usufruir do nosso clima, dos nossos salários cgtp e do nosso passos coelho.
    A nossa principal riqueza neste momento é o governo. Cada palavra que sai daquelas cloacas vale dinheiro.
    A outra mina é Belém, ali trabalha-se em três turnos por dia.
    Este ministro da economia, já nem sei o nome do gajo, um burro doutorado nas américas, deve estar sob influência dum vigarista e vendedor de lona chamado patrick monteiro de barros, muito amigo do garimpeiro de coca-cola balsemão. O ouro deve-o ter encontrado perto do ministério dele, na leitão e irmão, ali no chiado, meio falsificado, à mistura com o tal ferro. É ouro fabricado com know how BPN.
    Que deus nos ajude, porque com estas bestas quadradas não chegamos ao natal.

  4. esses pedidos e contratos de prospecções, todos esses dossiers já vêm, claro, do sócrates. o homenzinho (nem sequer é ele, é o relvas que tenta a todo o custo salvá-lo) agarrou-se a isso como a uma bóia de salvação, procurando mostrar trabalho, depois de toda a gente rapidamente se ter apercebido a asneira que foi ter entregue a economia a um idiota pomposo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.