Só há uma palavra: estupor

Vasco Pulido Valente, em mais um vómito de crónica, decidiu hoje implicar com personalidades que decidiram ir estudar já em idade avançada e com uma carreira feita. O alvo privilegiado do escárnio é, como não podia deixar de ser, Sócrates. O que é que o homem tinha que ir estudar filosofia? Que interesse foi esse, que curiosidade, que pretensão? Enfim, que ousadia? E também que parolice? Não saberia ele que só pessoas de apelido Pulido Valente (o pedante bacoco omite sempre que o nome por que escolheu ser conhecido não é o de nascimento), Mónica e equiparáveis é que podem frequentar universidades estrangeiras de renome? Francamente! E o livro? Impossível ter sido aquele analfabeto das Beiras a escrevê-lo! Claro que não foi. Como sabe? Não diz. Mas insinua.

 

Para chegar a Sócrates, começa por implicar com Eanes, por ter ido tirar um doutoramento em Espanha, já depois do fim da sua carreira política e militar. E eu pergunto: o que é que ele tem a ver com isso?

 

Mas o cúmulo da sabujice é mesmo quando decide meter pelo meio o Relvas e a sua passagem pela Universidade Lusófona. Como todos sabemos e já foi devidamente sancionado, Relvas, apesar de “pautar a sua vida pela busca do conhecimento permanente”, não foi estudar coisa nenhuma. Relvas foi comprar um canudo e possivelmente nem isso. Pode ter sido em saldos ou mesmo oferta da casa. Meter Relvas nesta crónica é dizer que nenhum dos outros foi verdadeiramente estudar. O que é um insulto.

 

Este homem conspurca o espaço público e o Público. Um jornal, diga-se, que, não respeitando os seus leitores, já faz gala em conspurcar-se com o João Miguel Tavares, o caluniador principal e grande instigador de ódio só porque sim. E porque pode.

31 thoughts on “Só há uma palavra: estupor”

  1. Mas porque carga de água não se deverá ir estudar ( seja a que nível for) quando se quiser , puder e tenha cumprido os procedimentos necessários para acesso ?
    O artigo mais parece um vómito de vinho tinto.

  2. bem, de facto, ninguém tem nada a ver com quem estuda, o que estuda, quando estuda e onde estuda, a não ser que as propinas sejam pagas com frutos de uma certa árvore – o erário público.

    O interessante da coisa é que ele faz o que outros daqui fazem: falam sem saber, especulam, aventuram-se e qualificam…sem conhecer as reais razões. Assim sendo, ele é estupor e aqui no dispensário também há muitos estupores…

  3. Penélope,
    a idade não perdoa, mas parece que os sintomas são mais graves quando atingem os pavões.
    Este é um dos nossos intelectuais maldizentes. É um ser superior, ungido por uma clarividência e um eclectismo invejável. Sabe tudo, de tudo. Nada lhe falha. Desde escritor de argumentos para filmes a ensaísta, de cronista a fascista de tudo tem um pouco.
    Liberdade e povo, para ele são sinónimo de bandalheira e populaça. Detesta as pessoas que não sejam ‘bem’ e agora até germanófilo se tornou depois de durante muitos anos ser um snob insuportável.
    Estudos, só para os ricos e bem nascidos e idade escolar, como tudo sabe e pouco aprendeu em lugar de estudar… Ensina!

  4. Estão possuídos !
    A amiga deste, a Manuela Boca Guedes, também se deve estar a espumar toda no chão da sala.
    É bom sinal.
    É sinal que estão a ver tudo a desmoronar-se.

  5. um merdas que sobrevive a fazer broches aos interesses da direita que lhe vai dando umas esmolas para o tintol. o melhor desse cabotino foi fazer de pau-de-cabeleira da moura guedes no jornal das sextas, vale a pena rever o ridículo da figurinha.

  6. Eheheheh, estes gajos roem-se de inveja, hein? Só porque o gajo é de direita e acha que à escola só deve ir quem tem capacidade, vontade de aprender e que não deve andar cá fora a dizer que é «dótorre».
    Aqui já vi duas gajas a puxarem os «borrões» da LIXENXIATURAS, mas a coisa é que isso não lhes dá nem categoria académica, muito menos social ou moral, e sobretudo só lhes adensa o PROVINCIANISMO que as carateriza. Não sei se são das …«Beiras». Ressalve-se que as «Beiras» já pariram excelentes médicos e juristas, advogados, juízes, etce…hum, deve ser dos ares da serra, do queijo, dos paios, e do vinho, claro…

  7. O «BROCHELÊNCIA» tá irritado…ó pá, então, ele tirou-te clientela, foi? Por isso, andas bués da calado. Aquilo lá no Zoo não deve tar a dar…

    PRUNES, olha que o VPV é um pouco como tu…diz um ali de cima que o ouve, claro, que ele «sabe de tudo», «fala de tudo»…bem, o gajo é primo do Portas, mas convenhamos, sabe comer sopa e não limpa os beiços à camisa, tá bem? Diz que ele é fascista! Eh pá, mas então, e o Eça era o quê? E mais uma série dos da literatura que vocês DIZEM ler, hum? Percebem agora o termo ENCARDIDOS? Basicamente, o que o VPV está a chamar ao Sócrates é que este é um encardido…pois! Mas a liberdade, a fraternidade e a igualdade já são do tempo des français, right? Então, já havia comunas nessa altura e robespierres a sanear o tecido social…

  8. para ter coragem para falar de socrates,reforça a dose de bagaço.é mais um pulha a viver à custa dos politicos!nota: valupi, o partido que diz que defende dos trabalhadores,pela boca de jeronimo de sousa, disse que não podemos votar nos que nos levaram para o fundo.penso que foi um grande tiro nos pés.

  9. Tantos que migraram para fugir ao Botas, e vieram dótores e vieram após a morte do meu ídolo, e tomaram conta desta linda terra!

    Foi um gozo ao ponto de hoje estar tudo no prego: TAP; CTT;EDP; BANCOS e PQP!

    Um Panteão em Santa Comba, JÁ!

  10. “Foi um gozo ao ponto de hoje estar tudo no prego: TAP; CTT;EDP; BANCOS e PQP!”
    Pois é Reaça, mas curiosamente foram os “admiradores saudosistas do Botas” que passaram tudo a patacos, ou não?

  11. Eu só volto aqui na Terça Feira, cegueta.
    Vai estudando e deixa aqui o trabalho de casa.
    Quando regressar corrijo e dou a nota.
    Concentra-te desta vez, homem!

  12. Reaça, Reaça, a luta continua: a esquerda para a rua…hum? Bebe um golinho, pá, bebe um golinho.

    Olha só o que os comunas e os comunas desertores fizeram, hum? arregaçaram as mangas, destruíram os FATOS e foram para a rua gritar loas a eles próprios. Proponho que se edifique uma ESTÁTUA aos comunas portugueses…os que fazem barulho, tás a ver? É que há alguns que só querem um cantinho nas «CORTES»

    Portanto, pá, entre mal e mal, deixa-me que te diga: VIVA SALAZAR. O gajo sabia fazer contas, poupar dinheirinho e construír casinhas. Os Comunas e os comunas desertores não pagam as contas, e contratam a DOAÇÃO de Portugal à UE. Assinada pelo IMACULADO habitante da rua do Abade Faria…ai, já houve aqui uma BURRA que até relacionou a coisa com o Conde de Monte Cristo…uh, uh…a mesma que pensava que no começo todos podiam levantar o braço e votar na ágora…hum, precisamos do serviço do VPulido para fazer uma crónica sobre as MULHERES e as BURRAS que ofendem a dignidade das primeiras e dão mau nome às loiras e ás morenas…
    Portanto reaça, se o Eusébio tá no panteão, pá, esse traidor do SPORTING, pá, que foi jogar naquela coisa benfiquista, pá, não estou a ver porque não se há-de fazer outro a Salazar…o gajo era inteligente e deixou-te dinheiro.

  13. numbejonada,o pcp diz que defende os trabalhadores,mas não é verdade,e por isso não passa dos 10% e “sempre sempre ao lado dos trabalhadores”…quem quer defender alguem, por vezes tem que escolher o mal menor,e isso o pcp nunca o fez.faz coligaçoes com a direita nas autarquias e no parlmento e fora dele serve os interesses da direita.no resgate marimbou-se nas consequências. o que quis foi derrubar o ps. agora repete a narrativa vergonhosa da direita quanto à bancarrota.julgo que não preciso dizer mais nada .o povo já conhece o pcp ,e por isso mais uma vez vai dar-lhes a resposta .

  14. http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:O6FQ-fLjn1YJ:www.msaf.pt/noticias/ver.php%3Fid%3D25021+a+pris%C3%A3o+preventiva+como+medida+de+coa%C3%A7%C3%A3o+que+%C3%A9,+legalmente+consignada+no+CPP+aplicada+em+PROCESSO+PENAL,+%C3%A9+uma+medida+de+natureza+PENAL.+Preventiva+%C3%A9-o+(+pois+claro.+Como+%C3%A9..p.e+um+arresto+preventivo+ou+sumariamente+todas+as+provid%C3%AAncias+cautelares+civis%E2%80%A6).&cd=1&hl=pt-PT&ct=clnk&gl=pt

    Lê isto, cegueta! E estuda!
    Pensas que enganas um professor atento?
    Deixa-te de copiar pelo vizinho e estuda! Não leias pela rama!

    Estás a ver? Como estou ocupado, pedi àquela minha amiga a quem chamas burra para seguir a pista.
    Cá está! Tu sabes ler, cegueta?

  15. Mas que curso fez o Sócrates em Paris?
    O que andou lá a fazer deu-lhe alguma equivalência académica em Portugal?
    Ou foi um daqueles cursos de papel e lápis para “executivos” que servem apenas para conhecer pessoas?

    Sobre o estudar “depois de velho”, não vejo mal nenhum, antes pelo contrário!

  16. Teodoro, por lealdade e porque não tenho razão para lhe querer mal, penso que deveria deixar de fazer figura de parvo.
    Em dois minutos, com uma consulta bem orientada através do motor de busca da Google, fica informado acerca do teor e grau do ”curso” que Sócrates realizou na Sorbonne. Currículo, grau, requisitos, tudo.

    Já agora, se um dia tiver o prazer de o conhecer pessoalmente, explico-lhe por que razão o juiz Carlos Alexandre poderia, atente no condicional normativo, ter-se sentido incomodado com a matéria da tese ou trabalho final de mestrado de Sócrates.

  17. É interessante observar as reacções dos comentadores mais ingénuos, na medida em que só agora começam a perceber que o processo Marquês, segundo tudo indica, parece não passar de mais uma montagem conspirativa na linha das anteriores que já não está na moda mencionar, a não ser de modo genérico. Um bom exemplo disso é Rui Ramos no Observador, à beira da crise de nervos, a elogiar Paulo Rangel e a sugerir que o grande mestre do crime José Sócrates, com ou sem crimes provados ou cometidos, é de qualquer modo um criminoso político que não deveria estar «cá fora»:
    http://observador.pt/opiniao/we-need-to-talk-about-socrates/

  18. [Continuação] Note-se a habilidade espetalhufa: «Mas há um facto que já foi admitido por Sócrates e pelos seus coarguidos: durante anos, José Sócrates recebeu secretamente dinheiro de Carlos Santos Silva. A defesa de Sócrates trata isto como um assunto privado, uma relação entre amigos. Mas Sócrates foi secretário-geral do Partido Socialista e primeiro-ministro de Portugal…».

    Falta qualquer coisa ou será impressão minha?

    Aguardemos que na sua próxima crónica Rui Ramos não se volte a esquecer de revelar tudo o que sabe sobre os tais empréstimos de Sócrates contraídos enquanto secretário-geral do Partido Socialista e primeiro-ministro de Portugal…

  19. PRUNES, pá,

    Eu não abro linques ou algo que o valha…

    A mi não corriges.E a ti também não. Eu sei ler e vejo muito bem, não vejo é o teu significado nem o que tu queres transmitir com tamanha BURRICE…Tenta voltar ao primeiro degrau da escadaria e iniciar tudo de novo, quem sabe, lá chegarás…

    Acabou o teu tempo comigo. Toma lá para te entreteres: a medida de coação prevista no CPP ( sabes o que é isto?) é uma medida de natureza …PENAL. Como resulta em abundância não só do seu contexto legal, seu objetivo e …requisitos…hum. Hai capito?

  20. Caro Fifi,

    Concordo consigo, porém, a não defesa dos trabalhadores é ainda protagonizada pelo PS ( noto que já lhe disse que recuso-me a encarneirar em qualquer Partido, por neste ver uma medida de DITADURA e FORMATAÇÃO DE PENSAMENTO, que nunca, com a minha maneira de estar, poderia admitir.
    Refiro-me ao PS pois, como sabe, o Código do Trabalho é um diploma que saíu no tempo do governo deles e veja os resultados da aplicação do seu clausulado.

  21. Diz o BILTRE
    «Teodoro, por lealdade e porque não tenho razão para lhe querer mal, penso que deveria deixar de fazer figura de parvo.»

    Percebe TEODORO, ele é o gajo que sabe tudo, fala de tudo, é o Vasco pulido valente de Arganil.
    Imagine agora se o BILTRE tivesse razão para lhe querer mal!
    Mas quem em sã consciência tem razão para querer mal a alguém?!

    Agora a pretensão máxima do BILTRE: ele aconselha o TEODORO a não fazer figura de parvo. O que quererá ele dizer com isso? Será que o TEODORO tem alguma coisa publicada dele, p.e uma fotografia com «Internem-me» ou com um pau na mão?!

    BILTRE, tu é que fazes figura de urso com as calinadaas kilométricas que aqui publicas…ouve lá? Andas a comer couves biológicas ou algumas porcaria verde que te tolhe a visão, páa?!
    Como está o teu cócó? Leva uma amostra ao IGNARAZ, que é perito em trampa, e se precisares de quarentena, pá, o CAGALHAÇO, capitalista comuna das ÉTARES de certeza que te arranja um espaço…

  22. jpferra
    7 DE SETEMBRO DE 2015 ÀS 15:03
    Gungunhana Meirelles, lês-te os comentários, que pivete a laranja podre!

    Hum, também acho, Ó FERRA. Já viste o MAIRELES lê-se naquilo, seja, revê-se…e tu também…

    Ou será que quiseste dizer «leste»?

  23. Perfil anónimo do Manuel de Castro Nunes,

    “Teodoro, por lealdade e porque não tenho razão para lhe querer mal, penso que deveria deixar de fazer figura de parvo.
    Em dois minutos, com uma consulta bem orientada através do motor de busca da Google, fica informado acerca do teor e grau do ”curso” que Sócrates realizou na Sorbonne. Currículo, grau, requisitos, tudo”

    Olhe que não sei se será assim tanto figura de parvo como isso…
    Mas que raio de mestrado é esse que o rapaz “tirou”, se a formação de base dele é em (pseudo) Engenharia e ele andou lá na área da ciência política?
    Normalmente para se poder frequentar um curso que permita obter o grau de Mestre é necessário que a formação da Licenciatura seja “enquadrável” no assunto do curso de mestrado.

    Quando ouvi que o homem andava frequentar um Mestrado, ainda pensei que pudesse finalmente ter convencido alguém a deixá-lo entrar no IST…

    E já agora, olhe que a “googlar” o que se pode ler sobre o tema é muita coisa a pôr em causa a real valia do cursinho que o “Engenheiro” foi lá fazer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.