O respeito, a boa educação e o convite à leitura não ganham estas eleições

António Costa está a fazer uma campanha eleitoral cordata, argumentativa e racional. Em termos absolutos, é a campanha ideal. Mas tudo é relativo. A coligação, pelo seu lado, faz uma marcação cerrada a Costa e mune-se de todas as técnicas conhecidas, aliás previsíveis, de engano, demagogia e tiro ao alvo com qualquer arma que dê jeito e venha à mão para demolir o seu adversário e ganhar o eleitorado. Um eleitorado cujo alheamento da política bem conhecem e melhor ainda exploram.

Não me parece que Costa esteja a retirar alguma vantagem da sua postura. A sua cordialidade, sobretudo, não tem justificação perante o rol de mentiras, deturpações e estratégias manhosas a que diariamente assistimos por parte da dupla Passos/Portas. Veja-se o caso do «lapso» relativo ao pagamento de uma tranche ao FMI. Este dito lapso aconteceu no exato dia (ontem) em que se noticiava pela manhã mais um aumento da dívida pública em 1,3 milhões de euros. Enquanto os jornalistas, e por arrasto os políticos e comentadores, se concentraram na suposta «gaffe», a questão da dívida passou totalmente ignorada, tendo Passos ainda aproveitado o ensejo para culpar o anterior governo pela «obrigação» que agora estava a pagamento. (Veja-se o que diz sobre isto Nicolau Santos.) É o que se chama matar dois coelhos de uma cajadada. Infelizmente, nenhum deles é o Coelho que interessaria ao PS abater.

.

Não quero com isto dizer que António Costa deva desatar a insultar os seus adversários principais, embora bem o merecessem, dada a total falta de vergonha com que se apresentam, seguros de que passarão impunes. Mas, havendo tanto que rebater diariamente e tão facilmente (e Costa já mostrou ser capaz de o fazer de maneira incisiva e desarmante), não se percebe o exclusivo afã esclarecedor de Costa e a sua passividade perante os ataques, que vêm de todos os lados (sendo a dobrar do lado da coligação) e se referem a todos os tempos, chegando ao ponto de se deixar gozar por andar como que a divulgar a Bíblia e a pregar o Evangelho segundo São Centeno ao brandir sistemática e repetidamente o programa elaborado por um conjunto de economistas sérios e bem intencionados. E brande-o sem moderação.

Muito poucos portugueses irão ler o programa do PS para uma futura governação. Deviam lê-lo? Sim, deviam. Mas não o vão fazer. Até porque têm (sem qualquer culpa de Costa, reconheça-se) motivos para considerar este tipo de programas irrelevante, sobretudo nesta fase. A realidade é que o combate da campanha trava-se na arena, não num centro de estudos. A arena de hoje são as televisões, a rádio, a Web e a rua. E, na arena, quer se queira quer não, avaliam-se as técnicas de golpe e contragolpe dos contendores, assim como o seu ânimo e segurança, em relação ao outro, não à bondade do propósito individual, até que um deles apareça como vencedor. Embora seja sabido que não é católico, a verdade é que Costa confia demasiado no poder da pregação e no sistema de oferta da «outra face», defendido, segundo consta de escritos antigos, por J. Cristo. Faz uma bela vítima, mas não mais do que uma vítima. Dizem que se ganha o céu. Mas penso que o objetivo, neste caso, é ganhar a Terra.

Não tenho dúvidas de que, uma vez no poder, Costa fará incomensuravelmente melhor do que a corja de aldrabões sem pátria que agora lá está. A Câmara de Lisboa funciona como bom exemplo e garantia. Para lá chegar, porém, tem que passar ao ataque. Se preciso for, mude de assessores. Arrange uns que o informem das calinadas, patacoadas, aldrabices e charlatanices diárias, e também passadas, dos membros da PàF. Mesmo dando desconto às sondagens, algo vai mal nesta campanha. E, definitivamente, não tem só que ver com o que é dito neste artigo.

39 thoughts on “O respeito, a boa educação e o convite à leitura não ganham estas eleições”

  1. Tomando-me como exemplo, parcial neste caso, existe uma frase que entre dentes me ocorre quando vejo nas televisões as aldrabices de Paulo Portas (que se presta ao trabalho + sujo, menor para um vice-PM coligado ante um desqualificado Passos Coelho, o que em parte está de acordo com a personagem que ele encarna na política portuguesa mas que é lamentável).
    – Ganda fdp, e que tal seres um homenzinho?
    É assim, a minha e a reacção alheia.

  2. ” Arrange uns que o informem …” tipo Augusto Santos Silva, José Lelo, Silva Pereira, Canavilhas, Jorge Coelho, brrrrr…..

  3. Depois do corte nos apoios no valor de 1010 milhões de euros, o Costa fez um acordo secreto com os lesados do BES, será parecido com a proposta do presidente do PS que diz que o PS quando for governo fará os contribuintes portugueses pagar aos lesados ?

  4. quem é suposto governar, apesar de andar em campanha há 6 meses, é a coligação psd/cds, mas o burrus inventa corte e acordo do costa para disfarçar os 600 milhões e o agravamento da dívida pública em 1,3 milhões. não há paciência para tanta desfaçatez, aldrabice e mentira, nunca vi nada assim com a cumplicidade da comunicação social e anuência do presidôncio da república. preparem-se para mais uma chapelada eleitoral, desta vez ganham por ajuste directo.

  5. O Sócrates é um sabido, o homem andou a estudar e deve ter lido várias vezes O Principe do Maquiavel.
    Então não é que disse, que ia votar e nem sequer ia pedir autorização. Estamos mesmo a ver que como a Justiça não vai permitir que alguém em prisão domiciliária se ausente sem escolta policial, temos que se vinga em Costa e não vota nele. SUBLIME.

  6. Desculpe, minha senhora, de quando em vez aprecio o humor dos outros.

    «O respeito, a boa educação e o convite à leitura não ganham estas eleições». Pois não. Olhe, se atentar nos que aqui aparecem e se expressam com injúrias e outros conjuntos de palavrões, todos eles oriundos de línguas da esquerda! Penso que «Touni» ficaria branco se lesse alguns mimos palavrosos que por aqui pairam…e são apadrinhados…

    Portanto, talvez fosse bom explicar o conceito de respeito e educação. Talvez o dono do MÉTODO nos elucide a respeito, sendo certo que compreendo que ele encare uma tarefa difícil, já que tem ladeado com as línguas menos recomendáveis do dispensário….

  7. António Costa está a actuar de acordo com a sua educação, os seus princípios, as suas convicções, o seu saber, a sua consciência, sem mentiras, sem meias verdades, sem impropérios. É assim que ele quer ser aceite, honra lhe seja feita. Se conseguirá impôr-se, se conseguirá vencer, só os seus concidadãos lho poderão dizer no dia 4 de Outubro. Eu voto nele!

  8. Se os cidadãos portugueses não pensarem pela sua cabeça, se não souberem separar o trigo do joio, se continuarem a acreditar que não havia alternativa às medidas que os sacrificaram durante estes cinco últimos anos, não poderão depois queixar-se pelo que lhes vier a acontecer.

  9. Penélope, no PS improvisa-se tudo (Ps-partido e não PS-governo). Como já escrevi, se não tem um SG carismático, morre na praia. Costa não “seduz” ninguém. Tem uma comunicação social totalmente adversa e dois enormes demagogos à perna. Fico apalermado com a reacção das pessoas que vou ouvindo: Costa não convence ninguém. E o desempate estava nos indecisos. Por mim, estou preparada para algo parecido com uma catástrofe socialista. Costa recusou assumir os governos do PS-Sócrates. Recusou dizer que presumia Sócrates inocente até ser julgado. Recusou desmontar a falsidade da narrativa da direita sobre a vinda da troika (e era tão fácil desmontar a aldabrice de Passos e Portas); Recusou questionar as “coincidências da justiça”: não havia melhor altura para prender Sócrates, a oito dias do Congresso que o aclamava como SG. Não quis, nem sonhou sequer, denunciar a verdadeira perseguição ao PS nos meios de comunicação social. As três operadoras de sinal aberto têm mantido três comentadores residentes do PSD em horário nobre e sinal aberto: Marcelo, M Mendes e Morais Sarmento. Sócrates era o único contraditório e sempre pensei que o substituissem. Em vez disso, a TVI arranjou maneira de calar calar Santos Silva, quando se iniciou a pre-campanha. Costa nem uma palavra. Costa está a falhar em toda a linha na sua estratégia. Passos e Portas vão ter tempo de acabar o que começarm. Costa nem foi à luta. Ora porra!

  10. Cara Penélope,
    se os portugueses que votam forem capazes de reconduzir os aldrabões merecem passar por mais quatro anos de cinto apertado e ter como horizonte a fome e o desemprego. Os que estão bem, ou muito bem, continuarão a viver bem, e são uma minoria. Os restantes que se lixem.
    Lixar-se-ão pelas próprias mãos, e só tenho pena dos que tentarem inverter este estado de coisas sem todavia o conseguirem. A esses, para além da solidariedade possível, resta-me dizer-lhes que as árvores morrem de pé.

  11. Aproveitem os tempos de antena com as incongruências dos
    pafiosos, as calinadas, os enganos, os ditos por não dito, etc.
    não há arma como o humor para desfazer os estarolas !
    Será uma questão de fazer umas boas montagens, há montes
    de material no You Tube !!!

  12. É óbvio que o que não ganha eleições e o que as faz perder é o “lindo” serviço que o PS andou a fazer durante uma série de anos no poder.
    Os laranjinhas apenas têm que meter medo aos eleitores, mais nada; e está ganho…

  13. Sondagens com 400-700 inquiridos em que metade não respondeu, e mais de metade dessa metade disse que não sabia. São isto amostras credíveis representativas de 10 milhões de pessoas???

    Querem saber quem vai ganhar? Experimentem desligar a televisão!

  14. “…Costa está a fazer uma campanha cordata argumentativa e racional…”? Grande gargalhada que dei agora ao ler esta mentira. Está a brincar?
    Eu substituía o “cordato” por mentiroso e o “racional” por demagogo…

    Perdia a vontade de ler o resto do seu artigo…

  15. PRUNES

    Comenta sem ser em redor do que escrevo, pá.

    Mas olha, de cortesia e educação, podes crer que sei mais do que alguns que pairam por aqui..Agora quanto a furtos…bem, sabes que os XUXAS gostam de ir ao pote, seja este qual for…e depois há uns outros que chamam BILTRES a outros, como se fossem os donos do batismo….

  16. Ao fazer tantas promessas : ex. acabar com as portagens e pagar a SS com as portagens; resover o problema dos lesados do BES com a CGD/cmvm, aumentar apoios sociais, reduzir o defice, nem mostrar conhecer o que o Centeno escreveu…., o dão sebastião Costa faz a festa sózinho

  17. Furtos, cegueta?
    Mas a que furtos te referes? Explicita.
    Reportando-nos aos códigos que tanto veneras, que furtos? O que é um furto?
    Eu por vezes gostava de comentar o Ferra, o Camacho, o Inácio, todos.
    Mas como sou estratega, enquanto por aqui andares e até conhecer os resultados eleitorais, vou cerrar os dentes nas tuas canelas.
    És um artolas. O que eu pretendo demonstrar é que a base de apoio da coligação é o salazarismo maníaco inculcado institucionalmente nos portugueses.
    E não vejo por aqui ninguém como tu para servir de bombo da festa.

  18. PRUNES,

    biltre, ouve, tu é que falaste em furtos, não eu. Como mencionaste que Touni me furtou atributos, lá saberás o teu conceito.

    PROJEÇÃO – sofres desta. Estruma a cabeça, pá, que andas aos trambolhões, Trambolho.

  19. já agora, tu também venerarias alguns códigos, se tivesses subido as escadas…
    Duvido que me consigas chegar às «canelas» pá, antes disso, já te estendi no chão…Lol. Ou duvidas?!

  20. Ah sim, PRUNES, percebo…percebo.

    «portantos» se eu convido à leitura?! Deixa cá ver, pelo teu português, devo convidar-te «à leitura» pois tu lês o que escrevo e até comentas….que Hilário, vou passar a chamar-te hilário. És um hilário…da província. COMUNA, Vai vender repolho aos teus vizinhos, pá. De certeza que também já chamaste biltre a algum….

  21. A. Costa é um homem culto e inteligente.

    Creio, sinceramente, que saiu da sua “zona de conforto” para derrotar o governo nestas eleições.

    Porque os cidadãos estavam zangados e lho pediam.

    Por isso, sentiu que tinha de assumir o contraditório, por isso aceitou as “primárias” e ganhou com 1 resultado bem expressivo.

    Tenho que para mim, o que não está a ajudar A. Costa é o PS, transformado em oposição….ao seu líder.

    Vejo A. Costa praticamente sozinho em campanha (contra a organização bicéfala fo PAf, mais os comentadores “independentes” em quase toda a comunicação social.)

    Se o PS não vencer (coisa que não acredito), o PS vai mostrar toda a sua divisão que está patente aos olhos de todos.

    Com Mºa de Belém a candidata, com os Brilhantes a clamarem por Seguro, com o Carlos da UGT a lançar confusão (só não a lança nas reuniões de concertação social com o patronato, onde apoia cortes de salários e toda 1 revisão da lei laboral a desfavor dos trabalhadores)., com os “socráticos” a almejarem por 1 vingança….

    Enfim, sem 1 vitória do PS e de A. Costa, o PS tornar-se-à num PASOK dentro de tempos. (Desenganem-se os Seguros, Beléns e Brilhantes e Antónios Galambas desta vida). Ser-lhes-à cobrada esta vontade de desacreditarem A. Costa.

    A sociedade portuguesa ficará mais pobre e ignorante durante longos anos.

    Para se ir mais longe neste fundamentalismo, é só ler o último artigo de JJPereira.

    Está lá tudo.

  22. costa,pela sua facilidade de conseguir consensos,será um bom pm para portugal.só ha´um problema é chegar lá.a direita vai à missa ao domingo,mas é uma tropa sem o minimo de valores.a sua campanha, é de uma desonestidade politica e intelectual nunca vista depois de abril.agora faço esta pergunta: em que mãos está a comunicaçao social? que comportamento adotam quando chega a altura de eleiçoes? meus amigos e camaradas o ps para ganhar eleiçoes,tem que percorrer o caminho das pedras. dentro de pouco tempo vamos ter a desvalorizaçao do custo de trabalho para dar cumprimento ao lamento de passos coelho. nota: o portas foi aos estaleiros de viana,veio de lá encantado.o que se construiu até agora foram dois barcos para a douro azul que estiveram na mesa da negociaçao com a anterior gestaõ publica(não são navios) e as fragatas que vão construir,saõ aquelas que estavam já contratadas com os estaleiros publicos e que foram canceladas por pelo actual governo,para dar ao privado.as reparaçoes sempre se fizeram no estaleiro e davam lucro.termino com esta “ironia do destino” a martifer tem a liderar os estaleiros um filho de militante do pcp, que lá trabalhou anteriormente. a essse senhor, por varias razões, desejo-lhe a maior sorte do mundo.

  23. O Touni é muito …naif. É educado, sossegado, mas não tem estaleca a nenhum nível. Coitado, teve tanta oportunidade para não ser de esquerda, mas era moda…e, prontos, lá se deixou ir na cunbersa daqueles gajos….O gajo da Cobilhãe sabe fazer a póia no meio do milho pá, e se for o caso, até limpa o traseiro a uma pedra de ribeira. Portantos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.