O «da freguesa» em campanha

Nuno Melo é quiçá o mais demagógico/malcriado/trauliteiro político a ocupar o espaço público. Dele é sempre de esperar uma brejeirice qualquer, invariavelmente sobre os socialistas. Se há coisa que o diverte, é bolçar baboseiras, trivialidades ou aldrabices para fazer rir a audiência. É, pois, sem surpresa que lemos a sua leviana crónica de hoje («Lá vamos nós outra vez»)  no JN, alusiva às propostas políticas e económicas apresentadas por um grupo de economistas para servirem de base ao futuro programa de governo do PS. E que diz ele? Sendo ele quem lá vem outra vez, as seguintes não surpresas que, de tão debitadas, já enjoam.

  1. Que os socialistas sempre levaram o país à bancarrota. Crises internacionais? Quais crises? Sócrates, que conseguiu um défice de 2,8 antes do eclodir da crise, foi, para Melo, o grande responsável pelo pedido de ajuda externa, dados os desvarios despesistas dos seus governos. Quais desvarios? Não diz. Quais as verdadeiras razões para o aumento da despesa pública, também não diz. Qual a responsabilidade dos governos do PSD e do CDS (nomeadamente enquanto partidos da oposição a um governo minoritário) na situação das contas públicas também não interessa. Os jornais e a televisão são, para este homem, uma espécie de camioneta de caixa aberta, de onde vende ao Zé Povinho maledicência e o seu produto.

  1. Que os socialistas prometem tudo em períodos eleitorais e nada cumprem, porque o que interessa são os votos. Isto é giro, porque basta ver os vídeos da última campanha eleitoral da direita e recordar o que se seguiu às eleições para termos a medida exata dos mentirosos. Também é interessante rever as intervenções de Paulo Portas na oposição sobre os contribuintes e os pensionistas.

  1. Que os economistas do PS não fizeram contas. Ora bem. Quem as fez foi o CDS, que, só pela boca de três dos seus militantes, já apresentou três números diferentes para a despesa que as propostas do PS implicam, nenhuma acompanhada de fundamento. Milhões atirados para o ar, para escandalizar a parvónia.

  1. Que a dívida que os socialistas deixaram era astronómica. Ora bem, é conhecida. 94% do PIB em 2010, já sob os efeitos da crise internacional. Em quanto é que já vai com a salvífica austeridade? 130%? E que benefícios para o país?

  1. Que houve obras faraónicas. Esta tecla já gasta devia dispensar comentários, mas deixo aqui alguns. Nem foram faraónicas, nem algumas delas se concretizaram, nem Nuno Melo tem em conta as orientações da Comissão até 2010 nem os incentivos e as condições dos empréstimos do BEI, nem a história da maior parte das PPP, nem a continuação das PPP noutros domínios com este governo, e por aí fora.

  1. Que, com este governo, o país voltou aos mercados e recuperou credibilidade. Nuno, és um pantomineiro. Isso aconteceu porque o BCE finalmente fez o que já devia ter feito há muito desde que a crise rebentou, acabando com a especulação em torno das dívidas soberanas, e porque este governo, com tudo a correr mal, se comportou como um cachorro acocorado junto de Angela Merkel, à espera de compreensão e de ser exibido como exemplo. Até Vítor Gaspar deu de frosques, ó Melo.

  1. Que a equipa de Costa é a mesma de Sócrates. Ou seja, que os «criminosos» serão, portanto, os mesmos, só um pouco mais velhos. Costa não é Sócrates e a equipa não é a mesma, mas mesmo que fosse, o passado foi um período de esperança, de orgulho, de confiança e de incentivo às capacidades dos portugueses. Não fora a crise internacional e teria sido um período verdadeiramente transformador – a nível económico, estrutural, administrativo, educativo e de mentalidades, como aliás já se sentia e verificava, motivo pelo qual a direita espumava de raiva e urdia campanhas demolidoras com a ajuda de Cavaco. O passado não era mau, era bom, e não foi Sócrates o responsável pelo pedido de ajuda externa. Muito pelo contrário. Foi a direita e a coligação negativa. O presente, esse sim, é mau, é péssimo, humilhante e, passe o paradoxo, sem futuro algum. E o que quer o CDS-PP? Mais do mesmo. Resultou tão bem.

29 thoughts on “O «da freguesa» em campanha”

  1. Gostei muito deste delirio, com uma refutacao factual de todos os pontos de Nuno Melo, not.

    O ponto com mais interessante e com aderencia a realidade e mesmo este:

    “O passado não era mau, era bom, e não foi Sócrates o responsável pelo pedido de ajuda externa.”

    https://www.youtube.com/watch?v=CCZVG9p5Jkk

    Esta pessoa que esta no video nao e o 44, e outro gajo qualquer, um SOSIA que da pelo nome de Pinto de Sousa.

  2. oh burro do caralho! quem é que chumbou o pec? o vídeo mostra o sócras a explicar as consequências da irresponsabilidade política da santa aliança e a sofreguidão da direita pelo pote.

  3. O Ignorantz, agora conhecido por Ana Badalhoca, para ti e para essa historica do PEC IV ja demos.

    Para aferires da credibilidade de alguem, nao olhes para o que ele diz, olha para o que ele faz.

    Para aferires da credibilidade do PEC-IV, ves a entrevista recente do Beicas e analisas os PECs anteriores.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Programa_de_Estabilidade_e_Crescimento

    Quem apresenta um programa de estabilidade que tem de ser revisto passado 2 meses tem a mesma credibilidade das historias do PINOQUIO aos ouvidos do Geppetto.

    Por falar do Pinoquio, olha uma foto tirada por um paparazzo quando ele estava a ser ouvido no ambito da operacao Marques.

    http://www.animationsensations.com/media/catalog/product/cache/1/image/9df78eab33525d08d6e5fb8d27136e95/p/i/pinoke.jpg

  4. meus caros colegas de blog, um conselho:

    MANDEM FODER O BÁSIC, e de caminho o partido do jacinto leite capelo rego…

    é tão básico que até cansa

  5. Tal como qualquer pessoa séria entende que a maior parte do que aconteceu de bom nas exportações se deve a estratégias do governo anterior (Galp, Portucel, Renováveis, Construtoras, Informática,..). Se há mais algum indicador económico que se aproveita isso deve-se a medidas que o actual governo combateu (intervenção do BCE) ou a ciclos de mercado em que não tem qualquer interferência (baixa de petróleo e commodities). Tudo o resto é fantasia.

  6. Fenélope xixa ! que tu devias ser contratada pla equipa de creativos do novo comité glorioso do Ps para ficares à coca dos Melos, tipo buldogue de serviço t’as a ver, Uma vocação que tb faz falta ao novo team maravilha do Costa. Ideias já as comprou ao comité de savants e agora só lhe falta uma matilha de dentuças obedientes e raivosa como a tua. Tipo XuxaTean Caça aos Melos. Tens todas as colidades para liderar este matilha !

  7. meus caros direitolas que por aqui pululam, o “jumento” não se esquece de vós:

    “Passos Coelho anda há meses a pedir ao PS que lhe apresente alternativas e quando o PS avança com o enquadramento económico das soluções que pretende propor ao país eis que o líder da direita foge ao debate em vez de discutir as medidas refugia-se em truques de linguagem e manda a sua alcateia morder no líder do PS. De um lado é o PSD e o CDS a atacar um documento que nem se deram ao trabalho de ler, do outro são os jornalistas contratados pelo Compromisso Portugal a escreverem artigos sucessivos de qualidade técnica duvidosa.”

    http://jumento.blogspot.pt/2015/04/muera-la-inteligencia.html

  8. CarmOlinda Pereira, como vai o PoUS?

    Acho que te enganaste ligeiramente no teu posto, abaixo a correccao.

    “Sim, se antes vingava a afirmação de um país com um futuro negro, agora vive-se a interrogação: que adjectivo negativo podera descrever o futuro do país se os Xuxalistas ganharem as proximas eleicoes?”

  9. JP Ferra,

    Tu es burro o dia todo.

    O PS nao apresentou um cxralho, os “SABIOS” do PS (nao consigo deixar de rir quando digo isto), fizeram um estudo (idem), que apresentaram aos amigos da comunicacao social, que agora vai ser discutido pela Comissao Politica do PS.
    Que eu saiba, o “estudo” ainda nao foi aprovado pelos CAMARADAS da Comissao, logo, o PS nao apresentou um CXRALHO ao pais.

  10. basico, socrates vem da europa com um pacote de medidas apoiado pela angela merkel e seus pares. teve depois uma reunião em s.bento de duas horas com passos coelho, (que este negou)para lhe expor as medidas de austeridade que tinham a aprovação da ue. (pec 4)passos coelho,como mentiroso compulsivo encartado,não critica as medidas mas diz: não fui informado de nada. mentindo para depois ceder desta forma à chantagem do anão marco antonio costa do:ou há eleiçoes no pais ,ou há no partido.esta é a verdade. angela merkel deu aquele puxao de orelhas a passos que toda europa viu nas tvs,e vêm estes canalhas como tu dizer que quem chamou a troika foi o ps. eu sou roubado,chamo a policia e sou punido por que pedi auxilio.o causador desse meu pedido,sai numa boa.sabes que mais para quem argumenta com esta falta de seriedade só tenho isto para dizer p.q.o.p.!

  11. Penélope, bom naco de prosa, como é teu hábito. Este Melo caceteiro que muita direita idolatra, é o mesmo Melo que entende que a culpa dos desvarios do BPP, BPN ou BES,são culpa do Vitor Constâncio, mas convenientemente se esquece de referir o Rendeiro, o Oliveira e Costa, o Ricardo Salgado e os amigos deles, os tais que engordaram financeiramente sem ter que prestar contas a ninguém… Grande Melo… E ainda há gente que o admire…

  12. Tatas, tens razao, mas faltou um bocadinho ao teu post.

    “em ter que prestar contas a ninguém…durante o reinado do 44” entretanto e desde que entrou o novo governo em funcoes dois estao presos e um esta em casa depois de pagar a maior caucao ja vista em Portugal.

  13. quando se pensava que não podia descer mais baixo…..

    (imaginem os tambores a tocar!)

    ele desce ao nível de sub-merda!!!!!

  14. basico,antes do pec 4 já o socrates fazia austeridade e por isso passou de um deficte de 6.8% recebido do governo do psd de santana lopes e bagao felix para 2.7 % abaixo do estipulado pela ue. mais em 2009 foi dos poucos paises da zona euro que cresceu.com este governo começou a” austeridade para alem da troika” e por isso estamos na merda.

  15. Basico/Nunbejonada, o(s) único(s) comentador(es) decente(s) neste blog. :)
    Parabéns, continuem assim. :)

  16. O administrador do Grupo Lena Joaquim Barroca Rodrigues foi detido quarta-feira à noite, depois de buscas realizadas à sede do grupo, em Quinta da Sardinha, no concelho de Leiria, e ao domicílio, confirma a Procuradoria-Geral da República (PGR) que lembra que este processo está em segredo de justiça.

    Joaquim Barroca Rodrigues foi detido no âmbito da Operação Marquês, que envolve o ex-primeiro-ministro José Sócrates. O PÚBLICO sabe que este é o único detido nesta fase do processo. O administrador vai ser presente esta quinta-feira à tarde, no Tribunal Central de Instrução Criminal para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coacção.

    O administrador será apresentado ao juiz Carlos Alexandre que durante esta manhã está a ouvir outro arguido no âmbito de um outro processo.

    Segundo o comunicado da PGR foram realizadas buscas domiciliárias e nas instalações do Grupo Lena. “Nas diligências, levadas a cabo por dois magistrados do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), o Ministério Público foi coadjuvado pela Autoridade Tributária (AT) e pela Polícia de Segurança Pública (PSP)”, diz o texto. Fonte ouvida pela Lusa diz que nas buscas participaram o procurador Rosário Teixeira e o juiz Carlos Alexandre.

    Joaquim Barroca Rodrigues é um dos administradores do Grupo Lena e um dos principais accionistas, filho do fundador da empresa. No final de Março, o semanário Sol citava um acórdão do dia 17 daquele mês, que dizia que “os administradores do Grupo Lena António Barroca Rodrigues eJoaquim Barroca Rodrigues fizeram transferências das suas contas pessoais em Portugal” para a Suíça, fruto de pagamentos do Grupo Lena ao ex-primeiro-ministro

  17. Hi Básico. Oiça, ainda estou aqui com a dúvida: should I speak to you in english or dois-je parler en français avec vous?

    Ó ABRUNHOS, Básicozinhos sois bós, que num entendeis pevas do que o Básico vos diz….ele bem tenta alertar-bos com o seu niqueneime, mas bós ABRUNHOS continuais no patamar do PORTO ( hum, ganda abada…os defesaas do Bayern, hum…) oqueie. Ora se num entendeis o que é básico, num podeis entender o razoável. BÁSICO, pontapeia-os apenas com doses souples…os ABRUNHOS já tão a bacilare, pá e num há medicamento para eles…aquilo e crónico.

    Ó CAMPUS, desculpe lá, mas bi o seu «PS», permita-me copiá-lo….

    PS: ó ABRUNHOS já pagaram as contas da água e da luz, hum, já? e os cafés? Cambada, COMUNAS DESBIADOS. Pra tràs camaradas, regresso à enxada, bão trabalhare malandros, precisamos de batatas e coubes pra comer cum morcela…e uma boa copa de tinto, delicious.

  18. quando descobrirem que os pagamentos das luvas foram para o psd e congéneres, o que é que fazem? e se o barroca dá barraca e denúncia 1/2 do psd mais os financiamentos que fez ao partido nos últimos anos, koméquié? já deve ser o superalex a pinsar no futuro, no dia seguinte às eleições liberta o sócras por falta de provas e engaveta o reinado damasceno por excesso de indícios. vai ser um ganda baile.

  19. Foi dar muita importância ao “sobrinho” do cónego que, bem
    pode faladrar que ninguém o leva a sério, o rapaz também
    conhecido como o dandy do Joane só tem lábia superficial e
    é um pouco lerdo de pensamento razão porque o irrevogável
    vice o chutou para longe … até já foi ultrapassado pela Cristas
    na lista da liderança do partideco!!!

  20. “… dois estão presos e um está em casa…” !! Que me recorde, o Oliveira foi preso em 2008… e mandado em liberdade em 2010, depois de ter estado em prisão domiciliária por estar doentinho ; o Rendeiro anda cá fora, os Ricardos também, o Arlindo de Carvalho recomenda-se, o Jardim foi condenado… com pena suspensa! O Dias Loureiro passa bem, e isto para não falar de muitos outros que receberam, lucraram, mas coitados… não sabiam de nada!!!
    Quem são os presos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.