Luxo. Notícias do cárcere!

Acabei de ver as respostas de Sócrates às perguntas da SIC. Muito boas. Claras e bem escritas. Mal posso esperar pelas provas de crime de que o Ministério Público dispõe e que o juiz sempre avidamente aguarda, embora não apresente. Peço eficácia, meus senhores. De momento, tudo aponta para a paródia.

Será isto, ou seja, a desmontagem, a tal «perturbação do inquérito»?

27 thoughts on “Luxo. Notícias do cárcere!”

  1. Respondeu muito bem,com frontalidade., O juiz e procurador devem andar a cuspir perdigotos. Sempre quero ver o que vão arranjar a seguir. Conversas com o Além talvez.

  2. Excelente resposta.
    É uma boia perfeita para classificar a honestidade intelectual e seriedade dos comentadores da praça.
    Estava a ver os títulos do Expresso sobre o tema, de Micael Pereira e Bernardo Ferrão, já agarrados ao anzol.
    A pescaria promete.

  3. “Mal posso esperar pelas provas de crime de que o Ministério Público dispõe e que o juiz sempre avidamente aguarda, embora não apresente.”

    o truque é esse, não apresentar. tem mais um ano de prazo, prorrogável pela complexidade e no fim não haverá nada para provar, só a prisão de um grande e poderoso pelo super alex que não tem medo de nada. a justiça assobia para o lado, os sindicatos da dita que “está a funcionar” e os políticos beneficiados “à justiça o que é da justiça…”

  4. O Poder está na ponta das armas.

    Provou-se que não é boa ideia eleger um presidente e uma maioria da mesma cor.

    A responsabilidade deste estado de coisas é muito de uma certa gente do PS que, com medo de perder não-sei-o-quê com a eleição do poeta a presidente, votou Cavaco…

    Provavelmente são esses que, por agora, se queixam mais…

  5. Sempre ouvi dizer que o amor é cego e mais uma vez essa teoria vem à tona. Os ´´apaixonados“ do Sr Sócrates só vêm nele um homem de bem e por isso incapaz de cometer qualquer maldade, pese embora o facto que o dito Sr enquanto governante ter mostrado com a sua arrogância ser capaz de cometer qualquer tropelia. Me lembro quando um outro famoso Sr ( apresentador de televisão) estava em prisão preventiva. Também nessa altura os ´´apaixonados“ do dito Sr vieram para a rua gritar ò da guarda porque na lógica deles era impossível o seu ´´querido“ fazer algum male a alguém. Pois bem, hoje, os ´´apaixonados“ meteram a viola no saco e desapareceram porque o seu grande amor está na cadeia a cumprir pena por pedofilia.

  6. “… está na cadeia a cumprir pena por pedofilia.”

    e ainda não saiu da pildra por se declarar inocente e consequentemente recusar o “arrependimento” da praxe que a justiça necessita para certificar a merda que fez. há coisas que os invertebrados carlinhos não percebem, portantes mete a viola no cu e toca pra dentro.

  7. Espectacular esse “indicio”: ser arrogante. Eu metia meio país na pildra à conta disso. Olha o primeiro era uma arrastadeira chamada Carlos Alberto.

  8. oh bécula, se estás farta de ruído, deixa de apanhar sol, chutar correio dos manholas e snifar as pintas do i. as loladas e os enfados que aqui regorgitas são azia à liberdade de expressão.

  9. Ò Senhor/a ignatz, eu dei a minha opinião, não ofendi e não vou responder à sua ofensa, pois já dizia a minha avó: Não baixes ao nível dos mais baixos, pois as pessoas podem não ver a diferença.

  10. Nunca tive qualquer simpatia por Sócrates; no entanto, não deixo de reconhecer que tem garra para se defender. Tem fibra de lutador.
    Se a justiça se escrevesse com “j” maiúsculo, em Portugal, a acusação deveria ser formulada o mais rapidamente possível. É que cozendo o homem em lume brando, fritam também o PS e a democracia. No caso do PS, este merece o que lhe está acontecendo, porque andou sempre de mãos dadas com a direita.
    E depois, provavelmente, passe o cliché, a montanha vai parir um rato. E a direita mais rasca e brutal é a ganhadora das presunções da justiça.

  11. Pelo que ouvi ontem, Sócrates está disposto a ser despedaçado por gente como aquela que o prendeu, mas vai enfrentá-la como o Homem que é. Se o juiz e o procurador não fossem os homenzinhos rasteiros que, neste processo têm provado ser, cumpririam à risca todos os procedimentos legais, cientes de que possuiam realmente indícios fortes e provas praticamente garantidas contra o arguido. O seu comportamento nas margens da lei denuncia que não têm nada de concreto e Sócrates vai estar preso e vai continuar a ser vilipendiado pelo tempo que eles muito bem entenderem. E “eles” não são, de modo nenhum, apenas os que conduzem o processo. Nunca se atreveriam a esta infâmia servida como justiça, se não tivessem as costas muito bem cobertas. Parecem ter carta branca para torturar o preso pelo tempo que lhes der na gana. Cada vez mais tenho a certeza de que Sócrates é um preso político, no verdadeiro e pior sentido, e está a ser tão destruido quanto o foram todos os que passaram pela justiça ao serviço de facínoras. Se o PS não acordar para esta realidade medonha, vai pagar caro a sonolência. Quanto mais tarde reagir, para exigir junto das instâncias superiores da justiça o rigoroso cumprimento da lei por parte dos magistrados encarregues do processo, pior para o país, para as instituições e para a sua credibilidade política. A tibieza da Direcção do PS pode mesmo valer-lhe uma derrota eleitoral. Os tempos não estão para meias-tintas, quando se olha à volta e constata que bastaram pouco mais de três anos para uma dúzia de rapazolas levar o país à ruína, fazendo exactamente o inverso da governação do homem que meteram na prisão. Talvez por isso mesmo é tão importante destruir Sócrates. Ele é o rosto corajoso de um país que há quatro anos tinha futuro, e agora está completamente à deriva. Os vendilhões da pátria que nos governam não toleram esta “terrível” visão. Há quatro anos tínhamos um problema com a dívida; agora temos uma dívida impagável! E os trastes da direita não suportam ouvir da boca de Sócrates esta tremenda verdade. Daí a urgência de o calar, recorrendo à prisão política e à tortura, numa democracia onde tudo está a falhar.

  12. “Se o PS não acordar para esta realidade medonha, vai pagar caro a sonolência.”

    Maria Abril, acho que vamos pagar todos muito caro por esta sonolência.

  13. ora beie, os tempus eboluíraoe porque dantes os prezus pulíticus num tinhaoe acessoa a um defeza na praça púvlica neie ao gavinete do dirretore pra telifonarre. beie, as respostas tal cumu sãoe dadas nun chegam pra a defeza, na berdade até cunfirmaoe que a perturbaçãoe do inquéritu é atuale. ora purque razãoe há-de o adbogadu biajare pra encontre o cliente quando este dize que taba de regressu, hum? oqueie, semprediçe e digu: o 44 debia calar-se, infocare no quinteressa e num dare alimentu aos requisitus da prisãoe prebentiva, tá beie? e o quele teie faitu até aquie é dare suvstancia à medida da cuassãoe. ele até risponde aos jurnaise, poisé içu tem um significadoe pró prucessu e num é bom, num é nãoe. ó pazinho se o benerando dezemvargadore é formalista, tás feitu. oube, se num saíes agorra, podes fazeree todus os racurssos ca quizerres, porque num saies até serres julgadu e, ee, ee..debias ter-te calado e num teres politizado a cousa, acavastes por fazere o que os teus perçegudoirres ( dizes tue) queriam. eles agardessem. ganda burro.

  14. Proponho aos donos do blog que ponham aqui um corrector automático a limpar daqui para fora a sujidade que por aqui anda a poluir isto…

  15. Ó Galuxo, meue, sê inteligente, oube mas tu num queres o 44 cá forra pá? Entãoe debiam ter-se organizadu dótra forma, meue, ora baie lá bere os requisitos da prizãoe prebentiba e bê onde se enquadraão as manifes do detido, hum? romarias num xegam, apoios varulhentus num chegam, pá, fogu, recuzo-me a fazerre parte da democracia de bócês, num pençam caragu.
    e béim estes gajus politizare a questãoe, tudo irradu, tudo irradu. e ainda dziem cas respostas sãoe muito voas!! sãoe péçimas, pásinhus, sãoe pessimas. oqueie.

  16. Acho piada, quando vem um comentador que pensa diferente da maioria dos comentadores aquí presentes criticam-no . Eu digo e repito: Je suis Numbejonada. :)
    E mais: Quero Numbejonada para presidente!

  17. Ó maria, ó marria, rassãoe, debes cumere tue, a abaliare pla forma cumo te manifestass, pázinha, oube, a burrice num mora do meue ladu, tá beie? baie lá cumprare a royale canin para tie, tá beie? Quantoa ao JPFerra, oube, táze zangadu cumigu, maze eu num ta fize nada. num ma digass que taméie te partie as costas cum a minha argumantassãoe, hum? biba o Charlie Hebdo, hum?

    oqueie. e bibó salazarre, ganda ministru, inteligente e num ia cá em troikas nem em tratadus de roma ou de lisvoa. algguéie querre falar da clauzula da subsidiariedade que aquele teie? Bá debem cunhecê-la, foi açinada pelo ex ministro jusé da pintu sóza. Hum? oqueie. Comprimentos a todos. moi, je suis num bejo nada aussi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.