José Rodrigues dos Santos, é favor continuar

Mesmo apanhado desprevenido, Sócrates encontrou, no seu espaço de comentário político de domingo, resposta certeira para a artilharia de José Rodrigues dos Santos, subitamente transformado em inquisidor. Se a ideia era apanhá-lo em falso numa curva da estrada, o mínimo que se pode dizer é que não resultou. Não resultou à luz do suposto objetivo do entrevistador, embora tenha resultado em cheio para os espectadores. E, para os admiradores de Sócrates, foi mesmo um resultadão. Queremos mais! E até a discussão de outros temas que não apenas a paupérrima política nacional. Afinal ele anda pela Europa.

Não sei se José Rodrigues dos Santos, pessoalmente, já andaria há tempos com vontade de confrontar Sócrates com “os seus crimes”, se acordou para aí virado naquele dia, o que significa que, no próximo domingo, já lhe passou (ou já deu lugar a outro), ou se, em concertação com a direção da RTP, resolveram começar a “enxotar” Sócrates, começando por desrespeitar um formato inicialmente acordado com o objetivo final de o levar a desistir. Se assim é, tenho a certeza de que vão ficar frustrados.

Sócrates deve estar feliz com o que aparentemente lhe estão a propor. Com a razão do seu lado, será mais do que um prazer munir-se de material e argumentos de contra-ataque. Este era mesmo o grãozinho de provocação e desafio que faltava para soltar o seu conhecido espírito combativo e a veia argumentativa. Naturalmente que, doravante, irá querer saber sobre que matéria vai ser interrogado e terá possibilidade de preparar os diversos tipos, estilos e conteúdo de resposta no contexto do que poderá ser uma nova fórmula. E é precisamente por isso que me permito duvidar da continuidade do estilo «entrevista». E, a ser uma vez sem exemplo, será uma pena.

A não ser que, e como veem sei ser boazinha, o objetivo seja aumentar as audiências, puxando pelo melhor de Sócrates no confronto público e acentuando a sua diferença em relação aos restantes comentadores. Se os temas da atualidade tratados forem variados e interessantes, teremos que, para o próprio, será um estímulo e, para nós, espectadores, uma razão para não perdermos a discussão. Neste caso, força, RTP! Tenho a certeza de que o homem tem mais para dar do que apenas comentar esta choldra em que Portugal se transformou.

47 thoughts on “José Rodrigues dos Santos, é favor continuar”

  1. o orelhas tem um ódio de morte ao sócrates (não sei a razão). quando andavam a publicar todas as insidias sobre o socras queixava-se frequentemente que a rtp não dava suficiente coberturas às ditas. o seu tom inquisitório ficou demonstrado numa insolente entrevista ao teixeira dos santos. daí que não fosse anormal ter escrito um livro sobre os responsáveis da crise mundial (o socras, claro) tendo convidado para a apresentação do livro, evidentemente, medina carreira. quando o socras andou a promover o livro, o orelhas perguntou a um convidado porque diabo “agora deu em andar em todo o lado” (ele, orelhas, não faz o mesmo para promover os seus livros, isso não faz…).
    temos, pois, de conviver com estes trastes armados em torquemadas. com isso e com o parasita do joão lisboa.

  2. oh santa ingenuidade! tá bom de ver que querem correr com o sócras e de preferência antes das eleições. prá semana aparece-lhe a matrafona guedes em formato “quem quer ser milionário” a fazer perguntas e inventar respostas sobre o freeporcos. esta porra vai a pique e já perceberam que isto não tem não tem salvação, entretanto o comandante cabáco mete uma apendicite e pede asilo político numa porta ubs.

  3. Assis,interroga-se acerca das razões que estão na origem do ódio que JRS,manifesta em relação a José Sócrates.Permita-me que esboce duas perguntas para as quais já existem respostas (parece um paradoxo) : As origens de JRS,não estão associadas às Ex. Colonias Portuguesas em África? Não é verdade,que o Governo Português,vigente durante o Regime Fascista,criou e implementou uma Norma que determinava que os Cidadãos Continentais com Cadastro Penal, eram os privilegiados na concessão de autorização para emigrarem para as referidas Colonias em detrimento dos Cidadãos que manifestassem a mesma vontade mas tinham o Cadastro Penal Limpo?

    Pois é,muito do que hoje,está a acontecer neste País,encontra explicação nas respostas às duas perguntas colocadas.Mas,quem está disponível para dar corpo à discussão que urge ser feita? Eu sei,que não é fácil!(…)

  4. “As origens de JRS,não estão associadas às Ex. Colonias Portuguesas em África?”

    não. as orelhas, a cabeça, o zurrar e a obra literária que carrega conferem-lhe o estalão de burro ibérico, sem margem para dúvidas.

  5. Não sejam maus para o ilustre escritor que deve ter passado a noite, quiçá o dia, a aprimorar a sua obra literária. Era o cansaço. Quanto ao Socras…é a vida, lá vão ter que levar com com Ele. Para mal do Passos, do locatário de Belém, dos Pini-Pons (Rangel e Mendes) e….do Seguro & Cia. Enfim … foi um lindo momento. Aguardemos os próximos episódios.

  6. Ver o eduardinho a tremer com o papel na mão foi mesmo o momento da noite. Onde o rapaz se foi meter…

  7. Ainda havemos de assistir a uma PPP do jrs com o guarda-redes de matraquilhos da sic, a fazerem inquisição ao socras.

  8. Francamente meus senhores, já estamos fartos de politicos , que fingem ser comentadores , se o Marcelo, o Marques Mendes, e outros tivessem Rodrigues dos Santos pela frente, certamente os seus tempos de antena seriam bem mais esclarecedores.

    Socrates tem vendido o seu peixe sem contraditório, ontem teve alguêm que que o confrontou com os seus zig-zags, e só isso.

    Mas parece que os fans do Socrates , não permitem que alguém belisque o seu ídolo de pés de barro.

  9. @ Augusto: Aquilo que vimos não foi “contraditório” mas sim um vil ataque político travestido de jornalismo. A espaços não se sabia mais quem estava a ser entrevistado, se Sócrates, se JRS? Se o JRS quer ter um espaço de opinião que o tenha! Não podemos é confundir opinião boçal (ainda por cima infundada e mal preparada), com jornalismo. Sócrates cilindrou-o. Estou para ver se o JRS tem coragem para no próximo domingo à mesma hora? Se sim, vai ver com quantos paus se faz uma canoa. Se não, é a confirmação de que além de ser uma trampa de um pivot de TV, tem a espinha dorsal de um molusco.

  10. @Augusto: pelo contrário! Belisquem-no! Aliás apedrejem-no! Ele levantar-se-à, sorrirá e rebaterá todas as canalhices com a calma de quem está seguro de saber bem do que está a falar.

    E, é isso que vos deixa, a vocês pulhas e lacaios, absolutamente desconcertados!

  11. Pois é, Augusto, o Socras deixa-vos de rastos. Com a obra que pode apresentar e a História já registou. É isto que vos fode. Tem-vos restado o refúgio do ataque pessoal e da calúnia escabrosa e persistente. Vocês merecem bem o vosso Cavaco e o Passos/Portas que o povão anémico e analfabetizado vos serviu de bandeja. Aproveitem, que isto é tudo vosso. Mas não vão calar o Socras. Muito menos a sua obra. Bem feita!

  12. o orelhas que vá escrever livros para a terra dele, e deixe o socrates em paz,faça os comentarios que tem a fazer, e deixe-se de ser lacaio do relvas

  13. Interessantíssimo, este novo formato iniciado pelo dos Santos. Para além da surpresa do comentador que, pelos vistos nem saberia que ía passar a ser entrevistado, foi interessante ver a prosápia inicial ir-se desfazendo ao longo do encontro.
    Foi à lã e saiu tosquiado.
    Já há algum tempo se adivinhava o desconforto da RTP, fosse pelo encurtamento dos tempos, pela dança dos ‘pivots’ que agora culminou com esta tentativa de golpe de mão bastante mal preparado.
    O Sócrates continua no seu elemento. Quanto mais o atacam mais ele dá luta. Espero que o estilo continue pois assim possibilitar-lhe-á falar em coisas que só são do conhecimento de alguns (poucos) fiéis.
    “Alea iacta est” a RTP que se cuide…

  14. É ver o Camilo a pegar no soundbyte “eu n vinha preparado para isto” para vibrar…pena é que não tenha visto a entrevista. Sócrates malhou de tal forma o “orelhas”, que quem não parecia ir preparado para aquilo era ele…

  15. como o orelhas é como pivot uma merda principalmente na area politica,deve ter tido a ajuda do regressado relvas ,para por escrito, lhe entregar o menu das perguntas .ninguem nega a austeridade para atingir os objectivos,só que a direita esqueceu-se do crescimento e duplicou a dose da austeridade contida no memorando. quem viu o debate na sic noticias entre o frasquilho e um economista da area do seguro,não pode esperar melhores dias até às eleiçoes. o moderador de nome , josé gomes ferreira,em vez “arbitrar “saltou para o “ringue” e começa em união de esforços com frasquilho a atacar o atarantado economista cujo nome não recordo.em 40 anos de democracia nunca vi tal.pelo que vi, ao citado moderador só vos posso dizer que quem se comporta daquela forma só pode ser um grande filho da puta.

  16. O que aconteceu ontem na RTP envergonha qualquer profissional de televisão. O pivot-escritor de fantasias e delírios, com edições de 800 páginas — no formato de tijolo — julga-se um herói só porque tem no mercado meia dúzia de tijolos à venda nos supermercados. O Orelhas da RTP, que pisca o olho aos telespetadores da dita, sempre que se despede no Telejornal, quis mostrar que ele era capaz de derrotar o Sócrates, utilizando o método das suas pesquizas paleolíticas sobre o profeta Malaquias. Vai daí, o Orelhas muniu-se de provas contra Sócrates, sem este saber, e, capciosamente, atirou com chumbo em todos os azimutes. O pivot Orelhas, bufando de ódio e com espuma na tromba, colocou na mesa cópias de faxes, de e-mails, de jornais e de docs da NSA. Tudo alçapões por onde Sócrates se iria sumir. Mas cometeu um erro, pois Sócrates não foi por aí. Sócrates atacou, esclareceu, repôs a verdade, e lamentou que o pivot tivesse memória curta.
    As respostas de Sócrates deixaram o Orelhas de boca aberta, que mais parecia um garoto enganado, de beiço caído e olhos cerrados. Derrotado, o pivot da RTP acabou por se despedir de Sócrates, afirmando que tinha sido um prazer tê-lo entrevistado… Mas Sócrates, o comentador, foi tido no papel de entrevistado? O Zé Rodrigues dos Santos está a ficar xexé.

  17. Só com uma dose cavalar de muito boa vontade é que conseguiria não ver uma miserável tentativa de diminuir Sócrates,estúpidos como são admito tudo e quebrar audiências como pretexto para acabar com o programa com a ajuda rafeira do que já me parece ser um digno substituto do famigerado Crespo.Um Serviço público de televisão que nos querem servir numa versão coelhal relembrando tempos do Ramiro Valadão.É que nem duvido,se acaso um formato novo apontasse para mais um “show”de Sócrates,até o estúdio implodia e com ele a orelhuda coisa que até cheguei a considerar como jornalista isento e não como se mostrou,atento,venerador e não “obrigado”,antes jubilosamente ao dispor.

  18. Ó Morgado Basto, está a ver tudo ao contrário, sobre os retornados.

    Quem quizesse ir para as colónias só com carta de chamada, registo criminal limpo, e vacinas em dia.

    Para as colónias não se ia de assalto!

  19. Retornado,foi assim mas mudou drasticamente,a tropa no final das comissões não só era convidada a ficar ficava como ainda tinha direito a subvenções.Cito por exemplo o daso do Instituto do Tabaco em Moçambique,que entreagava aos “voluntários”um cheque de 600 contos,massa que era logo esturrada num mercedes em em soirés bem regadas na rua do Major Araujo e noutras quitandas.Ou seja,acordaram tarde e com soluções que nem nas estatísticas vingaram.E com o Instituto do Tabaco,passou-se o mesmo.estive lá na altura e testemunhei diversos casos.Agora que no tempo salazarento era mais fácil emigrar para a Europa do que para as colónias é um facto,porque era de evitar o aparecimento de uma geração nascida nessas bandas.

  20. As minhas desculpas pelo atabalhoado do texto com diversas gralhas entre as quais saliento a repetição do “Instituto do Tabaco”quando o segundo é “Instituto do Algodão”.

  21. Gosto de vir a este blog, ver a ternurinha com que apelidam o ” QUERIDO LIDER ” com o diminuitivo de ” sócras “.
    Ou, não são muitos e o autor se desdobra em vários seguidores para parecerem muitos.
    Quanto á entrevista não vi , mas por esta vez vou engulir um sapo.

  22. Augusto, tomando o seu argumento como bom: so vale para o Socrates? Os outros nao vendem peixe? Talvez caviar, nao?

  23. Para mim foi tudo combinado, e nas costas do orelhas! O que é certo é que resultou para Sócrates, que só fica inspirado a sério quando é picado com o contraditório, em direto.

  24. Ricardo Pinto,

    obrigado pelo link…estava difícil encontrar. Valeu.

    Quanto aos anti-Sócrates por convicção, alguma alma a defender o Rodrigues, pá? Tirando os que não viram, mas que mesmo assim, têm opinião formada, reformada e requentada desde sempre sobre o mesmo. Sobre a substância nõa têm nada a declarar? Não admira que o próprio Orelhas tenha saído com as mesmas caídas. E vocês também, né? Mas animem-se que agora as coisas estão de feição, livraram-se do homem e o resto (país nas mão sde pulhas) é secundário. vergonha na cara é pedir muito, não é? É.

  25. Foi confrangedor ver mais que a impreparação de rodrigues dos santos, a sua ignorância sobre factos que devia saber de cor. E foi por isso que deixou passar algumas enormidades, algumas às quais até deu o seu aval, como foi o caso de ter aquiescido quando sócrates afirmou que encontrou um deficit de 6,83% e o reduziu. O facto é que esse deficit que nem foi de 6,83% e sim de 6,5% foi em 2005, ano em que sócrates governou 10 dos 12 meses, tendo santana governado 2 meses mas já demitido e a governar em duodécimos. O deficit que sócrates encontrou foram 4% e subiu-o 60%. Há que dizer que sócrates é de facto muito combativo, tem um enorme jogo de cintura, capacidade de reacção e uma cara de pau sem tamanho. A estória da atracção de investimento e da reestruturação da dívida foi gritante a inépcia de rodriges dos santos que prestou ontem um péssimo serviço ao jornalismo, pois enquanto sócrates usou aquele espaço para branquear o desastre da sua governação, ninguém o levava a sério, ontem quem é desinformado comprou o peixe que ele quis vender, e assim se vai fazendo o revisionismo de uma governação.

  26. Outra pérola é quando ele diz que no último ano que governou o país cresceu 1,9%, quando de facto a dívida nesse ano cresceu 21 mil milhões, ou seja, depois de despejar 21 mil milhões na economia ela cresceu3 mil milhões. Mas de facto o último ano que esteve no governo foi 2011, ano em que fez o orçamento de estado, governou seis meses, deixou um deficit de 8,6% quando tinha acordado 4,5% e ainda nos deixou o programa de governo para os próximos 2 anos.

  27. Só mai uma: que o rodrigues dos santos é completamente impreparado, talvez por passar demasiado tempo a escrever livros, aliás bem pesquisados. De resto que sócrates arruinou o país e que é um aldrabão e que tem uma cara de pau até à lua não é uma conclusão deste programa porque já todos sabíamos, embora alguns estejam em negação. Como esta criançada aqui do aspirina em patéticas e piedosas masturbações socráticas. Mete DÓ, mas é mesmo assim a vida: todos precisam de um papá para os Sossegar, mesmo este merdas petulante e incompetente do Tio Sócras.

  28. Luisinha, és rigorosa como ninguém! Então o Sócrates governou seis meses em 2011? E aquele déficit apurado de 6,83 % dizia respeito ao ano de 2005? És parvinha ou quê? A raiva e a impotência masturbatória tolheram-te a razão? Toma viagra , mulher, pode ser que resulte! Habituada que estás à trafulhice da direita em que chafurdas, a verdade queima-te os neurónios. A ti e a toda a tua gente. Têm tanto medo de Sócrates como o diabo da cruz. Por que será?

  29. luísa fernandes, os teus nº estão todos trocados, pá! és ppd ou então és ignorante, pá! só um exemplo: o défice de 2011 foi de 4,5% e o socras governou até meados de março. então o socras governou 10 meses em 2005? ehehehehe (as eleições devem ter sido a 1 de janeiro, não?). então não conheces o papelinho revelador do bagão felix no conselho de ministros de évora com o nº 6,8% para o défice (claro, sem citigroups e quejandos)? pesquisa que o encontras facilmente. vou-te contar um segredo: as exportações com o socras tiveram o maior crescimento da zona euro (a par da alemanha) graças à captação de investimento. essa captação foi de tal modo importante que os artolas actuais ainda estão a aproveitar-se disso (com a embrarer e com a galp) senão era o desastre. diz-me lá um investimento que esta tropa fandanga tenha arranjado? (os visa golds para as tríades chinesas não vale, ’tá?) vá lá, não encontraste nada, não é? pois, o socras também não encontrou nada quando chegou e colocou as exportações, que estavam estagnadas, a crescer acima de 10%. (vá, vai lá consultar os nºs, não os inventes).
    entretanto faz lá + um bico ao passos que por aqui não te safas.

  30. Luisa Fernandes já agora, a dívida pública portuguesa subiu 15.6 pontos percentuais em 2012 e o país decresceu 3% do PIB, se a evolução da dívida é só “despejar dinheiro para a economia”, o que deste fantástivo resultado!

  31. O Santos é um pateta que não se enxerga.
    Alguém pode esperar outra coisa dum tipo que pisca o olho aos espectadores, ou que se meteu a entrevistar o Gunter Grass em alemão, sem saber a língua e decorando as perguntas?…

  32. “O Santos é um pateta que não se enxerga.”

    o mesmo poderemos dizer do crespo, da judite e de mais umas quantas anedotas televisivas que recebem ordenados de alta cilindrada para fazerem as orelhas aos paroquianos. mexam-lhes no ordenado ou na carreira profissional a ver se os gajos não viram o discurso para esquerdolas, é conferir os saldos na porqueira do crespo.

  33. luisa fernandes,nos temos um um pápá pelos vistos voçê quer e filha de pai incognito e anda há quarenta anos à procura de um talvez no pcp.esta é a razao do seu azedume! socrates para mim foi o melhor pm ministro que portugal conheceu,como tal quando ouvimos criticas nojentas como a sua temos que reagir,pois quem não se sente não é filho de boa gente!

  34. luisa fernandes, tu não gostas do socrates,porque ele na sua juventude mandou o psd para a p. que os pariu.a direita essa ofensa não perdoa, ao fundador da secçao laranja em castelo branco.

  35. O José Rodrigues ‘Tonto’ dos Santos parecia uma nota de 20$00… todo amachucadinho. Só lhe faltou ‘convergir de roupão para a cozinha’ e tomar um chá. Talvez o faça durante a semana. Bem precisa.
    Aqueles papéis em cima da mesa faziam lembrar aqueles outros que o dr. Portas levava debaixo do braço quando apresentou o borrão da reforma do Estado. Trabalho de casa? Isso dá trabalho. Vamos é ‘matá-los com dichotes’. ‘Os meus arquivos’ dizia o tratante a tremer. Levou tantas na pinha que fez lembrar os correctivos que o Marques ‘Garganta Funda’ Mendes apanhava cada vez que, no parlamento, fazia que fazia oposição a José Sócrates.

  36. ignatz, confere nas contas: o crespo, desde que lhe frustraram os planos de carreira, depois de tantos fretes, vai para a reforma com cortes postos pelos que defendeu. Vinga- se agora, até me perco ao vê-lo desancar sem piedade em quem lhe deu de comer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.