Hora marcada na depilação?

Caso Portucale: todos os arguidos absolvidos. Bom para eles, que essa parte da sentença, ao menos, percebeu-se. Já o resto…

A fundamentação detalhada, para já, não se entendeu porque, apesar da leitura do acórdão ser um acto público e obrigatoriamente compreensível, a juíza presidente do colectivo, Laura Maurício, leu a decisão a alta velocidade, sem pausas, sem pontuação e, muitas vezes, de forma imperceptível.”

Fonte

Mas também:

Em julgamento, o MP deu como provado o crime de abuso de poder para os arguidos António de Sousa Macedo, ex-director-geral das Florestas, Manuel Rebelo, ex-membro desta direcção, e António Ferreira Gonçalves, antigo chefe do Núcleo Florestal do Ribatejo.
Em causa está a entrada de mais de um milhão de euros nos cofres do CDS/PP, para a qual, segundo a acusação, não existem documentos de suporte que justifiquem a sua proveniência e cujos recibos são falsificados
.

20 thoughts on “Hora marcada na depilação?”

  1. é repetir o julgamento com os arguidos certos, telmo correia, nobre guedes, costa neves e já agora com o paulo portas que era presidente do partido que passou recibos falsos no valor de 1 milhão de euros. foi preciso voltarem ao governo para fechar o processo em beleza, já tinha sido assim com a moderna e assim irá ser com a negociata dos submarinos.

  2. queres ver que isto também vai parar ao Sócrates?
    (afinal, a segunda comissão de inquérito ao caso BPN não estabeleceu como interrogado prioritário o dito? E eu a pensar que eles iam chamar o Dias loureiro ou o Cavaco…estou a brincar, tal seria impensável)

  3. cadê os josés, mortos de riso, aa, rr, ds e quejandos? gastaram os comentários todos com a licenciatura do socras.

  4. Não estou nada surpreendido. O que é que se esperava com uma “Justiça” como a existente em Portugal? Os dados, estão lá todos, só que as provas, por mágicos malabarismos, acabam por nunca se “encaixar”, como é hábito nestas circunstâncias. Lembram-se do “Apito Dourado”? Igual, sem tirar nem pôr

  5. sic, jornal das oito, uma peça de 2 minutos sobre o desfecho de um esquema que rendeu ao cds 1 milhão de euros (pelo menos). é isto a imparcialidade da comunicação social portuguesa sem asfixia.

  6. bazei, mas já voltei. Desculpa lá ter-te deixado a meio da sessão, sem aviso. Já sabes que eu, de vez em quando, dá-me para fugir pela janela da casa de banho.

    Agora, sim, vou ouvir com toda a atenção.

  7. Ora bem, ora bem. Como diria o meu ilustre Colega cusídico, Dr. Jacinto Leite Capelo Rego, em linguagem técnica jurídica à la Universidade Livre, este é um “óptimus exemplius” de ENRIQUECIMENTUS LÍCITUS, não é, ricus?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.