E eu pergunto

A direita anda muito destroçada com o facto de a chamada Geringonça estar a provar ser de longa duração. Mas já se conformou – ouvi ontem Luís Nobre Guedes declarar a sua impotência, na RTP3, e é também informativo ler a desesperada coluna da direita do Observador. De modo que agora nada mais lhe resta, à direita de boca aberta de incredulidade, do que proclamar que os dois partidos à esquerda do PS “estão domesticados” (com amarga surpresa o dizem, mas constitui uma forma de os acicatar e desinquietar) e tentar que o PCP, pelo menos, abandone o barco, dizendo que as sondagens indicam que o PS mais o Bloco já quase formam uma maioria absoluta.

Porquê o PCP? É apenas uma questão de contas ou têm saudades e sobretudo necessidade do seu antigo aliado para efeitos de combate ao partido socialista e também do barulho nas ruas, a que tanta graça acham e que tanto jeito lhes dá?

Mas a pergunta é esta: sem maioria absoluta, poderia o PS (se liderado por António Costa, que já conhecemos melhor)  prescindir do PCP e não do BE? Ou do BE mas não do PCP? Qual é mais fundamental? E qual deles estaria disposto a ir fazer coro com Passos Coelho? Não há aqui um bloqueio positivo, embora totalmente dependente de António Costa?

13 thoughts on “E eu pergunto”

  1. À direita anda destroçada por causa do Passos; apenas isso. No resto, continua a ganhar, como de vê da adjudicação do André para a RTP.

  2. Costa usa vaselina sem areia para uns, e outros ficam «lixados».

    É cada manobra que até os incêndios ardem a seu favor, a CGD lucra falindo, vão todos à bola de borla…e é sempre a aviar.

    Nada o atinge, é como quem limpa o cu a criancinhas…e todos batem palmas até o Jerónimo já esgotou os adágios populares.

    Ganda Costa!

  3. Serve o PCP pq a direita quer ver se a coisa quebra e julga ser aí que consegue achar uma fissura.

    Por todos os motivos e mais algum, interessa aos três manterem-se juntos.

  4. agora que vem aí a festa do Avante, é só tempo de antena ao Jerónimo! Se ele disser mal do PS, claro. Isso até lhe dá primazias nesse baluarte da informação que é a SIC e seus adereços…

  5. carlos diogo é tonto. o que a festa do avante costuma trazer é notícias a dizer mal do pc. não há vésperas de avante em que o expresso ou outro não traga notícias das farc na atalaia, da recusa em passar facturas por cafés que dão direito a multas, de uma qualquer dissidência ou caso.

  6. Sobre a “desesperada coluna da direita do Observador” queria fazer um pedido de esclarecimento.
    Não sendo eu leitor desse jornal, assumidamente por preconceito já que onde está o José Manuel Fernandes não estou eu, preciso que me digam se ali existe outra coluna que não a de direita.

  7. Uma das sete diferenças entre Catarina e Jerónimo é que ele é ortodoxo e ela é transgénica.
    Ou seja, ele continua em 1917 e ela já está em 2017.

    É uma esquerda portuga que não existe em mais qualquer parte do mundo.

    Ganda Costa!

  8. Ó Cantaril, nem sei daonde tu saíste nem onde queres chegar, mas és lixado, atacas por todo o lado.

    Gostava de saber o que te vai na alma, olha que eu sou passolas e tu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.