Correio da Manhã admite ser um nojo

Advogados de defesa nunca disseram que não era.

 

“Na defesa, com 75 páginas, advogados nunca dizem que o dinheiro apreendido não é do ex-primeiro-ministro.”

Repare-se no retangulozinho: “evoca perdão fiscal para limpar crimes”. Crimes? Quais crimes? Mas o que é isto como jornal?

49 thoughts on “Correio da Manhã admite ser um nojo”

  1. Não há ninguém nesta democracia em plano inclinado que investigue o Ministério Público?
    É que todos os dias há “notícias novas” nos pasquins sobre mais uma nova investigação do MP a Sócrates. Ontem era o “I” I que “nos informava” que o Ministério Publico investiga as ligações de Sócrates com Lula da Silva. Onde isto já vai….. Hoje regressa o “CM” à vaca requentada. Será mesmo que não há ninguém com um pingo de vergonha e uma gota de senso na Justiça de Portugal?, ou será que o Quinto Poder também já aprisionou a Justiça, por conta do Poder Político?
    Acusem o homem com factos sustentáveis e demonstráveis – o tal onus da prova -, ou acabem com esta fantochada. Irra!!!!

  2. Aflige-me menos a existência de pasquins destes do que o facto de ser a coisa escrita mais lida cá no reino. Isso sim, preocupa-me !

    MR

  3. Corvo Negro, seria mais provável “Cristo voltar à Terra” que estes mastins largarem o osso. Sócrates é para ser triturado ou queimado ou derretido em lume brando. Os carrascos têm toda a cobertura necessária e ainda podem contar com o “bonus”, que sempre deram como certo, da gritante cobardia da gente do PS que, na sua generalidade, treme diante dos verdadeiros senhores da democracia: os poderosos grupos económicos e a sua fidelissima extensão no CDS e PSD. Talvez tenham sido surpreendidos (ou não), esses poderosos, pela convergência de toda a esquerda no ataque aos xuxas e pela frouxidão destes. Devem ter percebido, desde o princípio, que a esmagadora maioria dos militantes PS andavam quase só à procura de tacho e relevância pessol, tanto quanto eles, e por isso não estranharam quando apareceram como aliados na governação. Acintosamente, Sócrates deixou de condescender com os poderes da direita e apostou num país “pra-frente”. Foi uma sacudidela e tanto. Valeu-lhe, talvez, o resto dos seus dias na prisão. O próprio Sócrates nunca percebeu que dirigia um partido de “xuxinhas” à procura de tacho. Mas o pior erro, mesmo cegueira, de Sócrates, foi não perceber que os poderosos dominavam por completo o aparelho judicial. Nem a intentona de Belém, nem a Face Oculta lhe abriram os olhos. Quando se é cego a este ponto, o que se poderia esperar, aconteceu depois de sair do governo: a sua obra foi reduzida a pó e ele vai apodrecer na cadeia. Pena que a democracia e os seus amigos de peito, como o Carlos Santos Silva, tenham de pagar um preço tão alto por Sócrates ter fechado os olhos à gigantesca intentona em curso e ele tão claramente viu nascer. Mas ninguém é obrigado a ser génio ou herói. Porque admiro a sua vontade de ter tentado retirar Portugal da mediocridade crónica, dói-me vê-lo a lutar, impotente e inutilmente, contra o monstro em que se transformou a nossa justiça. E que ele viu em plena evolução, sentindo-lhe os efeitos, quando ainda era PM.

  4. o mais provável é que haja crimes, sim senhora. até aqui o grande escândalo era que um homem de bem podia perfeitamente pedir milhões emprestados a um amigo. agora o indício de crimes já é um nojo porque afinal o dinheiro é dele mas tem andado na conta de outro. venha a verdade nua e crua e castigue-se a quem a ela faltar doa a quem doer. viva a verdade!

  5. oh bécula, o único crime que vejo é não te terem dado uma martelada à nascença e caixote do lixo. podias até fazer uns ensaios sobre o assumpto, caso o dâmaso passe aqui pelo caixote tens fortes hipóteses de ser contratada para carregar a mochila da tânia, tipo thelma correia & louise menezes, tás a morder?

  6. Ó filhos: não se assuntem! Só os crentes acreditavam numa direita limpa e civilizada. Vejam-na como ela é, e do que precisamos para, de facto, a combater. Em 1974 mandamos os mais pintados para o Brasil e o país saiu do terceiro mundo. Conseguimos,nos anos 80,obter índices medianos (merdianos?) europeus. Depois que o admirador do Império do Meio, Durão, fez o discurso da Tanga,ficamos num plano inclinado ensebado, só sustido pela era Sócrates.Neste momento despenhamo-nos numa queda livre coelho-portista de onde nunca ninguém saiu vivo. Ave,Morituri! Encontramo-nos no Inferno!

  7. Ó filhos e fiteiras: só os crentes, betas, viuvas e estarolas alucinados como voces, orfaos sabe-se lá do què !!!, provavelmente de lucidez e dignidade, é que podiam acreditar num PS limpo e coerente; num semideus novo-rico pimba, impoluto e devente …

  8. As capas do CM, apenas respeitantes ao Palhacito Snob e milionario, davam uma rica exposicao … lá isso davam, no CCB e na Praça do Xuxialismo Podre, com a Curadoria do Valupi e apoio juridico do Ignatz.

  9. O caso Sócrates proporciona uma oportunidade única para medir a temperatura à solidez das instituições democráticas e identificar com quem Portugal pode contar para se tornar um país decente. Nem que seja para perceber que esta é a geração com mais invejosos, lambe-botas, bufos, cínicos, pides, hipócritas, cobardes e odiosos da liberdade que o país já viu, a provação de JS é uma luz grandiosa que mostra como as coisas são.

  10. … Galuxo pá, deixa-te de Quixotismos bacocos e análises carnavalescas! Toma os comprimidos pra gosma e pra alucinacao paranoica, Já cá temos o Marocas pra esses espectaculos de demencia !

  11. Exm.ª. Penélope, continua V. E.x.ª. a laborar no erro, se me permite dizê-lo, o que faço salvaguardando o respeito que me merece. Esclareça-me, por favor: se o Correio da Manhã é a «manha» que lhe assacam, porque razão volteiam sobre o mesmo e o comentam, opondo-lhe uma alegada realidade fática?
    Reprovado o alegado Pasquim, venham os factos ( não os dos advogados da defesa) – os factos reais, pertinentes de tutela na ordem jurídica portuguesa. Conhece-os?
    Cumprimentos

  12. OLINDA,

    A evolução do pensamento é uma constante. Há os que param para refletir ou, pelo menos, se perguntarem sobre o que acontece. Parece ser o seu caso, que louvavelmente pede a verdade. Há outros que na esteira de uma linguagem vulgar e típica da latrina, qualificam OUTROS, ainda que à sua imagem, com epítetos dignos de uma espécie inferior.

  13. “… os factos reais, pertinentes de tutela na ordem jurídica portuguesa. Conhece-os?”

    além sóveresoquetedájeito, eu volto a explicar-te que factos reais só existe um: a prisão do sócras. o resto ninguém conhece, porque não existe. o que vem nos pasquins serve para alimentar o mito do barrabás e manter a novela até o processo ser público, nessa altura alguma coisa se há-de inventar para justificar a merda que fizeram e os custos da investigação.

  14. Gostava de ver a mesma indignação nas fugas de informação no caso dos submarinos, BES, e BPN. Aí já é aceitável. O Facto do Oliveira e Costa ter ficado 2 anos em preventiva para se poder investigar já não chocou ninguém. Jºão estou a defender os atrás mencionados apenas a perguntar porque é que a indignação é diferente?

  15. “Gostava de ver a mesma indignação nas fugas de informação no caso dos submarinos, BES, e BPN. Aí já é aceitável.”

    pelos vistos não houve fugas de informação. a única fuga detectável foi do lóreiro que ninguém consegue notificar.

    “O Facto do Oliveira e Costa ter ficado 2 anos em preventiva para se poder investigar já não chocou ninguém.”

    exacto, nem o oliveira e casca ficou chocado. segundo relato dos vizinhos dormia em casa, almoça no tasco sa esquina e de vez em quando ia à pildra assinar o ponto.

    “Jºão estou a defender os atrás mencionados apenas a perguntar porque é que a indignação é diferente?”

    pelos motivos anteriores

  16. OLINDA,

    A evolução do pensamento é uma constante. Há os que param para refletir ou, pelo menos, se perguntarem sobre o que acontece. Parece ser o seu caso, que louvavelmente pede a verdade. Há outros que na esteira de uma linguagem vulgar e típica da latrina, qualificam OUTROS, ainda que à sua imagem, com epítetos dignos de uma espécie inferior.

  17. Ignatezes, não insistas, já convenceste os que pensam, que tu és um ave depenada, sem jeito para a discussão séria e útil.

    És de língua porca e obscena, por isso, queda-te no teu pardieiro e linguagem pasquinescos. FACTOS, PROVAS, tens? Não. Não vês um CORNO de processo penal à frente ( nem atrás). Logo, nada melhor que De La Palisse para ti: CALA-TE. Aproveita, procura uma pasta dentifrica que te branqueie o cérebro, sempre podes continuar a pretender que pensas.

    D´accord?

  18. “… jeito para a discussão séria e útil.”

    uih… uih… e com sotaque oxfordiano do bulhão.

    “FACTOS, PROVAS, tens?”

    claro que não, ninguém têm. topa-se que já começaste a perceber a essência do problema.

    nota: essa do “cala-te” é do joão carlos para o chaves, o la palisse teria dito “tá calado e cala-te” caso nã tivesse sido já registado.

  19. Considerando o título dado pelo pasquim ao “affaire”
    Sócrates e, lendo o desenvolvimento da “notícia” vê-se
    ser um logro, os advogados do detido, escreveram que,
    mesmo que fosse sua propriedade, não havia razão pa-
    ra o processo de fraude fiscal pois a sua entrada no País
    estava legalizada ao abrigo da legislação em vigor!
    Não existe qualquer admissão de propriedade dos tais
    milhões que pertencem ao amigo! Por outro lado, não
    está ainda justificado porque a investigação já chegou
    ao ano 2000 com efeitos prescritos, espera-se com al-
    guma ansiedade que o M.P. chegue aos négócios das
    especiarias vindas do Oriente a partir do século XVI!!!

  20. Como a justiça chegou ao que chegou e todos viram. Escrevia José Carlos Vasconcelos na revista Visão, nr 529 (24 a 30 Abril de 2003): “É lamentável que o Parlamento tenha eleito para o Conselho Superior da Magistratura um politico no activo…o nr 2 do PP Luis Nobre Guedes”. Possivelmente, esteve lá o voto do próprio José Sócrates. Era tudo gente, os políticos, acima de qualquer suspeita. Oh se era! Justiça e política tudo à molhada e todos achavam muito saudável para a democracia. Veja-se o resultado.

  21. socrates,foi eleito ,como tal a sua responsabilidade é maior do que a dos oliveiras e costas.mas pergunto: agora quem acusa é o correio da “manha” repito ” da manha”? é que ainda estamos à espera de noticias vindas do alexandre que justifiquem a prisaõ de josé socrates.quem souber alguma coisa que nos diga.

  22. ó fifas, có lissença, oube, o juize num tem de justificarre a ti a prisaoe do arguidu, tá beie ? ele teie é de justificarre perrante o processu tá beie? oqueie.

  23. Como alguém diz lá p´ra cima, o apoio jurídico do Ignatez é de MORRER

    …. de rizo. Eue axo carranjeie uma úlcera de tanto ma rirre, caragu. P´raquè projetus lei pra mudarre o codigu de prucessu penale? temus o burridico do Ignateze,cum as ovserbações da abrilada e de mais uns cidadões da pezada. é lé-lus. hum.

  24. O correio da manha é o exemplo deprimente de utilização de falácias para obtenção de notícias.
    Se eu olhar para a minha vizinha através do correio da manha, posso dizer, alto e bom som, que ela é uma porca; pois nunca a vi tomar banho.

  25. Diz o numbênada.
    ‘’ó fifas, có lissença, oube, o juize num tem de justificarre a ti a prisaoe do arguidu, tá beie ? ele teie é de justificarre perrante o processu tá beie? oqueie.’’

    Essa história de ‘’o juiz num tere de justificarre nada’’ é bem paradigmática de um certo tipo de português de segunda classe cidadã, ou de terceira.
    Ouve, numbêsnada, não eras tu e os teus sócios quem andava por aí a instigar a conspiração contra os juízes e procuradores no tempo do Nascimento e do Monteiro? Uns têm que explicar e outros não?
    É o oportunismo de defender a sacralidade da justiça quando convém e accincalhá-la quando dá jeito.
    Agora repara numa coisa. Neste caso nem se trata de defender ou não que o Sócrates esteja inocente ou culpado. Trata-se de escrutinar os procedimentos dos supermagistrados e procuradores. Trata-se de saber o que pretende um juiz dizer quando alega, no processo, que a prisão preventiva peca por defeito.
    Explica, tu que és sábio. O homem ainda nem foi acusado. Que medida preventiva poderia o juiz decretar para não pecar por defeito? Cinge-te às disposições previstas no código e responde. A morte?
    O juiz não teria que explicar nada fora do processo, dizes. Mas foi o juiz quem decidiu explicar. Foi ele que, mesmo antes dos ‘’factos’’ se veio vangloriar: ‘’Sou muito corajoso. Vou prender um ex primeiro ministro.’’
    A partir daí foi um carrossel e tinha que dar as explicações que não tinha. Os únicos culpados nesta história são os super alexandre e teixeira. Agora descalcem a bota.

  26. «Ouve, numbêsnada, não eras tu e os teus sócios quem andava por aí a instigar a conspiração contra os juízes e procuradores no tempo do Nascimento e do Monteiro? Uns têm que explicar e outros não?»

    Ó MARIa, pazinha, tás bêbada pá, hum? Mas tu cunhesssccceme? Hum? Já bi comu é ca tu e os teus tropas julgam as cousas. Ora isplica ká isso,? debes tarre muita bebada pá, queu num tenhu sóssius nhannhuns, tá beie? ganda maluca.

  27. ó ignateze, oube o La palisse num precisaba no teu caso de dizer «cala-te e tá calado», ó meu, o cala-te segue-se a tie, tás a bere.
    éze um burridico que cauzas ulsseras só de te lerre, right, discolpa, raite? querres memo queu tispresse o meu bulhãoe harvardiano, hum, queres, ? é só dizeres, e tameie o da sorbonne, hum, oube, a polibalenssia é uma cousa cabunda por aquie, tás abere? oqueie. nou arde filingues.

  28. Ó numbêsnada! Todos já sabemos que o super alexandre também é adepto do anterior acordo ortográfico.
    Quando não há argumentos, a prosápia da retórica resolve o assunto.
    Os juízes são estilistas.

  29. O que é um juiz estilista?
    Confesso que não sei. Sem ironia.
    Conheci muitos elitistas. Com com sentenças estranhas,

  30. Agora é que fiquei a zeros.
    Paciência e perda de tempo,
    Algum pessoal de aqui gosta muito de metáforas e imagens básicas.
    Não lido muito bem com isso. Se calhar, por não as entender (limitação minha, com certeza…)
    Até sempre

  31. Um juiz estilista é um juiz que quando os factos escasseiam investe no estilo. Ou na palha, como outrora se dizia. ”Vou dar palha ao burro.” Os burros trazem umas solos nos olhos para orientar o olhar. Então dizem: ”numbejonada”.
    É isto um juiz estilista. Num tem qu’xplicar, mas xplica.

  32. Ó Marria , pazinha, mas conta aí, tu que num éze juize istilista, conta aí quais sãoe as manhas prussessuais, oue os factus, e quale o istilo do juíze, bá anda lá. num basta dizerre, tenze displicare. já agorra, baie ber o significadu de réeetóooricca. depois eu prumetu que poço iscrebere beie, mas pur inquantu eu num bejo nada dútil na mixórdia quescrebes, prassebes? oube, palha e burro cumbinam de factu, e tu ilustraze beie, a cousa. quandu quizeres iscrebere beie, tenze discrebere à altura das tuas forças, pá, éze muito fracquita, minha. oqueie.

  33. Então, numbêsnada, escreve lá bem, se de facto tens algo para dizer que faça sentido. Depois, eu respondo às tuas questões, se tiveres alguma.
    Mas avanço uma dica. Manhas processuais, vamos a isso.
    Os factos de que o juiz dispõe para decretar a prisão preventiva do ex primeiro ministro.
    A família de Sócrates é rica, tem grandes fortunas, segundo alegou o Mário Machado. Nada prova, até agora, dois meses depois da prisão, que as fortunas da família de Sócrates sejam ilegítimas.
    O Sócrates tem um amigo que tem outra fortuna. E que lhe emprestou ou deu uns dinheiros. O juiz, que difunde muita informação, ou manda difundir através dos jornais, ainda não apurou quanto, dois meses após a prisão.
    Assim sendo, as acusações que pendem sobre a garganta de Sócrates são as de, como qualquer político, tentar manipular a comunicação social e pretender candidatar-se à presidência da república. Repara que não fui eu quem inventou isto. Isto é o que o juiz tem veiculado através da comunicação social.
    Tu não conheces o processo. Mas o Correio conhece, segundo alega sem que o juiz o desminta. Assim sendo, tu, como o juiz, têm, até hoje, contra o José Sócrates o que o Correio diz que o juiz tem contra o José Sócrates.
    O juiz, através do Correio, diz que tem em seu poder escutas que provam isto e aquilo. Mas, se nos cingirmos às escutas que o Correio cita, elas são no mínimo ilegais, melhor dizendo, irrelevantes para a matéria do processo e da investigação e, como tal, deviam ser destruídas ou nunca ser publicamente reveladas. É isso que, processualmente, significa arquivar escutas.
    Deduzimos então que o juiz, com base nas escutas, só conseguiu comprovar que o Sócrates pretendia candidatar-se à PR e manipular a comunicação social.
    Escreve lá bem, depois explico-te o resto. Abre os olhos e tira as palas.

  34. “… quais sãoe as manhas prussessuais,”
    são as supostas fugas do processo que saiem no correio da manhã, tamém conhecidas por manhas processuais. tirando isso, há uma prisão ilegal, cujo fundamento ninguém conhece porque quem a decretou alega segredo de justiça. em timor parece que havia franchising disto, mas o chalana tratou-lhes da saúde.

    “… oue os factus,”
    factos não há, ou melhor é o diz-que-disse-mas-não-desmente e tamém não dá entrevistas, manda os lacaios que trabalham com ele, tipo aquele cobarde com ar(de)busto que ocupou belém.

    “… e quale o istilo do juíze”
    o estilo é marialva, valentão das dúzias pegador de touros depois de lhes serrar os cornos e adormecer com uma injecção.

  35. Ó santinhos (Pénélope, Maria, Maria Abril, Ignatz, etc.) vocês não acham que estão a perder o tempo e o feitio ao darem troco ao cegueta arrastadeira? Não acham que estão a gastar demasiada cera com tão ruim defunto? O que esse camelo pretende é mesmo isso, que percam tempo com o que ele escreve naquele arrazoado de , como diz o Lucas Galuxo, boca cheia de rolhas, provocar irritação, desestabilizar. O objectivo dele não é a discussão dum tema, mas antes impedir que ela se faça de forma séria. Mandem cagar o gajo, ignorem a porcaria dos comentários dele, façam de conta que o animal não existe e vão ver como ao fim de algum tempo ele desampara a loja.
    Ah! … e já agora, ó cegueta, escusas de gastar o latim a responder ao meu comentário que, como é lógico, não te vou passar cartão, nem sequer me dar ao trabalho de ler aquilo, que certamente, vais vomitar.
    Passa bem e tira as palas dos olhos para ver se passas a ser o “jábejotudo”.

  36. Ó fartodocegueta! Calma aí!
    Eu não estou a responder ao numbejonada, estou a responder ao finjoquenumbejo ou super alexandre.
    O super alexandre tem dupla personalidade, ora numbenada ora finjequenumbê.
    Mas lá qu’édolhão é.

  37. O Salgado chibou-se. E que arrogância a do Cavaco: “O Presidente da República nunca revela aquilo que se passa com ele. O Presidente da República não tem esclarecimentos adicionais a prestar.”

  38. Ignateze, oube, compra o milho no Lidl, pá, é maise barato.
    Maria, isso é menópauza, tá beie?
    Eu bejo que num há respostas às minhas doutas questões.
    Bá lá, quaize sãoe os factus, hum? e as manhas? se me disserrem issu eue poço ajudarre com um racurço pró trivunal. Bá. Oqueie.

  39. Nestes comentários nota-se bem que os socráticos defendem o chefe e pedem-lhe para voltar. Deus os Benza.

  40. Orra beie. Boltei. Ignateze e Maria, oussçam, a catequeze é para alminhas dispostas a sufrere pela reparassãoe dos agrabos a MARIA SANTÍSSIMA, que é a SANTA MÃE DE DEUS, e taméie bossa, ó hereges. é çempre tempu daprendere, deixai a Olinda em paz e sussego, porque a ela nunca a bi ofenderre ningueie, mas bocês, seus montinhus dinconguenssias e flatulenssia, é só ter paxorra e cumessarre a ler a bossa asnada. beie, eue cuntinuo à ispera que bocês identiquem factus, manhas prussessuais e essa asnada toda que tem aqui pustado. prassebu que num tenham nada, mas bá admitem lá a cousa.
    ignateze, oube num fui berr o linque que ma deste, purque eu seie que se forr lá boue incuntrare algu pra te guzare e depois aumento os meus pecados, em ingalês harbardiano – os sines.
    oqueie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.