As conquistas do Mário Nogueira são sempre espectaculares

Agora que finalmente tivemos a segunda edição da coligação negativa, com a aprovação, por toda a oposição, de uma despesa permanente de mais 800 milhões de euros, não vejo que melhor pode o Governo fazer do que demitir-se. Sem hesitações.

Do PCP e do Bloco, no rescaldo dessa demissão, iremos ouvir as justificações habituais: que o défice não importa para nada, há sempre dinheiro, os ricos que paguem, que salvar os bancos é salvar os banqueiros (esses criminosos) e não os milhares de depositantes e de empresas, etc. Mas estes partidos, já sabemos, são contra a Europa, contra os mercados, contra o euro, contra o capitalismo, contra o estabelecimento em geral e sonham ainda com um regime do tipo soviético. Vai ser giro é ver o CDS, o PSD e o Rui Rio, esse europeísta e cúmulo do rigor orçamental, na campanha eleitoral. Acabei de me sentar para assistir. Para já, bravo a todos e todas.

*********

Catarina, a cínica

Bom dia. A manhã parece marcada por tentativas de criar um ambiente de crise política. Esse ambiente é totalmente artificial. Aqui ficam 4 breves notas:
1. O que foi aprovado ontem no parlamento limita-se a corrigir um DL do governo que desrespeita os OE18 e OE19, que explicitamente previam a contagem integral do tempo de serviço de todas as carreiras especiais da função pública para efeitos de descongelamento (ainda que de forma faseada)
2. A solução encontrada para os professores respeita esse faseamento, não representa qualquer acréscimo de despesa no ano em curso e respeita a autonomia negocial do próximo governo.
3. Nos Açores, onde o PS governa com maioria absoluta, a contagem integral do tempo de serviço já está garantida. Na Madeira também está já garantida. 
4. A única despesa extraordinária e não prevista no OE 2019 com que o governo se deparou é a que decorre do pedido do Novo Banco. São mais 450M€, que o governo já considerou acomodáveis.

Acabei de ver as declarações da líder do Bloco, esta manhã. Como quem acorda e descobre que o Governo vê um problema real nas decisões irresponsáveis de toda a oposição. Surpreendidíssima.

  1. O Governo contesta o primeiro ponto.
  2. A reposição dos montantes correspondentes aos 9 anos e tal com que então não é bem, como dizer, aumento de despesa, porque depende de futuras negociações?? Ó Catarina, isso é ridículo. É o que dizem o PSD e o CDS e são justificações para rir (“Não é verdade que o CDS tenha hoje aprovado o pagamento de tempo integral dos professores. Essa proposta foi chumbada com o nosso voto. Aprovou-se apenas o princípio de que os professores terão direito à contagem integral do tempo congelado mediante negociação com o governo.).
  3. Os governos das ilhas por acaso têm as mesmas obrigações e responsabilidades financeiras do governo central? Ou este por acaso só governa para os professores?

14 thoughts on “As conquistas do Mário Nogueira são sempre espectaculares”

  1. ora aqui está um bom exemplo do que é a democracia baseada em partidos, em lugar de pensar no povo pensam como hão-de aumentar a votação. os tipos do psd são uns idiotas.

  2. Subscrevo, Penélope.
    Estamos a fingir que não tivemos crise nenhuma? Não aprendemos?
    Se é assim então tenho de concordar com o secretário-geral da CGTP que defendeu a contabilização total do tempo de serviço congelado para todos os trabalhadores da administração pública em nome do princípio de igualdade de tratamento. E também para os trabalhadores do privado.
    Porra, dinheiro para todos, já!
    Embora não concorde até posso compreender a posição do PCP e do BE. Nesta matéria meteu-me nojo o oportunismo do PSD e do CDS, com cedências atabalhoadas.
    O PS colhe a tempestade dos ventos que semeou. Duvido que o governo se demita, pois é uma jogada muito arriscada.

  3. Se perante este vergonhoso conluio entre a Direita (PPD/PSD e CDS) e a esquerda esquerdista (PCP e BE), repetindo o que fizeram com o PECIV, o governo de Costa e Centeno não se demitir, o meu voto nas próximas eleições deixará de ser PS. Como não voto, como nunca votei, na Direita, qualquer que ela seja, como não o farei numa esquerda qualquer: O que farei com este voto?

  4. Eu mesmo: Mais arriscado é fazer de contas que não vão ter que se gastar mais 800 M€ anuais. Ceder à demagogia e às jogadas eleitorais irresponsáveis é perder já e prejudicar o país.

  5. se fosse ao ps aumentava os alunos por turma, revia os programas de algumas disciplinas e tirava palha, fechava alguma ou outra escola nas cidades, vigiava as baixas médicas dos profs ao máximo, e despedia os professores que ficariam a sobrar, aqueles com menos anos de serviço para a indemnização ser mais barata. penso que terão de ser os próprios professores a pagar os 800 m por anos, nos não temos dinheiro.

  6. Penélope:
    O Mário Centeno já veio recordar a sobretaxa. Ele lá sabe. Dão com uma mão, tiram com a outra.
    O PS cometeu um erro quando prometeu baixar o IVA da restauração. O sistema já se tinha adaptado aos 23%. Os milhões que o governo perdeu com a descida fazem-lhe agora falta.

  7. Eu mesmo: Ouvi agora o António Costa. Muito bem. Na franqueza, na clareza, na firmeza e na honestidade. Evidentemente que nunca haveria maneira de sustentar as reivindicações que se seguiriam a uma medida como a aprovada para os professores. A demissão é o caminho a seguir, caso os estarolas insistam.

  8. Raios ! Como foi possível uma repetição “à la Cristas” ? Ouvi agora na SIC que a tal comissão de educação fez a votação e aprovação dos 8A4M8 de um documento que , que à hora do comentário ( J Gomes Ferreira) … ainda não existia ! Mas andamos todos aqui a encher pneus e a gozar com o pagode ?.

  9. Penélope:
    António Costa é um artista, ondulante. Os 800 milhões anuais de que se fala tem muito que se diga (onde estão os cálculos?), e parte destes ficam logo retidos em IRS que é receita do Estado. Há muitos professores com mais de 55 anos, cujas reformas estão próximas, com consequente abaixamento do custo mensal para o Estado (pensões inferiores ao último salário).
    A mim parece-me que AC está a fazer cálculo político. A campanha para as europeias não lhe está a correr muito bem. É preciso fazer algo, agitar. A questão dos professores é um pretexto que se pôs a jeito, até para abafar a “familiagate”. Surpreendentemente o PSD + CDS deram-lhe uma grande ajuda, não perceberam o que se estava a passar.
    António Costa demite-se para não aplicar a medida? E depois? Volta a concorrer para formar novo governo que terá de novo a mesma lei pela frente? Estará A.C. a pensar numa maioria absoluta apta a alterar a lei, anulando a coligação negativa?
    Em boa verdade nem se sabe bem que medidas exactas são essas, nem a sua concreta expressão monetária. E também acredito que nenhum governo aplicará tal lei (a que se anuncia) em toda a sua extensão.
    Já agora, ai daqueles que não estão organizados em grupos de pressão capazes de perturbar a ordem! Estão tramados. As desigualdades tenderão a agravarem-se.

  10. “E também acredito que nenhum governo aplicará tal lei (a que se anuncia) em toda a sua extensão.”

    Quer dizer que aprovaram a lei sabendo de forma consciente que estavam a aldrabar ? Ou se calhar são como o rei leão que está lá só para dar ideias !.
    E depois acordaram ( ou aprovaram ?) um rol de princípios que nem sequer existem no papel … Xi, pá , e o que isso deve ter sido complicado tal a quantidade de coçadelas na cuca. Até chiavam e deitava fumo

  11. Eu mesmo

    É claro que o Governo se demite.
    Se não se demitir depois desta provocação feita pela canalha quem não vota mais neles sou eu.
    E estou como o Manojas, o que farei eu com este voto ?
    A demissão do governo neste momento e por este motivo só é uma jogada arriscada para os partidos da “coligação negativa”. Não tinham pensado nisso ? temos pena. Para p… que os pariu mais os joguinhos de sobrevivência política em vez de pensarem no país.

    A Catarina é uma finória mas levou na tromba.
    O João Oliveira ficou aos papéis, aquela cabeça está toda baralhada.
    A Cristas é burra todos os dias e nem sequer percebeu ainda o que aconteceu !!! nossa, como pode uma sopeira daquelas ter chegado a ministra !!!
    O PSD existe ? Rui Rio é quem ?

  12. Jasmin:
    Não sei se o Governo se demite. Falta saber o que vai sair do Parlamento.
    Quer se demita, quer não, dada a mediocridade geral também estou quase nesse ponto: o que farei eu com este voto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.