6 thoughts on “A frase do dia”

  1. A frase do dia:
    “PS quer ouvir ex-ministro Manuel Pinho “o mais depressa possível” no parlamento”
    “https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/ps-quer-ouvir-ex-ministro-manuel-pinho-o-mais-depressa-possivel-no-parlamento”

    Já para ouvir o ex-primeiro-ministro Sócrates, há tempo ….

  2. Ou seja “errar” é “bom”, mas só quando é a sic ou outros orgãos de propaganda neoliberais, assim como políticos…Os restantes estão proibidos de errar pelo zé manel que é o chefão de serviço e dita o que é certo ou errado, o que é bom ou mau ao país. Maldita corja que adora travestir-se de ditadores de meia tijela mesmo quando não pode ser ditador a sério porque o seu partidozeco foi arredado pelos eleitores para não acabar de destruir por completo o país.

  3. Trata-se de um indigente mental.
    Falharam todos os cargos prometidos por serviços prestados à cavacada.
    Por aí ficou lamuriando dislates.
    E nós a pagar a este indigente e outros que tais.
    O ps está de costas atá cair de cu.

  4. «O ponto é o vergonhoso pacto de silêncio que parece ter caído sobre estes casos.»

    Realmente o mais vergonhoso é o pacto de silêncio que há, não acerca de Sócrates o qual é feroz e torpemente badalado diariamente em estilo perseguição víngativa em moto contínuo, mas acerca de casos declarados e concretos como o caso muito especial e gravíssimo das “escutas a Belém” no qual o difamador e caluniador jmf foi um dos cabecilhas.
    Este caso muito especialmente foi objecto de um pacto sujo de jornalistas em conluio com o topo da representação democrática para dar um golpe de Estado, este sim, não através de escutas de conversas de café montadas mas com provas documentais claras estampadas nos jornais.
    Gente como jmf apagam a natureza velhaca das suas vidas exteriores para poder apagar o passado e consequentemente a memória da velhacaria que praticaram nesse passado vergonhoso. Mas, eles podem apagar o passado dentro de si próprios para evitar o peso da má consciência contudo, jamais, poderão apagar em terceiros o sentimento de nojo que sentem por gente que se vende para destruir o semelhante a troco do seu bem-estar.
    Os verdadeiros corruptos são estes que vendem a opinião e consequentemente a consciência na praça pública frente aos écrans de tv, cometendo prova prática de crimes de corrupção intelectual e moral objectivos ao mesmo tempo que acusam outros desses crimes por “convicção” sem a mínima prova que comprove o que afirmam.
    Vergonhosa é o pacto de conluio concebido e planeado entre poderes de Estado para poderem deturpar e virar a justiça de pernas para o ar e deste modo manipularem a consciência do zé pagode ingénuo que compra como verdade as congeminações ficcionadas.
    Mas, o medo começa a apoderar-se dessa gente e as campanhas cada vez mais sibilinas e insistentes são prova de que não têm nada na mão e precisam, por isso, de provar alegando e não provando, de provar por convicção e não por comprovação, de provar por meio de um enredo subjectivo moral e inquisitorial inextrincável e não de forma objectiva e real provatória como manda a justiça séria.
    jmf consegue ser mais corrupto em cada frase que escreve que Sócrates já foi em toda a sua vida. É precisamente a sua leal condição de vendido corrupto que o evita de prestar contas à justiça.

  5. José Neves 30/4 – 21:17

    Boa. Curto e grosso como merecem os “snipers” da direita, entre os quais o jmf se destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.