A entrevista a Costa, mais o antes e o depois

Foi premonitório e certeiro o que António Costa disse à entrada para as instalações da RTP: que era muitas vezes mais importante responder diretamente às pessoas que lhe fazem perguntas, como acontecera há uns dias, do que responder a estas entrevistas com jornalistas que muitas vezes enveredam por assuntos que apenas interessam aos próprios enquanto agentes dos media. Também à entrada, uma jornalista perguntou a Costa se se tinha preparado melhor para esta entrevista… Insinuando que, para a outra, estava mal preparado? Que deselegância, para não dizer que estúpida insinuação de boas-vindas.

De facto, os temas mais demorados foram completamente os que fazem os títulos dos jornais e que, já se viu pelas sondagens, interessam muito pouco à generalidade da população. Os jornalistas detiveram-se demasiado tempo na Caixa Geral de Depósitos, mas lamentavelmente não à volta dos princípios (o porquê de um banco público, dados sobre o plano para a Caixa, qual a explicação para o ruído criado no Parlamento, etc.); sempre à volta da coscuvilhice. Sobre o Novo Banco, chegou André Macedo ao ponto de querer saber qual o preço que estaria bem para o Governo. Isto é absolutamente ridículo, estando em curso o processo de venda. Depois lá foram abordados temas como a dívida, o código laboral, as relações com a oposição, com o Presidente da República, os transportes públicos, tudo muito bem respondido por Costa, embora com pouco tempo, ficando André Macedo com cara de parvo pela ignorância e o sectarismo que demonstrou nas perguntas e interrupções.

E o pós-entrevista? Não deu para acreditar: os comentadores convidados para os painéis tanto na RTP3 como na TVI24 eram todos da direita, ou seja, contra Costa. Como é óbvio, nem um minuto perdi com aquele espectáculo, mas deu para ver que eram o David Dinis, a Helena Garrido, o Paulo Ribeiro, o José Manuel Fernandes…

7 thoughts on “A entrevista a Costa, mais o antes e o depois”

  1. esqueceram-se da lena matos, do camilo e do zé colmeia ou se calhar não havia microfones para todos. a erc devia fazer um inquérito a esta porra, o observador tomou conta dos debates na tv pública e a xanxa da lórença faz de jarra.

  2. A rtp 3 é hoje uma coutada do “observador” . Ontem então foi um escândalo.
    A rtp3 e o alinhamento dos seus jornais é uma cópia do on-line ” observador ” . Os títulos das notícias chegam a ser iguais sem despudor.

  3. Vi a entrevista e garanto que fiquei estarrecido. Desde as perguntas, à entrada, sobre a preparação da entrevista, como é referido no poste, até ao sectarismo estupido do André Macedo que, levou o caso tão longe, deu aso a que o A Costa lhe fizesse a proposta para trocarem de lugar ( !!!!!) . Não sei se há relação hierárquica do A Macedo com o António José Teixeira , mas que este parecia intimidado com a forma como Macedo fazia as perguntas e respondia , não deixava o entrevistado falar ou que A. Costa lhe respondesse como ele queria, parecia. Depois quis ver os comentadores e deparo-me com um naipe de 4 ( quatro) manfios na RTP3, que metiam medo a qualquer criança. Só vi até o tal Dinis querer explicar o que Costa deveria ter dito mas não disse – pensava eu que o entrevistado diz o que quer e não o que os entrevistadores/ouvintes querem, mas enfim – . Desliguei da RTP3 e passei por outros canais, mas aí o futebol foi mais importante. Nenhum ligou à entrevista. Quando voltei à RTP1, Costa ia a sair e a jornalista encarregue da entrevista de saída só repetia as perguntas que fizera à entrada (!). Uma total incompetência .
    Se isto é isenção da RTP1 o que será falta de isenção ? E não há ninguém que ponha cobro a isto ?
    Haja Deus !

  4. Não perdi o meu tempo a ouvir o Costa, porque não diz nada de novo, porque se espera apenas o optimismo repetitivo, melhor só mesmo Marcelo.

    E pelo que falam aqui os comentadores não devem ter ouvido nada de novo se não já tinha saído cá para fora.

  5. Então ninguém se lembra do ministro da educação do Passos? Agora que os alunos tugas são dos melhores do mundo?

    Isso sim são notícias que enchem a alma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.