Seguro contra “assaltos ao poder”

Em entrevista ao Económico, Seguro rotula hoje de “assalto ao poder” o desafio de António Costa à liderança do PS. É assim que ele encara a expressão lógica do descontentamento e da legítima contestação que há muito grassa no seio do partido e entre o potencial eleitorado socialista – um “assalto ao poder”. Ou seja, qualquer coisa de ilegítimo ou violento, a pedir castigo exemplar.

Nunca uma direcção socialista, incluída a de Constâncio, foi tão contestada por sectores das bases, nem o partido esteve tão dividido e desmoralizado como está hoje sob o comando de Seguro. Até Jorge Sampaio, secretário-geral em 1989-1992, manteve o partido coeso, apesar de ter sido cilindrado nas eleições de 1991. E ainda conseguiu uma segunda vitória na câmara de Lisboa (1993) e duas vitórias em presidenciais (1996 e 2001).

O magro resultado socialista das europeias de 2014, que só para Seguro significou uma “grande vitória”, não foi o primeiro sinal de descontentamento oriundo das fileiras da esquerda democrática. Seguro provoca, de facto, a indiferença e a desafeição de muitos socialistas e simpatizantes do PS praticamente desde que em 2011 chegou à liderança. Apesar de não lhe faltar ambição pessoal, o que até lhe ficaria bem, de imediato se revelou um líder fraco, sem garra de lutador nem poder persuasivo, e um repetidor robótico de frases desgastadas. Em suma, o retrato ideal do manequim inútil que qualquer governo impopular gosta de ver a chefiar uma oposição. Sucessivas decisões erradas, indecisões incompreensíveis, silêncios, ausências e declarações idiotas fizeram dele o alvo de crescentes críticas vindas do seu quadrante político. A princípio eram sobretudo coisas murmuradas em conversas privadas ou desabafos largados na livre e democrática blogosfera. Após a “estrondosa derrota da direita” e a quase estagnação do PS nas eleições europeias, essas críticas e esse descontentamento tomaram naturalmente vulto, fazendo germinar em cada vez mais cabeças a ideia de uma alternativa à sua liderança. De facto, pareceu a muitos que o líder da oposição ameaçava tornar-se no Seguro de vida deste governo.

Após anos de contenção, começados a contar em 2011, António Costa veio enfim corporizar esse estado de espírito e essa alternativa desejada por muitos. É assim que se deve proceder num partido sintonizado com a opinião das suas bases e do seu eleitorado. Em democracia, quando há descontentamento, pode e deve agir-se colectivamente para que cessem as razões desse descontentamento. Quando um líder não satisfaz, pode tentar nomear-se outro. A democracia implica sempre a possibilidade de contestar e mudar o que está, desejavelmente para melhor. A eleição de uma direcção partidária não é um cheque em branco nem uma fatalidade que tenha que suportar-se a todo o custo durante o prazo formal de um mandato. Numa organização política democrática tem que haver sempre mecanismos estatutários que permitam contestar e mudar o que está.

É isto que o fraquíssimo, mas empertigado secretário-geral do PS finge ignorar. Ora Seguro, que já exigiu repetidamente a demissão do governo de Passos Coelho e a convocação de novas eleições, deveria sabê-lo muito bem. Ou só há “assaltos ao poder” quando são contra ele?

20 thoughts on “Seguro contra “assaltos ao poder””

  1. o assalto ao poder começou com aplausos ao cavacoize, andou no sobe-e-desce do altis e consumou-se com a blindagem dos estatutos. colou e não arreda pé, diz que ele é que é o verdadeiro prezzzzidente da junta.

  2. O que se estranha, e muito, é eleição de Seguro, quase por unanimidade, depois do aplauso solitário e insólito, à coça inacreditável que o Cavaco descarregou sobre o governo do partido socialista. Foi como se as palavras de Cavaco fossem as que Seguro queria ter gritado contra o governo do seu partido, mas se retraiu, engaiolado, para não afugentar os camaradas. Para os enganar como lorpas, depois de lhes caçar o voto. O insólito aplauso não fez mossa no partido, que logo lhe deu o cargo de SG. Os camaradas do PS têm o que merecem e muitos estão contentes. Seguro pode ganhar de “chapelada”. O seu silêncio perante “o voto dos falecidos” significa que para ele vale tudo, mesmo a implosão do PS. Alguém ainda tem dúvidas? Espere para ver.

  3. Gastar “tinta” a falar do Tozé é um desperdício, cada vez
    está mais redondo pois, não tem ponta por onde se pegue!
    Ao PS acabou por acontecer o que sucedeu ao PSD, os jotas
    chegaram ao poder, sem uma preparação teórica ou prática
    para o seu exercício, são suportados pelos “aparelhos”, seja
    lá o que isso for, o resto são os velhos truques aprendidos
    nas “universidades” de verão!
    Aliás o André Freire fez um breve análise ao que tem sido o
    comportamento da direção do PS desde que passou para a
    oposição … está tudo dito, só falta saber o porquê ???
    Tão pouco, dá para entender a cobertura dada por alguns
    dos mais experientes socialistas ( Roseira, A.Martins, etc.)
    na treta da vitória em vitória até à derrota final !!!

  4. Os Xuxialistas de trazer por casa, rataria obesa e pançuda, preguiçosos oportunistas, gente apenas preocupada com a vitória do clube rosa, a qualquer preço, mesmo com treinadores de merda que levaram o país à falência, os tais que deram a esmagadora maioria ao Palhaço e ao To zé sem hesitação ou dúvidas de consciência, querem uma só coisa: o assalto ao Pote de qualquer maneira e com qualquer artimanha ou estarola. Agora é o fraquinho e anémico Costa! Antes era o patético Seguro!
    E querem vocês convencer alguém que agora é que é? Que o Costa vos vai salvar da desonra e trazer-vos a esperança de uma liderança fátua do campeonato e a ilusão de uma taça? Qualquer merda vos serve, mesmo mais um vendedor de Ilusões sem qualquer plano ou ideia realista- consistente – sustentável para o pais que se veja … se cheire ou se vislumbre.

    E querem vocês convencer vos que agora este projecto de treinador, de sorriso amigo e discurso redondo e oco, é melhor que o To zé ??????

    Vocês MERECEM mesmo comer MERDA e jejuar até serem capazes de parir qualquer coisa minimamente credível e realista, porque de facto, como diz muitíssimo bem a Maria Abril, SÓ TÊM O QUE MERECEM.

    Esses barões e dinossauros da Xuxaria obesa e burguesa e filosofante da treta, treinadores de bancada patéticos, já fedem há muito de Senelidade Politica, Hipocrisia Esquizofrenica e Diarreia Ideológica. Alguém que lhes mude as fraldas e os mande tomar banho de realidade fria …

  5. eu do seguro ,gosto dos seus dentinhos à portas! mais branquinhos do que os branca de neve!até na mudança de visual,mostra as suas fragilidades.no portas compreendo,dentes brancos a “rezar” é mais charmoso!

  6. luis rodrigues e se fosses para a real que te pariu com os teus insultos? gostas! e se nos dissesses o que pretendes para portugal ? não eras menos burro!

  7. poizé, oh trader de milhozpombos! bom, mesmo bom é ser governado pela dupla galã de massamá & paulette que aumentou a dívida pública 33% em 3 anos (107% para 140%), tamém chamado rigor “nosotros y a vosotros para compor as coisas”.

  8. Eu compreendo nuno cm … é difícil olhar ao espelho e ver a miséria moral e ideológica, e a completa falência política, de um partido em processo de autofagia num espectáculo circense deprimente, mas divertido e patético. É Fodido, não é ?????

    Bébé uns copos – é melhor umas garrafas – que pode ser que isso te seja menos doloroso. Duvido muito, mas … senão pede ao Valérico a receita dele de merdas psicadélicas e alucinantes que ele emborca todos os dias!

    As melhoras :)))))

  9. Mesmo bom, delicioso e adorável, muita bom Ignatz foi ser governado pelo filoisofinho de Parisss e ver o Teixeira como um pedinte de mão estendida a chorar por uns milhoes e com os tomates apertados pela Banca e com o Pinoquio a assobiar pro lado armado em Iluminado filósofo de Orçamentos Inesgotáveis e dotado de poderes especiais que iriam fazer corar de vergonha e timidez o D. Sebastião e o Alves dos Reis … isso sim era Governance très sérieuse et durable. Une fortune pour tout le monde ! Bien sûr mon chère …

  10. Sinto-me insultada por ter sido citada por esse verdadeiro esgoto que se esconde atrás do nome Luis Rodrigues. Não retiro o que disse, mas os meus pressupostos nada têm a ver com o lamaçal fedorente que pariu aquela prosa do Luis Rodrigues. Comparando com bandidagem da direita concentrada nas gentes do PSD e do CDS, seus amigos e mentores, o pior da malta xuxialista ainda nos consegue fazer pensar em anjos; vá lá, anjinhos. Mas este Luis Rodrigues deve pertencer a outro planeta. Ou então enfiou no rabo o simbolo do PSD, e anda feliz da vida com a enrabadela.

  11. oh rodrigues! não deve ter sido tão mau como isso, os orçamentos da marilú continuam a aplicar cortes do sócras, as metas do desemprego e do pib são os útimos do sócras, o bes é uma cópia melhorada e mais cara do bpn, o abalozinho da manela virou crise internacional, voltaram a falar das alternativas e dos pópós a pilhas, dos comboios e dos contentores e só não falam de aeroporto em alcochete porque entretanto venderam a ana aos françiús. enfim, reinventaram sócras, mas em versão pimba. nem falo nas figuras tristes e do ginásio que o vice-gay inaugurou na india quando brincava às negociatas no estrangeiro ou da passagem ao estreito impronunciável do magalhães.

  12. María Abril. É tão enternecedor e romântica essa tua visão do paraíso Xuxa. Tão pueril e doce que me sinto constrangido a replicar e desmontar essa tua fantasia e intrujisse infantil tão Quida e tão Fofa. Mas deixa que te alerte para essa Tua visao dogmática e anjelical de suposta superioridade moral e ética que apregoas e com que comparativamente qualificas os anjinhos Xuxas, porque política e ideológicamente já percebemos que comem todos da mesma gamela e chafurdam todos na mesma pocilga, qual esgoto de patranhas e inanidades.

    Se mais não fosse, relê os teus lucidos escritos, sobre o actual estado de demência e esquizofrenia da nação Xuxa, e vê se percebes que fica escancarada de forma transparente a anjelical superioridade e nobre inocência desses abutres e hienas que vos alimentam essas pieguices e auto comiseração.

    Um conselho à borla: com vaselina e um forte laxante, no dia do primeiro debate dos Toinos, pode ser que comeces a expulsar do teu traseiro gordo e flácido de Mistificação e Dogmatismo, o Punho fechado com a Rosa lá dentro a entoar o hino socialista.

  13. Caro Ignatz! Nem parece teu resvalares assim e entregares os pontos e as estafadas patranhas e argumentações de aparente superioridade governativa socratica, como se de repente pelas tuas próprias palavras parecesse que estamos a falar deste governo e das suas hereticas decisões, reconhecendo aquilo que todos já sabíamos, mas que o vosso estado de negação e alucinação paranóica não vos permite:
    – a Marilu aplica receitas do socas? Foda-se pá, isso quer dizer que o socras era um perigoso e ranhoso Neo liberal e já fazia a mesma merda que os direitolos reaças e broncos? Tu tens mesmo a certeza de que o homem iluminado pelo espírito santo Keynesiano cometeu essa mesma herética monstruosidade? De que respirava e estava já contaminado pelo vírus hemorrágico da destruição gratuita e inconsciente do Estado Social ???
    Foda-se pá !!!! Tu tens mesmo a certeza dessa enormidade e preversao na pele de um Anjélica e moralmente (não é María Abril?) Superior Socialista????

    Foda-se !!!!! Tens mesmo a certeza, pá? ???

  14. Ponto de Ordem à Mesa !
    Uma paste de dentes e elixir oral e cerebral
    para o travesti l. rodrigues que aqui caíu … de
    algum transitário de ETAR!!!

  15. Luís, pára lá de fazer de conta que sabes pensar e anda trabalhar, que é para isso que te pago. Hoje ainda tens a catamorra de uns 15 puro sangue lusitanos para ordenhar com a boca.
    Andor!

  16. Enrabador de Xuxas Velhas e Aspirinas Beatas … já vi que és especialista em terapias na quinta pata dos puros sangue e que trabalhas muito com a boca e com as mãos na tua ordenha diária, mas nada com o atrofiado encéfalo (mioleira, percebes?), Quando pedires que te escrevam qualquer coisa inteligível, pelo menos tem respeito pelos Luíses teus progenitores …

  17. Luis Rodrigues, gamavas á grande antes do Socrates, foste fodido pelo dito e agora só te resta ganir nos blogs.
    Temos pena. Toma rennie a ver se te passa a azia e ganhas alguma patine. Ou vai trabalhar malandro, também serve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.