Qual destas duas notícias foi hoje publicada?

A. O ministro da Solidariedade e Segurança Social garantiu ontem que os benefícios atribuídos aos elementos de um gang violento – nomeadamente o Rendimento Social de Inserção (RSI) – vão ser suspensos. Seis dos oito elementos do grupo – suspeito de 54 assaltos, de Norte a Sul do País, à mão armada, só este ano – ficaram em prisão preventiva. Um saiu em liberdade, com apresentações, e outro nem foi presente a tribunal por ter apenas 15 anos e não poder ser julgado criminalmente. O grupo, recorde-se, roubou mais de 500 mil euros, mas todos continuavam a beneficiar do RSI.

B. O ministro das Finanças garantiu ontem que os benefícios fiscais até agora atribuídos aos elementos de uma rede de fraude e evasão fiscal, facturas falsas e branqueamento de capitais vão ser suspensos e exigido o pagamento dos impostos devidos e a devolução dos benefícios ilegalmente auferidos no passado. Um dos oito elementos do grupo – suspeito de 54 crimes económicos e financeiros – ficou em prisão preventiva. Seis saíram em liberdade, com apresentações, e outro nem foi presente a tribunal por ter imunidade diplomática. O grupo, recorde-se, apropriou-se indevidamente de mais de 50 milhões euros, mas todos continuavam a beneficiar de benefícios fiscais.

A verdadeira notícia está aqui.

A que vem esta charada? Os ataques ao RSI feitos pelos partidos de direita antes das eleições continuam sob uma nova forma. Como não têm tomates para acabar com o RSI, pretendem agora fazer passar a mensagem de que sob o anterior governo a coisa era uma rebaldaria. O ministro da lambreta tem insinuado isso repetidamente. A notícia publicada pelo CM, lida por incautos, pode parecer dar razão ao ministro da lambreta.

Pergunto:

1) Pode este ou qualquer outro governo dar a garantia de que nunca é enganado na atribuição do RSI?
2) Pode este ou qualquer outro governo dar a garantia de que a Direcção Geral de Impostos nunca é enganada?
3) Qual a percentagem de burlas praticadas em matéria de RSI em relação ao total de subsídios atribuídos?
4) Qual a percentagem de infractores fiscais e de autores de crimes económico-financeiros em relação ao total de contribuintes?
5) Quais os montantes roubados ao Estado num e noutro caso?

6 thoughts on “Qual destas duas notícias foi hoje publicada?”

  1. O ataque ao RSI mostra a direita portuguesa no seu pior. A repulsa que sentem pelos mais desfavorecidos, que apenas aceitam nas proximidades para servirem de ocasião para a escravatura da esmola, está aqui exuberantemente à mostra.

  2. Valupi, concordo com o seu texto, ainda que parcialmente. De facto, não podemos ignorar que os crimes da notícia A colocam em causa a integridade física das pessoas em geral e são por estas considerados como uma ameaça muito maior, ainda que os montantes concretos sejam inferiores aos da não-notícia B. Mas o dano não se mede apenas em Euros e efetivamente, como o Valupi bem refere, trata-se de um “gang violento” e os atos em causa (nem mais nem menos que 54 assaltos provavelmente todos com recurso a “violência” sobre as pessoas) devem merecer especial censura, pois colocam em causa de forma muito mais imediata e perigosa o direito à vida da população em geral.

  3. Caro Júlio,

    Sugiro uma “terceira via”:

    “O Ministro garantiu ontem que os benefícios atribuídos aos elementos do gang do “Multibanco” que nos governa – por exemplo, o Rendimento Mínimo Garantido de 20 M€ ontem anunciado para aquele grupo amigo de comunicação social – vão ser reforçados. Os elementos do grupo – suspeito de diversos assaltos à mão armada, de Norte a Sul do País, ao pote, ao BPN ou ao BPP – vivem em prisões douradas. Um saiu em liberdade para Cabo Verde e os outros nem foram presentes a tribunal por terem mais de 65 anos e estarem gagás, não podendo ser julgados criminalmente”.

  4. Pedro, não reparou que o que eu quis aqui destacar é a hipocrisia asquerosa de um governo e de partidos do governo que sempre se serviram e servem de faits divers para denegrir o RSI. Pegam nas excepções (e esta, com a violência do caso, serve-lhes à maravilha) para lançar lama sobre o RSI, como se esses casos fossem não excepções, mas sim a regra.

    E não é só a hipocrisia do governo e dos partidos que o formam, é também a hipocrisia asquerosa de muita gente rasca por esse país fora, gente que espolia o Estado quanto pode, mas chora o mínimo vital que famílias pobres recebem “à nossa custa” – como eles costumam dizer, apesar de roubarem o Estado em muitíssimo maior escala que os burlões do RSI.

    Jp1, voto nessa terceira via. 20 milhões de rendimento mínimo garantido pelo governo (pagos por quem não foge ao fisco) e sem disparar um tiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.