pós-primárias

O deputado Seguro deveria abandonar a bancada socialista e até o partido depois das primárias. Já não tem condições para permanecer no PS. Provavelmente, ele acha que sim, que tem. Talvez pense criar uma facção com a percentagem que pingar no domingo, para poder continuar o seu ego trip, agora na função de oposição interna ao futuro líder da oposição. Se apostar nesse perfil e mantiver a postura que revelou durante a campanha, Seguro terá mais tarde ou mais cedo que largar o barco. Se não o fizer, durante quanto tempo vão os socialistas suportar a acção nefasta deste fulano sedento de vingança?

O Marinho Pinto não deve querer um empata destes no seu partido, o que é pena.

2 thoughts on “pós-primárias”

  1. Ahahahah, socráticos a darem lições sobre o que é estar sedento de vingança. Não vos olhais ao espelho sequer?

  2. Abandonar o partido não abandona, provavelmente com os mesmos argumentos que Marinho Pinto usa para não abandonar o Parlamento Europeu… Mas estou convencido que criará uma “caldo” para poder sair e juntar-se … a Marinho Pinto. Mal ou bem sempre levará alguns votos atrás, que fará valer junto do Marinho e Pinto. E então a palavra de ordem será contra os políticos, já se sabe….
    Marinho precisa de uma coisa assim , porque o seu objetivo primordial e aquele em que acredita, por ser de índole pessoal, é concorrer a Presidente da Republica… aí sim , poderá fazer estragos e largar um partido inteirinho ao Tó Zé… Acreditem, parece teoria conspirativa , mas tem hipóteses de vir a ser assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.