84 thoughts on “Portugal na frente”

  1. Olha, nem de propósito, por falar em estupidez densa.
    Vou guardar este quadro para provar daqui a uns meses quais eram os países que tinham o maior número de estúpidos e quais eram os países que tinham o maior número de inteligentes.

  2. Não se aceitam as soluções da Ciência. Tudo bem, não aceitam ,não põe em prática…
    O que propõe em troca ? Que soluções, que idéias, que teorias sugerem ?
    O negacionismo escuro e surdo, acéfalo e mudo é o inteiro retrato do fundamentalismo !
    Arre Mundo !

  3. Desculpa lá, Portugal na frente ? Na frente do quê? Este país, parecido com uma sala de espera de um hospital, está à frente do quê ? Na lista dos enfermos? Na lista dos que mais têm que comprar para comer (falo em termos comerciais/exportações) ? À frente dos países cujas pessoas não adotem o uso do jogo como a única salvação dos seus trabalhos e costumes ? Dos países com menos políticos mesquinhos ? Da pequenez dos salários (que explica a decadência moral das pessoas) ? que explica também a razão de neste país uivar-se a palavra “patriotismo” quando só é para vestir o uniforme da seleção (e entalar bandeiras nas janelas) ? À frente dos países que mais justiça e saber reparte? Temos coisas boas e estamos em primeiro em várias coisas, temos (pelo menos) um dos melhores SNS, temos pessoas carinhosas, simpáticas e amigáveis como em mais lado nenhum; estamos entre os melhores em segurança pública. E tens razão, em termos de números como bem mostras, a vacinação está a correr muito bem, das melhores do mundo. Mas tagarela-se muito…

    PS: Não podes comparar a UE aos EUA em termos de vacinação. Os EUA estão também tão à frente como os primeiros da lista. Os EUA que importa são Nova iorque , los angeles, chicago etc. nao são os malucos do que comem crocodilos ao pequeno almoço xD

  4. Ó Chevrolet qual é a diferença entre estas medidas de contenção e as medidas de contenção de países que não respeitam os direitos humanos como é o caso da China?
    Porque é que não fizemos o mesmo que na Suécia, que tem muito menos mortos que nós, e não estourou com a economia como nós?
    Porque é que temos este assédio moral diário para tomar uma vacina que não é obrigatória?
    Se a vacina não é obrigatória porque é que somos forçados a assinar um papel a dizer que é de livre vontade?
    O retrato do fundamentalismo é esta intolerância à diferença é este silenciar da critica é este infantilizar de um povo.
    Como é que se pode admitir que um governo dito de esquerda promova a discriminação e a segregação dos seus governados?
    Não tenhamos ilusões uma ditadura sanitária não deixa de ser uma ditadura.

  5. “… qual é a diferença entre estas medidas de contenção e as medidas de contenção de países que não respeitam os direitos humanos como é o caso da China?”

    as medidas de contenção são praticante iguais em todo o mundo, o que varia é o rigor na sua aplicação. a vacina não é obrigatória na china nem em portugal.

    “Porque é que não fizemos o mesmo que na Suécia, que tem muito menos mortos que nós, e não estourou com a economia como nós?”

    tem menos 20%, que se explicam pela densidade populacional, clima, hábitos sociais e riqueza do país.

    “Porque é que temos este assédio moral diário para tomar uma vacina que não é obrigatória?”

    qual assédio? não te queres vacinar não tomas.

    “Se a vacina não é obrigatória porque é que somos forçados a assinar um papel a dizer que é de livre vontade?”

    não me lembro de ter assinado qualquer autorização, mas olha que não era má ideia por causa dos metenojo como tu que são capazes de inventar cenas de vacinação coerciva com gajos amarrados e violados com seringas de fazer farturas pelo gang das enfermeiras cavaco.

    “O retrato do fundamentalismo é esta intolerância à diferença é este silenciar da critica é este infantilizar de um povo.”

    o fundamentalismo são palhaços como tu, que cagam nas obrigações cívicas e apelam a insurreição com fins políticos. sabes se o grande líder ventrulhas já foi vacinado ou continua a alimentar o tabu para alimentar problemas de saúde pública.

    “Como é que se pode admitir que um governo dito de esquerda promova a discriminação e a segregação dos seus governados?”

    está a promover políticas de saúde pública preventiva para que a palhaçada não ande para aí a boicotar o trabalho do brigadeiro.

    “Não tenhamos ilusões uma ditadura sanitária não deixa de ser uma ditadura.”

    não deveria ser problema para ti que convives bem com o discurso dos fachos

  6. o “Eu mesmo” continua a pensar não só irracionalmente como, para mais, segundo uma enxurrada mental de estupidez densa.

  7. Tem piada, agora a desculpa dos poucos mortos na Suécia é por causa da densidade populacional. No início era o quê? Ah é verdade, era porque eram inconscientes, pois.
    Está a promover políticas de saúde pública, pois tá e deve ser com a ajuda do Froes que é pago pelas farmacêuticas ou do Simas que é perito em lentes que eliminam o covid.
    Eu também acho que os palhaços como tu não têm capacidade de decidir sozinhos e precisam sempre de alguém que decida por eles.
    Nunca vi tanta sabujice, tanto baixar de cabeça e tanto idiota com tanta certeza nas incertezas.

  8. Ó neves porque é que vens a um post sobre vacinas ostentar a tua estupidez?
    Só mesmo tu e o atrasado mental do troll.

  9. “Tem piada, agora a desculpa dos poucos mortos na Suécia é por causa da densidade populacional.”

    não é desculpa, é facto que a transmissão do vírus se faz por contacto, se a densidade populacional aumenta resultam mais contactos e menor proximidade, logo mais vulnerabilidade em portugal com 112habitantes /km2 do que a suécia que tem só 23.

    o simas trabalha na candidatura do moedas e está a estudar um regime de apartheid para contenção covid na zona de lisboa e outras palhaçadas que tu gostas mas omites para não estragares o discurso nacional-populista.

  10. A diferença de densidade populacional não explica a diferença na taxa de mortes por covid (diferença que, aliás, é pequena). De facto, a Suécia tem um total de infectados superior ao de Portugal, e seria até muito superior se fizessem mais testes (fizeram menos 5,1 milhões do que nós, até agora). A diferença determinante está na riqueza. A Suécia tem um PIB/capita que é exactamente o dobro do de Portugal.

  11. se deres umas abébias ao camachismo, o gajo dá-te uma ajuda nisso com uns ensaios que publicou aqui em tempos sobre a marta temido & graça freitas e uma esquadrilha de cámoves a pulverizar o país com panfletos dos milagres que o tio patinhas fez no combate à pandemia com uma bácina à base de vodka com sabor e efeito semelhante aquela do trump com lexívia.

  12. “A diferença de densidade populacional não explica a diferença na taxa de mortes por covid…”

    tens a certeza? atão para que são as máscaras, confinamentos e o distânciamento social?

    claro que não é só isso e por isso referi além da densidade populacional, o “clima, hábitos sociais e riqueza do país.”

    a diferença são 20%, não é tão pequeno com isso, sempre são 3.000 mortos a mais

  13. A questão não é tanto essa. Já há vacinas em todo o mundo, exceto em África.
    O facto de sermos tantos já com a vacinação completa não é principalmente pela ação do governo.
    Podemos é concluir que os portugueses confiam na vacina. Nem o governo nem a task force foram determinantes na vacinação, foi a vontade das pessoas. Não há assim tanto mérito a reconhecer.

  14. Olha por falar em África. O vírus deve ser racista e só ataca os brancos.
    Os desgraçados dos africanos com os esgotos a céu aberto, com fome, sem SNS e sem vacinas ou com uma vacinação residual,a esta hora já deveriam estar todos mortos.
    Já que os africanos não têm dinheiro para comprar as vacinas e os laboratórios estão-se a marimbar para a saúde dos desgraçados, não será melhor em vez de lhes darmos vacinas fora de prazo, darmos antes umas sopinhas, sempre ficavam mais gordinhos e aguentavam melhor o covid.

  15. “Podemos é concluir que os portugueses confiam na vacina. Nem o governo nem a task force foram determinantes na vacinação, foi a vontade das pessoas. Não há assim tanto mérito a reconhecer.”

    há mérito e muito. podes ira fátima de joelhos pôr uma velinhas à marta e ao sales, à graça e ao senhor do camuflado e tamém podes agradecer ao costa e ao serviço nacional de saúde. gaviscon morango combate a azia e o cheiro a retrete daquilo que escreves.

  16. “Para que são as máscaras, confinamentos e distância social?”
    Para atrasados mentais como tu que têm uma ervilha no lugar do cérebro. A Suécia não fez nada disso e está muito melhor que nós.
    Pensa, usa esse neurónio para alguma coisa.

  17. Ia escrever à frente de África no texto acima , entre parênteses, que agora isso não era o assunto.
    Em minha casa o espaço mais cheiroso é a casa de banho. A retrete da qual me sirvo está sempre limpa, e o seu fundo sempre azul escuro. Tão azul que tudo o que para lá cai desaparece para sempre. Agora se ele assimila o odor de merda com a “sua” casa de banho (foi o que acabaste de fazer) está a tentar dizer q a minha opinião está errada, e eu aceito que o digas.

    Das vacinas fora de prazo é a hipocrisia dos países ricos, só mais uma.

    Ainda sobre a vacinação, para acabar. Se quiserem tentar perceber os países que melhor se saíram no processo vejam pela rapidez: Inglaterra e Israel. Foram logo os primeiros.
    E o nosso processo de vacinação não está a correr na perfeição. Ainda no outro dia o ponto de vacinação do queimodromo (que imagino q seja muito importante) fechou e não voltou a abrir.

  18. são como o bikini, apenas mostram o sugestivo mas escondem sempre o essencial .

  19. malhar no mp por causa do direito pedral e lambecuzismo como reação aos postes . devia chamar-se amplificador neves . nada diz, nada acrescenta, só faz figura de pedal wha wha .

  20. então o virus ataca mais os pobres do que os ricos ?
    faz distinção em função do PIB ? É ?
    que ataca menos ou quase nada os pré-adolescentes é sabido e até já existe explicação científica para o facto .
    Desse modo, cai por terra qualquer hipotética teoria de castigo divino, – dommage para o fanatismo religioso – já que Deus não estaria a poupar os inocentinhos e a castigar os outros, também demonstra que não é por “humanismo” que o vírus age .
    Paralelamente, existem também viroses na classe política, uns só viram prá direita, outros só viram prá esquerda, outros, caso exemplar do ps, sofrem de imobilismo, tá-se bem .

  21. O porravírus do merdameme passa a vida a invocar-me, mesmo quando não me vê. Bully mariconço e intriguista, lá me fodeu mais um botão da braguilha. E continua a não meter nos cornos o asco que provoca.

  22. A diferença, tanto de Portugal em relação à Suécia como de Portugal (ou Suécia, França, Reino Unido, Brasil, EUA, etc.) em relação à China, por exemplo, poderá estar na consciência de cada cidadão sobre as consequências das suas acções para a sociedade a que pertence e no comportamento cívico daí resultante. Envaidecem-te muito, Júlio, os 5,1 milhões de testes que Portugal leva de vantagem em relação à Suécia. Tanto quanto julgo saber, estás a referir-te ao total de testes desde o início da pandemia. Na mesma linha, ouvi há uma ou duas semanas a luminária Lacerda Salles atroar os ares com os cinco mil testes que Portugal ia fazer, nos dias seguintes, em lares da terceira idade. Ganda fartura, meu! Há três ou quatro semanas, os chineses detectaram 8-OITO-8 casos de covid em Wuhan, onde dizem que o vírus teve origem mas de onde estava há meses erradicado. O que fizeram? Elementar, meu caro Júlio: confinamento total e imediato e testagem da população quase inteira (11 milhões de almas) em seis dias, excepto crianças com menos de seis anos e estudantes em férias de Verão. Em perto de 11 milhões, detectaram, em 6-SEIS-6 dias, 37 casos de transmissão local e 41 assintomáticos, isolaram-nos, atacaram-nos e, se não têm o problema já resolvido, não deve faltar muito para poderem reabrir de novo a 100%, sem quaisquer limitações, como já fizeram antes.

    Ah, tá bem! Aquilo é uma ditadura, e coiso e tal e tal e coiso, e os gajos querem é dominar o mundo, e vêm por aí abaixo, e por aí acima, com exércitos de cirurgiões plásticos, operar os indígenas da luminosa civilização ocidental para os pôr a todos com os olhos em bico! Pois… a explicação talvez seja outra, a do motivo que os levou à construção da Grande Muralha. Dizem os historiadores que não foi para invadir ou ocupar as terras de outros povos mas sim para manter os bárbaros do lado de fora! Faz, ou fazia, sentido. Agora, com a bendita globalização, não há muralha que lhes (ou nos) valha. Será igualmente bom lembrar que a Nova Zelândia, por exemplo (e outros), que da última vez que verifiquei não era ditadura nenhuma, também tem números (ainda que não tão bons como os chineses) radicalmente à frente do “Portugal na frente”, donde se conclui que o factor vacinação, ainda que importante, não é o único a ter em conta no ataque à pandemia.

    E é aqui que entram os venturistas “antiventuristas”, com o seu “originalíssimo” discurso de que “se gostas tanto daquilo porque é que não vais para lá?”, etc. e tal. Pois é, não gosto nem deixo de gostar, nunca lá pus os pés. Acho que tem paisagens fabulosas, mas, estúpido que sou, não vou. Fico por aqui a chatear os espertos.

    Quanto ao número total de testes, Portugal tem, proporcionalmente à população, bastantes mais testes do que os chineses. Eles fizeram um total de 160 milhões e nós perto de 17 milhões (16856683). Atendendo a que para cada português há 141,6 chineses, para os 160 milhões de testes deles nós temos o equivalente a 2387 milhões (15 testes nossos para cada um deles). Acontece, porém, que eles usam a ferramenta dos testes de um modo mais inteligente, concentrado, focado e exaustivo em caso de alarme, poupando-os, e poupando-se, em situações controladas, permanentemente monitorizadas, de navegação de cruzeiro.

    Se formos a ver os resultados que interessam, desde o início da pandemia até agora, temos os seguintes:
    __________________________________

    Total de casos (até anteontem)

    China: 94819
    Portugal: 1033165
    Portugal com conversão para a população chinesa: 1033165 x 141,6 = 146296164

    (ou seja, para menos de cem mil casos chineses, nós temos o equivalente a mais de 146 milhões de tugas contagiados. Se isto é motivo de orgulho para a Tugalândia, vou ali já venho comprar lenços de papel para enxugar a baba, os que cá tenho em casa são manifestamente insuficientes)
    __________________________________

    Novos casos (anteontem)

    China: 33
    Portugal: 2374
    Portugal com factor de conversão: 336158

    (a cada chinês contaminado no dia de ontem corresponderam mais de dez mil tugas enriquecidos com o coronavírus, é obra!)
    __________________________________

    Total de mortos (até anteontem)

    China: 4636
    Portugal: 17721
    Portugal com factor de conversão: 2509294

    (541 mortos portugueses, no total, para cada finado chinês)
    __________________________________

    Novos mortos (anteontem)

    China: 0
    Portugal: 10
    Portugal com factor de conversão: 1416

    (o equivalente a 1416 mortos portugueses, ontem, para zero mortos chineses)
    __________________________________

    Portantes, essa coisa do “Portugal na frente” cheira mais do que seria para desejar (estou certo que involuntariamente) ao país das maravilhas do “Portugal à Frente”, da famigerada quadrilha do pote. Vade retro! Em alternativa, vá de metro.

  23. o especialista em assumptos sino-sorvéticos entrou a pés juntos e para não variar espalhou-se com as análises sintáxicas que faz da china e sobretudo, que estamos no verão, com as que omite da rússia.

    . a china é mais eficiente que os outros países a aplicar as mesmas medidas porque não tem camachos a berrar contra o lacerda sales, eus memes a chamar nomes à marta e mais uns trolhas ventristas que negam tudo para ver se caçam votos na estupidez natural onde sobrevivem. na china o qr code do covides funciona, tem as fronteiras fechadas ao turismo estrangeiro desde que começou a pandemia e confina as regiões onde aparecem casos. medidas idênticas são impossíveis na europa, não conseguimos fechar um tasco e subsidiamos os que trabalham à porta fechada.

    . a rússia não é mencionada no estudo do especialista residente porque o cámove não mexe, deve ser o motor de arranque ou a baternia que pifou com falta de vodka.

  24. Ó camacho é melhor dividir o covid por dois, é que são quase dois anos, e assim dá 9000 mortos por ano, o mesmo que a gripe, portantes.
    Mas será que ninguém fica incomodado por ser tratado como um atrasado mental? Ou isto é como as vítimas de burla, ninguém apresenta queixa com vergonha de ser visto como um totó?
    Vocês precisam que vos diga o que é que hão-de fazer é? Não conseguem decidir sozinhos?
    Ainda não perceberam que não conseguem eliminar um vírus? É preciso fazer um desenho é?
    Sacrifica-se uma geração inteira para supostamente “proteger” a geração mais velha, engraçado, e ninguém acha estranho. Os putos podem ficar com miocardites, pericardites ou outras merdites que não há problema, têm é de fazer número que é para o brigadeiro levar a medalha.
    Será que estas luminárias também querem fazer uma raça Ariana, ou Covidana ou outra judiaria qualquer?
    Uma raça sem vírus, desparasitada, com uma ração equilibrada, certificada com um selo na orelha, deve ser este o sonho do gajo das compotas.
    Não abram os olhos, não, que não vale a pena, não se indignem e continuem a beijar a mão ao querido líder.

  25. Tanto dislate imbecil que aqui se lê!
    Desgraçadas as pessoas se tivessem a governá-las as luminárias que aqui se perfilam. Seriam mais letais que o pior dos vírus.

  26. Foi por termos feito estas restrições que o ano passado não houve gripe.
    Por não ter havido gripe o ano passado, este ano é provável que os números atinjam o dobro dum ano normal de gripe.
    Com estas luminárias a gerir, esta comunicação social a fazer eco, e mais meia dúzia de sabujos acéfalos, de gatas a aplaudir, não nos vamos livrar tão cedo desta loucura nacional.

  27. Dói muito a alguns que Portugal lidere no esforço de vacinação a nível mundial. Dá gozo vê-los chateados com isso. A boa governação causa-lhes forte azia.
    Força, Marta Temido! Põe esses abutres todos a chupar Rennie!

  28. O mais engraçado é que quem normalmente acusa de azia são os mais aziados. Vê se pela forma como falam. Eu não estou aziado com nada, aliás, ninguém está. Só estamos a dar uma opinião, ao contrário de ti, que estás aziado. Algumas pessoas vêem a política como um clube de futebol e é difícil discutir assim.

  29. Ai da Marta Temido que não obedeça, arrisca-se a ficar sem o cartão de militante do PS.
    É como o Froes que não pode dizer mal das farmacêuticas, ou como o Simas com as lentes, mas para mim o símbolo máximo da boa governação é o gajo das compotas.
    Agora o esforço máximo da vacinação é verdade que Portugal lidera, mas também é com a ajuda do veterinário da minha aldeia, que consegue vacinar o gado mais rápido que o brigadeiro.

  30. Eu mesmo, dizes tanto disparate porquê ou para quê ? Camacho desta vez não gostei, então agora a China serve de exemplo para nós? Valha-me o Mao e o XI. Camacho os dados do gráfico não são da DGS, não sei se são da OMS pois não consigo ler a legenda enquanto os teus números estão muito martelados. Podes ser perito em propaganda mas a trabalhar números não me convences. Porta-te bem , tu até sabes como é.

  31. Ó jp, todos nós dizemos disparates, uns mais que outros, é normal. Mas algumas coisas que eu disse são verdades não são? Porque é que não queres falar dessas verdades e desvias a conversa para os disparates?

  32. ” todos nós dizemos disparates, uns mais que outros, é normal.”

    não, tu és anormal, só dizes disparates e estupidonze.

    “Mas algumas coisas que eu disse são verdades não são?”

    não, só aldrabice negacionista da feira de ventrolhas.

    “Porque é que não queres falar dessas verdades e desvias a conversa para os disparates?”

    ninguém está interessado em falar com aldrabões cheganos, só gozamos e já é muito para aquilo que vales.
    experimenta o camaxo, se lhe deres um empurrãozinho no carrinho dos sorvetes talvez te retribua a amizade do diálogo até te enfiar uma faca nas costas como fez ao galuxo e mais uns quantos idiotas que desapareceram recentemente.

  33. Tinha de vir o troll.
    Deves ser como o outro que defendeu numa entrevista que a forma mais humana de matar a fome aos judeus era gaseá-los. Pois, devia ser horrível vê-los morrer lentamente.
    Cambada de atrasados mentais, se o querido líder os mandar atirar a um poço, porque mata o covid, até se mandam de cabeça.
    A mediocridade é assustadora, cumprem ordens de forma acéfala, mutilam a geração mais forte supostamente para proteger a geração mais fraca.
    É só inúteis cheios de certezas no meio das incertezas.
    Ó troll vai dar banho ao cão.

  34. Do alto da sua superior certeza no meio das incertezas, Sartre disse que todo o anti-comunista era um cão.
    Também aqui, do alto duma superior certeza no meio de incertezas, é dito que todo o anti-negacionista da pandemia é um SS. E que os parolos vacinados são gado-cobaia injetado com Zyklon B.

  35. Mjp, os meus números não estão martelados e são tirados daqui:

    https://www.worldometers.info/coronavirus/#countries

    São actualizados como explicado aqui:

    《Reported Cases and Deaths by Country or Territory
    The coronavirus COVID-19 is affecting 221 countries and territories. The day is reset after midnight GMT+0. The list of countries and their regional classification is based on the United Nations Geoscheme. Sources are provided under “Latest News.” Learn more about Worldometer’s COVID-19 data》

    Chegada ao site, fazes scroll até encontrar o quadro aonde vou buscar os números. Eventuais discrepâncias pontuais (e não “marteladas”) têm a ver com as variações no modo como cada país fornece os dados. Portugal, por exemplo, actualiza apenas de 24 em 24 horas. Para outros, a actualização é feita quase ao minuto. Há uns dois ou três meses que não o consultava, mas, das últimas vezes que o fiz, os dados dos EUA, por exemplo, eram actualizados de dois em dois minutos. Brasil e Rússia também tinham períodos curtos. Na última coluna do quadro, por exemplo, podes consultar o número de habitantes de cada país e verificarás que, para alguns, esses números variam também ao minuto, conforme a mortalidade e a natalidade, dependendo do modo como cada país organiza as suas estatísticas e as fornece.

    O site da DGS não me merece qualquer confiança, nem lá ponho os pés. Quanto ao da OMS, no início da pandemia era intuitivo e fácil de consultar, parecido com este, mas a partir de certa altura começaram a complicá-lo. Para obter os dados a que, no princípio, chegava com um único quadro, facilitando comparações país a país, passei a ter de ir, alternadamente, a várias páginas diferentes. Fiquei com a ideia de que era propositado.

    Quanto à China, não tenho qualquer preconceito. Não é o meu modelo de sociedade, mas no combate à covid têm sido extremamente eficazes e a explicação principal não é o sistema político, mas sim a consciência cívica das populações. Lembro-me de que no princípio da pandemia, cá em Portugal, quando muita gente já olhava de esguelha para qualquer chinês e muitos quase sustinham a respiração ao pé deles, como se fossem todos leprosos, a comunidade chinesa decidiu, por sua exclusiva iniciativa, impedir as suas crianças de frequentar a escola, para evitar alarme social e receios de contágio por parte dos pais dos outros miúdos. Não foi o Xi Jiping que lhes ordenou que o fizessem, foi uma decisão local, demonstrativa de grande consciência cívica, capacidade de organização da comunidade e de tomada de decisões em conjunto, certamente com algumas raízes na civilização milenar de que são oriundos e que as divagações e flutuações históricas das parvoeiras maoístas ou outras não conseguem nunca estragar totalmente. Às vezes é preciso algum cuidado para não caírmos numa xenofobia inconsciente, ainda que inadvertidamente.

    Mas se não queres lições da China, podes analisar o modo como a Nova Zelândia, por exemplo, tem lidado com a pandemia, e verificarás que os nossos números são anedóticos comparados com os deles, em termos de casos totais, diários, mortos totais e diários, etc. No entanto, no que respeita à vacinação, estão atrás de nós. A Nova Zelândia é um país democrático, onde até gostaria de viver (talvez beber uns copos com o meu amigo Gandalf), mas no combate à pandemia têm sido radicais, disciplinados e extremamente eficazes e os seus dirigentes não têm hesitado em medidas impopulares a tempo e horas e não depois de andarem a engonhar e hesitar durante semanas, alegadamente à espera de dados da OMS, da “comunidade científica mundial”, do Godot ou do Chico Fininho, às vezes nem se percebe bem.

    Em alternativa à Nova Zelândia, tens Taiwan (ainda que não seja um país “de jure”), Coreia do Sul, Austrália e muitos outros, todos eles atrás de nós na vacinação, mas com números muito melhores. Apesar disso, dou graças ao modo como tem decorrido o nosso processo de vacinação, que tem sido extremamente eficaz, graças principalmente ao Gouveia e Melo, de quem a princípio desconfiei, chegando a ironizar com a escolha de um militar aqui no Aspirina. Tenho de dar a mão à palmatória, o homem surpreendeu-me muito positivamente. Se o nosso processo de vacinação não tivesse sido, como foi, extremamente bem organizado, nem sei onde estaríamos agora.

    Peace, sister!

  36. Se o processo de vacinação não tivesse sido organizado se calhar estávamos como a Suécia, ou seja, muito melhores.
    Com tantos gráficos, e tantos números e tantos países, não sei porque é que vocês não põem aí os dados da Coreia do Norte. É o único país até hoje que não registou nenhum caso de covid.
    Não há dúvida, vocês enquanto não tiverem uma ditadura em cima, não descansam.
    Estiveram 50 anos debaixo da canga e agora devem estar com saudades do chicote, de certeza.

  37. Nesta desgraçada III República capturada pelo partido-Estado do socialismo nacional, sofre-se o jugo duma ditadura pandémica, que só não vê quem não quer ver. E que a coberto do securitarismo sanitário, destapou vocações disfarçadas. O Presidente Marcelo, hipocondríaco como o cabo austríaco, mostra ser um Führer melífluo na sua demagogia de proximidade, enquanto o Primeiro-Ministro Costa um ubíquo homem da propaganda, a prometer a vitória final depois da guerra total.
    A ministra Marta, mais ariana na aparência que o galinheiro bávaro, é também menos púdica a tratar da saúde. A diretora-geral Graça faz a vez do inquilino do Castelo de Praga. Com cara de avozinha e falinha mansa, sabe convencer melhor os crédulos de que devem ir tomar o duche, antes que a sopa arrefeça no prato. O vice-almirante Gouveia imita o estudante fracassado e filho de guarda-livros que só encontrou vocação a despachar comboios sem passageiros na viagem de regresso. Como este, Gouveia é um homem do terreno, daqueles que põem a engrenagem a funcionar. E que para gáudio das boas consciências, não tem falta de vítimas que o insultem nem de criminosos que o aplaudam. “Genocida! Genocida!”, gritam os primeiros.

  38. “Se o nosso processo de vacinação não tivesse sido, como foi, extremamente bem organizado, nem sei onde estaríamos agora.”

    isto é dito pelo camarada cambalacho, depois uma tentativa falhada de desvalorizar o impacto do gráfico que ilustra o poste “portugal na frente” e consequentemente o resultado do esforço do sns e de quem dirigiu as operações, nomeadamente: marta temido, lacerda sales, graça freitas e gouveia melo, tendo reconsiderado o papel deste último para não entrar em colisão com a única fã que lhe resta e porque o bice-almirante está em alta.

    “Se o processo de vacinação não tivesse sido organizado se calhar estávamos como a Suécia, ou seja, muito melhores.”

    isto vem a seguir, com assinatura do palhaço muámeme, com o mesmo propósito de desvalorização e negação do processo de vacinação covid.

    “Nesta desgraçada III República capturada pelo partido-Estado do socialismo nacional, sofre-se o jugo duma ditadura pandémica, que só não vê quem não quer ver. blá..blá…“Genocida! Genocida!”, gritam os primeiros.”

    para finalizar a série aparece um matador de toros atentar a estocada final nos mesmos: costa, governo ps, marcelo, marta, graça e gouveia. pelas palavras de ordem deve ter estado naquela espera que 3 cheganos negacionistas fizerem ao almirante em odivelas e que foi relatada na comunicação social como “manifestação”.

    tudo isto para dizer que esta gente se entende em ideias e táctica, os mesmos objectivos e os mesmos alvos a abater.

  39. yah meu… a hiena dactilógrafa só acordou com a chinfrineira dos tanques a entrar em praga, se os russos têm posto óleo nas lagartas ainda hoje vendia os enlatados fora de prazo que o camaxo se esforça por impingir.
    tamém usei desse xampô mas só aumentava a caspa e o cabelo ficava com aspecto pashtunizado, mudei para mistolim e passei a ladrar quando farejo fachos como tu.

  40. O Hitler também era um gajo porreiro, até distribuía pão pelo povo, vê lá.
    Ó troll já viste que os velhos dantes morriam com covid e agora depois de vacinados estão a morrer de comorbidades?
    Vê lá tu que eu pensava que os velhos que morriam agora era das vacinas.
    Se não fossem os palhaços como tu a esclarecer o pessoal e a motivar a carneirada esta vacinação não tinha o êxito que tem. Tenho de dizer ao Marcelo para te dar também uma medalha.

  41. “O Hitler também era um gajo porreiro, até distribuía pão pelo povo, vê lá.”

    ganda confusão, essa era a rainha dona leonor. o bigodinho era disfarce.

  42. “a motivar a carneirada ”

    Nos cérebros da trollada com os olhos esbugalhados de tanto ver, os centros da vacinação Covid-19 são, na verdade, dissimulados estábulos de gado lanígero. Sai-se de lá marcado pelo ferrete da vacina que é morte a prazo, mas pagando logo o preço da inevitável tosquia.
    Quem duvida, que esgravate o forro dos edredões que vão tentar impingir aos sobreviventes, no próximo Natal. O capitalismo genocida é assim: nada se perde, tudo se transforma e aproveita.

  43. Inevitável como diarreia depois de uma omeleta de salmonelas, aldrabatz, o bully mariconço e intriguista, faz a festa, deita os foguetes, apanha as canas e mete-as freneticamente no rabiosque, lubrificadas com a banha de porco que obtém raspando a pança.

    Ó bully intriguista! O que me interessa a mim, o que vou eu aprender, em termos de pandemia, com o que se passa na merda da Rússia, quando a merda da Rússia faz merda e não tem nada para me ensinar? Ups! Lá me descuidei com a linguagem e reduzi sem querer os rublos da avença! Desculpa lá isso, ó Putin, não leves a mal!

    Apesar da merda ‘made in Russia’, porém, certo é que, para não variar, aldrabatz, o bully mariconço e intriguista, volta a asneirar, pois até a merda da Rússia (Ups! Desculpa lá outra vez, ó Putin!) tem números melhores do que os nossos em quase todos os aspectos, excepto, conjunturalmente, no número de mortos diários nos tempos mais recentes, certamente fruto de um processo de vacinação muito mais atrasado do que o nosso.
    __________________________________

    Portugal-Rússia (factor de conversão: 13,78 russos para cada português)
    __________________________________

    Total de casos (até anteontem)

    Rússia: 6863541
    Portugal: 1033165
    Portugal com factor de conversão para a população russa: 14237014

    Conclusão: desde o início da pandemia, a cada indígena contaminado, na Moscóvia, correspondem dois indígenas da Tugalândia.
    __________________________________

    Novos casos (anteontem)

    Rússia: 19492
    Portugal: 2374
    Portugal com factor de conversão: 32714

    Conclusão: por cada russo contaminado, no dia de anteontem, houve 1,68 tugas que tiveram a mesma “sorte”.
    __________________________________

    Total de mortos (até anteontem)

    Rússia: 180840
    Portugal: 17711
    Portugal com factor de conversão: 244058

    Conclusão: desde o início da pandemia, por cada russo morto, morreram 1,35 portugueses.
    __________________________________

    Novos mortos (anteontem)

    Rússia: 799
    Portugal: 8
    Portugal com factor de conversão: – 7,26

    Conclusão: aqui temos vantagem, pois anteontem, em 24 horas, para cada morto português houve 7,26 finados russos, dado muito positivo para nós que tudo indica ser consequência do nosso avanço em relação à Rússia no processo de vacinação. Ainda que não travando a doença, a vacinação torna-a muito mais benigna e reduz a mortalidade, sendo difícil de entender que haja ainda quem não tenha percebido isto.
    __________________________________

    Eis o que o cagalhoto sectário parvalhatz, aka aldrabatz, nunca conseguirá entender: que os Sapiens em cujas conversas se intromete sejam avessos à “lógica” sectária primária que ele usa quando lambe o rabo do dono, mesmo quando do rabo do dono apenas sai diarreia. Bacorinho arraçado de borreguinho, de cada vez que vem à lã sai tosquiado, mas não aprende. Provavelmente, o ADN de burro com que quiseram enriquecer-lhe a capacidade de carga sobrecarregou a hibridação e fornicou-lhe o sistema imunitário. Tás bem inseminado, tás!

  44. Ó Minete os gajos que estão a morrer com as duas doses da vacina é só para chatear e ofuscar o brilho do brigadeiro.

  45. o senhor do camuflado é vice-almirante e estave na frota de submarinos – melhor dizendo, parelha, porque só temos dois . Têm 68 metros de comprimento e em cada um deles cabem apenas 33 tripulantes, – facto que provoca grande controvérsia sobre a questão de saber se estamos perante um vultuoso investimento, ou em face de uma grande despesa, e fornece explicação para o facto do vice, concentrar o pagode todo. É precisamente porque está habituado a meter o Rossio na Betesga . Uns dizem vacinação como gado, há outros que aludem a vacinação em massa . A concentração só se justifica plenamente no caso da que tem que ser conservada a muitíssimo baixa temperatura .

    Já quanto a “ Os putos podem ficar com miocardites, pericardites ou outras merdites que não há problema” lá está, tudo tem a sua explicação. Até um adulto pode morrer com uma embolia e trombolites e outras merdites, ( caso da merda da jansen ) e mesmo com ataque cardíaco fulminante , Nestes casos, dizem que os benefícios ( de morrer de merdites e cardites ) superam os riscos ( de morrer de cu para o ar e entubado, nos cuidados intensivos, decorridos muitos meses após o internamento e constatado um prejuízo/custo enorme para o Estado ) . Daí também, perplexidades como a mudança de critério com relação à da Oxford/Atrasa Zeca, que é muito barata e fraquita . Ao princípio, era só para menos de 60 ou sessenta e cinco anos e não aplicável a velhotes ( completamente desaconselhada ). Agora mudou, é para os velhotes maiores de 60 ou 65 .
    E a da Pfizer ( de longe a mais cara e a melhor ) já não é para os velhotes ( um desperdício e um custo enorme para o Estado, mais ano menos ano iam morrer memo ) passou a ser para os mais selectivos – snr. doutores médicos e assim .
    Outro motivo de perplexidade é um relatório de um organismo médico qualquer de Coimbra, a dizer que após três meses, a eficácia dos anticorpos da vacina, cai a pique para um sexto, nem sequer tinha decorrido um mês, e vem a fundacao Shampôo Limão a dizer que os anticorpos em numero suficiente e eficaz, só surgem no organismo após seis meses a partir da toma da vacina .

  46. ainda não tomei vacina nenhuma nem tenciono, se for parar ao hospital, tenciono cumprir galhardamente as ordens do meu general brigadeiro ( também vice-almirante no 25 de novembro ) ramalho eanes . Parto logo a merda do ventilador .
    De resto, apreciei muito o comentário do snr. Manolete, escreveu muito bem e no essencial está correcto . O filho do governador baltazar rebelo de sousa, é um hipocondríaco declarado e assumido . E é por isso que usa aquelas ridículas máscaras com o símbolo da presidência. O vírus quando vê aquilo, foge logo como o diabo da cruz .

  47. tudo isto para dizer que esta gente se entende em ideias e táctica, os mesmos objectivos e os mesmos alvos a abater. diz:

    e qual é o problema ?
    Não podem ?
    É proibido ?
    Eu explico, chama-se apropriação do Estado, do seu aparelho, e dos seus recursos, por um grupo de manfios, agrupados num sítio designado como partido político, e abusiva e falsamente, proclamado, como socialista.

  48. Alguém escreveu lá para cima que neste inverno tivemos poucas gripes, logo, no próximo, vamos ter o dobro .
    Deve ser por activação da lei das compensações, cogito eu .
    Já o profícuo Dr. Sismas, alertou para o facto de o uso da máscara, estar a impedir a proliferação dos restantes vírus.
    Faxinado pelos vírus, de que deve ser grande colecionador, está pois, preocupado com a legítima sobrevivência dos ditos .
    E deixa a dica para O PAN .
    A propósito deste, e por ventura ( no pun intended ) , mais dia menos dia, dá entrada no parlamento, um projecto-lei, a proibir o uso do canivete para a remoção do bicho da fruta, e utilização da parte sã para alimentação humana, porque toda a gente tem direito à habitação, incluindo o bicho da fruta .

  49. o cámove que não mexe inventou o algoritmo da verdade absoluta, chama-lhe factor de conversão. enche a bimby de variáveis avariadas, mete água, liga o botão do onofre e divide pelo número de hobbytontos.

  50. depois temos um aparente defensor das ideias nano-minoritárias que dá lições de democracia e explica a legitimidade de 3 negacionistas anti-vacinas chamarem “genocida” ao coordenador da vacinação porque não reconhece legitimidade a um governo eleito democraticamente. passo a explicar:

    e qual é o problema ? – o problema é não terem sido identificados e portanto só existem nas notícias do galinha e outros apoiantes do xunga

    não podem ? – tanto podem, que fizeram

    é proibido ? – é, o cavaco mandou identificar vários e mandou-os para tribunal.

  51. Ó troll és o maior. Sabes tudo, gozas com todos, ninguém te dá a volta, tens os três olhos mais abertos que o farol da guia, sempre pronto a defender o querido líder e a lamber o cu ao brigadeiro não vá ser ele o futuro presidente.
    Podes ficar com a bicicleta, ganhaste.

  52. o camacho júnior e a originalidade das respostas.
    aprendeste rápido a arte do copianço com o papá.
    o outro ainda não deve querer misturas com o chulé.
    o brigadeiro com um sopro manda a barraca do xunga pelos ares.

  53. Refratárias à vacinação “assassina”, as criaturas que conscienciosamente insultaram Gouveia e Melo, fizeram questão de dar-nos a saber que o homem dos submarinos é “assassino” e “genocida”. Depois, trataram todos de ir para casa comer qualquer coisinha. Libertar tamanha indignação é um esforço que provoca apetite.

  54. o homem dos submarinos é aquele paneleirote que dá missas covid na tvi ao domingo, por muito que te custe.

  55. Ó Minete os que levaram a vacina são como os judeus, espetam-lhes o gás em seringas e depois tratam de mandá-los para casa e voltar daí a três meses.
    Sim, porque esta liberdade de tomar vacinas de livre vontade, cansa e tem de ser aos bochechos.
    Mas deixa lá, se as vacinas derem para o torto, eu quero ver quem é o corajoso ou corajosa que vai dar a cara para assumir a merda que fez.

  56. “os que levaram a vacina são como os judeus, espetam-lhes o gás em seringas e depois tratam de mandá-los para casa e voltar daí a três meses.

    Pergunte-se aos responsáveis da vacinação porque motivo não despacham logo o assunto. Uma única lata de Zyklon B poupava tempo e trabalho.

    “se as vacinas derem para o torto, eu quero ver quem é o corajoso ou corajosa que vai dar a cara para assumir a merda que fez”.
    Perguntem aos imbecis do covid-negacionismo qual deles é o corajoso que assume a merda que faz, Um hospedeiro feliz do vírus que dá para o torto deve ser sempre o primeiro dos corajosos.

  57. Ó Minete a manifestação não foi para afrontar os vivos foi para honrar os mortos.
    E podes perguntar aos estúpidos dos covideiros se eles acreditam mesmo que as vacinas vão matar o vírus?
    E tu ó Minete acreditas mesmo que injectar o adenovirus dum macaco, numa criança que ainda não tem o sistema imunitário formado, vai fazer mais bem do que mal?
    Ó Minete junta-te ao Relvas e vai estudar, anda.

  58. Ver um covid-negacionista recomendar que os outros estudem é uma preciosa demonstração de ignorância.
    E de perversão moral.
    Perversão moral que os leva a compararem-se aos judeus vítimas do Holocausto. Mas, muito diferentemente daqueles, os pseudo-judeus da pandemia gostam de exibir estrelas amarelas. Mostram-mas quando lhes interessa e guardam-nas quando lhes convêm. Sobrando-lhes sempre tempo para irem insultando os alegados genocidas.

  59. Ó Minete só era insulto se os genocidas soubessem o que estavam a fazer, como são fantoches nas mãos dos iluminados nem sabem o que isso é.
    Ó Minete se continuas convencido que podes viver sem vírus, não tenhas dúvidas que tens mesmo de estudar.
    Antigamente até se dava na quarta classe quando dávamos o corpo humano.
    Já tens a quarta classe, não tens ó Minete?

  60. Maravilha de conspiracionismo, que justifica a insolência de quem insulta e lhe tapa a má-consciência de inteligente ignorante.
    Na hora da verdade, o conspiracionista jamais desilude. Primeiro, os Illuminati. Depois, os Sábios de Sião, os reptilianos, as seitas satanico-pedófilas, o Grupo de Bildeberg, a Nova Ordem Mundial, etc. É à escolha do freguês, é ao gosto da sua clientela sabiamente irresponsável.

  61. Ó Minete deves ter andado na universidade do Relvas, de certeza. Com esses nomes todos deves ter andado como ele à procura do conhecimento permanente.
    Ó Minete vai dar banho ao cão. Vens aqui armado em troll, começas a insultar quem dá uma opinião e agora estás armada em virgem ofendida?
    Oh pá vai cagar.

  62. o parvo das 22:13 e das 8:48 ( é o memo calhau ) faz spin, praticante fanático do haltero-mundismo-chuchialista, quer os louros todos para o Vamoláver, o idiota assumido não percebeu que a convergência era anti-chuchas e não negacionismo .
    Vai ao endireita para te distorcer . Se não der resultado tenta o quiroprático .

  63. “… o idiota assumido não percebeu que a convergência era anti-chuchas e não negacionismo…”

    a convergência é tudo o que sirva para dar votos ao chega e promover a opa do ventrulhas ao que resta do psd para “chegar” a grande líder da direita. eu sei que tá difícil e que a soma dos votos todos é muito inferior ao que a direita precisa para geringonçar, mas isso é um problema do rio que esta a secar e não interessa nada para o resultado final, tal como os negacionismos, os zeros, movimentos das verdadades e outras idiotices amigas do momento. é por isso que as manifestações e comícios dos xungosos acabam sempre em desordem à semelhança da convergência que promoveste aqui no caixote dos comentários. resultado: o cámove meteu licença de parto e foi, o inteligente estúpido ficou histérico e quer partir a mobilia e tu ficas com o problema inicial, nem o pai morre, nem a gente almoça.

  64. esqueci-me duma coisa: muda de nick e começa de novo. estava a gostar desta série.

  65. Não há criatura mais troll do que o espécime conspiracionista/negacionista. Está na sua natureza ser troll.
    Um troll que recorre à verborreia pseudo-científica e ao enviesamento do senso-comum como expedientes para tentar obter legitimidade e fiabilidade. Um aldrabão armado em sério. E, no fundo, um crente.
    E assim temos entre aquela gente – e a lista não é exaustiva – os crentes de que a Terra é plana, os crentes do que os americanos não chegaram à Lua, os crentes de que as câmaras de gás são um mito, os crentes de que o 11 de setembro foi uma conspiração americano-sionista, os crente na “fake” pandemia da Codid-19 e nas vacinas assassinas. Só falta apareçerem os crentes no raio que os parta.

  66. ” Não há criatura mais troll do que o espécime conspiracionista/negacionista.”

    estiveste a meter gasolina na fogueira e agora a culpa é do trolha. mais um traidor da escola camaxo.

  67. Ó Minete não te enerves, olha os coágulos. Não queiras fazer parte dos 800% de aumento dos novos internamentos em relação ao ano passado.
    Mas ainda bem que estavam vacinados senão era muito pior.
    Ó Minete deixa lá não és só tu que és totó, as vacinas também não são para proteger os vacinados são para promover o brigadeiro.

  68. uns metem o rossio na betesga, outros metem o Arco da rua Augusta nas festas do Santo António e dizem que o andor é do padre Anchieta .
    E quanto ao nick, mudo quantas vezes quizer, que é o que tú fazes .
    Foda-se, uns abrem a boca e entra mosca, outros abrem a bocs e sai asneira e simultaneamente a mosca, que é o teu caso .

  69. Portugal está mesmo na linha da frente dos ursos.
    14000 reacções adversas às vacinas. Quase o dobro do número de mortos causados pelo vírus. Já com a austeridade também foi em dobro. Não há dúvida Portugal até quando faz merda faz em dobro.

  70. ó pá , não dêem cabo da missão das farmacêuticas em manterem a respirar os maiores consumidores de medicação do mundo : os idosos com sns. mais 6 meses de vida de um idosos com demência , incontinência , diabetes e etc etc e tal representam milhares de euros em ganhos , e para isso , até vale lixar quem não consome medicação , os novos.
    se calhar pensavam que a mandatária da big pharma , o oms , estava preocupada com vidas ?? na , é com massaroca .

  71. Ó jp caíste no conto do vigário, foi?
    Deixa lá não foste só tu, segundo o brigadeiro há mais 80% de totós.

  72. Mais falácias do eumesmado, com o inevitável aplauso da yo, notória militante da fobia anti-vacinal.
    Sendo ambas personagens obnubiladas pelas verdades que lhes saem do umbigo, os dois partilham o significativo egolatrismo no nome: um escolheu chamar-se “eu mesmo”, a outra, “yo”, o “mim” castelhano.
    Refratários à vacinação, concretizaram nessa opção de irresponsabilidade cívica aquela que é a sua verdade essencial: o egoísmo. Só os crédulos se deixam convencer pelos seus argumentos de pseudo-humanismo.

  73. Estás enganado ó minete. Egoísmo foi o teu quando esgotaste o papel higiénico o ano passado.
    Irresponsabilidade cívica é a tua quando apoias a vacinação dos putos, sabendo que o sistema imunitário deles ainda está em desenvolvimento e as vacinas são experimentais. Só a da Pfizer é que obteve recentemente dos EUA autorização para uso.
    E tu para teres tanta fé nas vacinas, deves ser daqueles que vai de joelhos a Fátima e juras a pés juntos que os pastorinhos viram a nossa senhora em cima da oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *