Por um punhado de euros

Por uns míseros 1400 milhões de euros – muito menos do que vai custar ao Estado português o estouro do BES – a Agência Espacial Europeia (ESA) fez aterrar uma sonda no cometa 67/P, um enorme pedaço de gelo sujo que há uma semana voava a 500 milhões de quilómetros da Terra. A missão Rosetta, iniciada em 1996, custou na sua globalidade o equivalente a quatro aviões Airbus 380, menos do que a fuga ao IVA em Portugal durante um ano. A coisa foi paga pelos cidadãos dos países europeus membros da ESA, Portugal incluído, à razão de 20 cêntimos anuais por cabeça durante os dezoito anos que o programa durou.

Quando o módulo Philae aterrou no calhau e começou a enviar postais ilustrados do sítio, logo apareceram os habituais velhos do Restelo, sobretudo uns forretas ingleses, a dizer mal da Europa (inveja dos alemães) e a declarar que a viagem até ao cometa era uma ruinosa inutilidade (lá se vai o futuro dos nossos filhos). Responderam-lhes dizendo que a missão aumentara enormemente os conhecimentos científicos e práticos da ESA, fazendo aparecer a Europa no mundo da investigação espacial ao lado dos EUA e da Rússia. E que ainda criara centenas de postos de trabalho altamente qualificados, com efeitos positivos no crescimento económico. E que ninguém podia prever todos os efeitos úteis de uma investigação pioneira como esta. Uma cientista citou o exemplo da World Wide Web, que nasceu de um sistema engendrado por físicos de partículas do CERN para comunicarem entre si mais eficazmente. Tudo bagatelas para os forretas dos bifes, que contam entre os seus fãs em Portugal o Coelho, o Merdina Carreira e o Campos e Cunha.

A propósito, não me importava nada de ver esses três, mais o Gaspar, a mandarem uma selfie do cometa 67/P. Antes de as baterias se esgotarem…

5 thoughts on “Por um punhado de euros”

  1. Um conselho taxfree: quando apanhares uma moca de material martelado e ideologicamente amalucado, evita sff vir vomitar pra qui essas merdas da tuas crises maniaco – depressivas … merci!

  2. Um conselho taxfree: quando apanhares uma moca de material martelado e ideologicamente amalucado, evita sff vir vomitar pra qui essas merdas da tuas crises maniaco – depressivas … merci! Vai directamente pra sanita e não saias de lá enquanto confundires asteróides e austeridade. ..

  3. Asteroides e austeridade? Só o BES, até agora, custou 5 TGVs até Madrid. E estima-se que vá custar 10 a 15 TGVs até Madrid

  4. E se juntarmos o BES com o BPN, já consegues fazer uma rede europeia de alta velocidade. Assim só, embrulha, e Tax Free.

  5. Tira dentes, junta-te ao Júlio asteroico na sanita e aproveita para continuares a choramingar e a berrar como uma gaja histérica – já vi que tens queda natural pra coisa, enquanto o gajo vomita aqueles eflúvios de bacoradas mal digeridas e paranoicas!

    PS – Podem filmar e pôr no YouTube? Seria o máximo :))))) em HD Please!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.