Pérolas de um clássico

O neo-acaciano Zé Manel Fernandes é já um clássico, com direito a ver as suas elucubrações citadas nas provas de avaliação de conhecimentos dos professores. Neste trecho proposto pelo Instituto de Avaliação Educativa para tema de um texto a redigir pelos examinandos, Zé Manel perora acerca dos efeitos da Internet e das redes sociais sobre a qualidade e a utilidade da informação:

Como a prensa de Gutenberg, a Internet e as redes sociais permitem que muito mais gente seja capaz de comunicar mais depressa e com mais pessoas, mas isso não implica que a informação que circula seja melhor e mais útil. (José Manuel Fernandes, Liberdade e informação, Lisboa, Edições Pingo Doce, 2011, p.90)

Segundo este notável pensador do Pingo Doce, são duvidosos os efeitos benfazejos das novas tecnologias. Pois são. Já a invenção da roda serviu modernamente a muitos imbecis para andarem por aí a acelerar, pondo em risco a vida de inocentes. Mas, fora de brincadeiras, com a Internet não há realmente garantia nenhuma da qualidade e utilidade da informação veiculada. Veja-se o caso do Observador, que, se não existisse, haveria muito menos besteiras a circular e não se perderia absolutamente nada.

 

11 thoughts on “Pérolas de um clássico”

  1. ora aqui está uma boa resposta ao item 33 :-).

    (mas há pessoas com óptimas cabeças, e isso nada tem que ver com opinião política, no observador. o meu colega de outros tempos Paulo Tunhas é uma delas.)

  2. Não queremos a TAP privatizada.
    Este osso do cadáver salazarista que ainda resta
    é preciso para a Ponte-Aérea dos novos retornados de Angola.

    Ora a porra!

  3. Ó julius, oube, o Pingo Doce bende um vom frangu assadu, tá beie? se querrres minorrar os gajus de la palisse, xama-os plo nome, tá beie? ora acresxenta à tua lista o charlie hebdo, as kardaschianes, os telejurnaise purtuguezes, as intrabistas dus treinadorres de futabole, e os discurços do jusburridico Ignateeze a açistente Marria, tá beie? Oqueie.
    é berdade, num tisquessas das intrabistas da judite de sousa e daquela gaja que tá de pé, a vurra da fátima ferreira, prontus, e a julia pinheiro, e a teresa guilherme, mase há maise, logo bolto.

  4. eheheh… a bécula já puxa pelos galões de amizade com fascistóide merdoso. vai, não percas a embalagem, despeja o armário das assombrações, pode ser que até te convidem para correctora ortográfica do bimbo fernandes.

  5. tás a bere, julius, o ignateze acavoue de nus dimonstrarre o que bale, hum, tá beie, o que lhe saie na rifa e que gosta. oqueie.

  6. biba Salazar. benham os salazares, pá, pra por esta esquerdalha e direitalha ordinarias nu lugare, pás. ai se eu mandasse, hum, ca limpeza nu émiciculo.

  7. podes crer oh cegueta, o cds pode começar a limpar o triciclo para a próxima legislatura e os passólas podem calçar os patins.

  8. ó vébado, leba-os contigu pra onde forres, pá, e carrega o cabacu e a famelga, taméie, tás a bere? inbenta uma rumaria e baie em peregrinassãoe à grecia, pá. Ganda maluko.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.