Os sofismas de VPV

“Sócrates decidiu transformar um processo puramente jurídico num processo público e político” – escreve hoje Vasco Pulido Valente no jornal do costume.

Três afirmações ardilosas e improvadas numa única frase. O resto da crónica afina pelo mesmo diapasão.

Começa VPV por proclamar sem discussão, apelando à fé dos seus leitores, que o processo de Sócrates é puramente jurídico – quando é precisamente sobre isso que muita gente, Sócrates incluído, legitimamente se pode questionar. VPV parte, portanto, da conclusão para as premissas.

Declara em seguida, mentindo sem vergonha, que foi Sócrates quem tornou público o seu processo, quando todo o país sabe e viu que foram fugas criminosas de informação para a comunicação social, admitidas já pela PGR, que trouxeram esse processo para a praça pública. O facto de Sócrates contestar acusações concretas que circulam livremente no espaço público – em virtude da prévia violação do segredo de justiça – é interpretado por este e outros sofistas a soldo da direita como… uma violação do segredo de justiça!

Sustenta, por fim, VPV que foi Sócrates quem politizou o seu processo, quando até um débil mental entenderia, se estivesse para aí virado, que um processo contra um político que sectores da direita e da extrema-esquerda vingativas há muito defendem que deveria estar preso, nunca poderia deixar de ser um processo judicial suspeito de politização. As sistemáticas violações do segredo de justiça em relação a Sócrates , desde sempre, são um fortíssimo indício disso mesmo. Depois da sua detenção, a politização do processo passou a facto do foro público: aí estão, para quem os quiser interpretar, os aleluias de felicidade incontinente tweetados pela militância laranja quando da prisão de Sócrates, a manifestação de regozijo de nazis no Campus da Justiça, o direito à “presunção da culpabilidade” de Sócrates sustentado, sem vergonha na cara, por um seu velho e confesso inimigo político. Poderia alongar muito a lista. Não vale a pena.

O que o ex-intelectual VPV diz ou deixa de dizer há muito que perdeu qualquer relevância. É um facto. Mas as teses que ele defende não são dele. Visivelmente esclerosado, ele já só vai conseguindo repetir o que Rebelo de Sousa, Marques Mendes e outros comentadores da mesma laia e grau de isenção têm sustentado. Trata-se de acusações sofísticas, que invertem deliberadamente a realidade e se destinam a criar no público o sentimento de que Sócrates não pode nem deve defender-se. Querem calá-lo, para melhor o poderem condenar. Querem, de facto, julgar Sócrates na praça pública, com o argumento pérfido, hipócrita e canalha de que foi ele quem trouxe indevidamente o seu caso para a praça pública.

33 thoughts on “Os sofismas de VPV”

  1. Quem se mete com Chavez, leva!
    Com Chavez ou com qualquer outro personagem ligado ao petróleo e não alinhado com a OPEP-EUA…

  2. quando todo o país sabe e viu que foram fugas criminosas de informação para a comunicação social, admitidas já pela PGR, que trouxeram esse processo para a praça pública

    Todo o processo para a praça pública? O que é que o Valupi já sabe do processo? Que um dos fundamentos foi o perigo de fuga? Foi o STJ que o disse, legitimamente, em resposta a um recurso de “habeas corpus”. Se se entender que determinada informação não prejudica a investigação criminal, a autoridade judiciária não só pode como deve dar um esclarecimento. E se, no dia 24, o STJ entendeu que isso não prejudicaria a investigação, deu esse comunicado.

    O que se sabe mais, para além daquilo que o sr. Zé vem escrevendo e do que a dona Alda Telles escreveu no twitter? Diga lá o que é que se sabe mais.
    Quem diz que o processo está na praça pública deve saber muito mais que isto. Eu não.

  3. Procissão das Velas no Iraque ao som do 13 de Maio na Cova da Iria.

    Já sacudi as orelhas para sentir que não estou a sonhar.
    .
    Vi na euronews

  4. Deixe-me ver se percebo a lógica: o sr. Zé escreve diariamente para um jornal. Os seus seguidores, que vinham a defender o segredo de justiça com unhas e dentes, aplaudem o escriba. O sr. Zé não espera por se defender nas instâncias judiciais (por aí está difícil) e manda umas cartas cá para fora. Um comentador diz que ele está a tentar politizar o processo. Os seguidores do sr. Zé acham que esse comentador está a julgar o sr. Zé na praça pública.

    Para os fiéis do Zé, o segredo de justiça deve ser blindado com 40 mm de aço. Mas o sr. Zé faz bem em escrever nos jornais.
    Para os fiés do Zé, o Zé faz muito bem em escrever umas cartas nos jornais. O comentador que sugere que se trata de uma tentativa de politização do processo (oh não, que ideia tão absurda) está a julgar o Zé na praça e a querer restringir-lhe a defesa.

    Será que esta gente consegue escrever estas coisas sem se rir? Ó Júlio, você pensa que todos os socialistas são mentecaptos que se deixam ludibriar com estas infantilidades? Respeite a inteligência dos leitores do blogue.

  5. Afinal o caro Pinto também é ilusionista? Ou também dava jeito o homem calado a fritar? Se calhar foi por isso que o outro disse, só morto. Então o caro Pinto que também anda a seguir tudo com tanta atenção nunca ouviu o director do SOL anunciar uma 2ª edição porque era o único com acesso à investigação? Nunca ninguém o desmentiu.

  6. N vale a pena dar trela aos uivos deste Pinto (n pia, ladra e uiva!). Quanto ao pulido…ja perdeu o prazo de validade ainda antes de cavacu!

  7. É deixá-los falá-los. As pessoas não são estúpidas. Até o Expresso, que há anos vinha alinhando alegremente na onda (com magníficos exclusivos da rebaldaria parisiense, à época sem lhes passar pela cabeça irem verificar em que nome estava a casa), hoje trata o caso de forma muito equilibrada (pelo menos com os devidos “alegados” e “versão do MP”, sobre a qual, no final, ousam mesmo exprimir piquenas dúvidas). Falta só perceberem que o MP já tinha declarado José Sócrates culpado aquando do arquivamento do caso Freeport (na original forma jurídica de perguntas que ficaram por fazer), e era apenas uma questão de tempo até conseguirem “apanhá-lo”. Se infelizmente não havia essa coisa chata que são provas (provas?), dúvidas sobre a sua culpabilidade não havia, como o MP fez questão em sublinhar então, e por escrito, para maior clareza de argumentos. Portanto, se Sócrates tivesse ido morar para duas assoalhadas na Pontinha, seria igualmente muitíssimo suspeito, como é evidente, e as peças dos “indícios dos milhões” não tardariam a encaixar-se (a intriga seria outra, mas o romance seria o mesmo).
    Quanto a VPV e restantes plumitivos da secção intelectual do Correio da Manhã, a gente compreende o choque que deve ser o verem-se de repente confrontados com a remota possibilidade de andarem há anos a serem levados ao colo, e de terem, eventualmente, de mudar de agulha (logo arranjarão outra, no problem).
    Entretanto, e enquanto o MP continua a sua patética saga da procura das provas, e Passos Coelho garante que desta vez não foi o mexilhão quem se lixou, José Sócrates está preso, e sem conhecer os factos que lhe são imputados (ele e nós). E isso, sendo ou não político, é chato.

  8. Nem me admirava nada que a esta hora na cabeça do Pulido Valente o inquérito da PGR também ainda sirva para tramar mais o arguido. E aberto quando ele ainda nem tinha dito nada.

    Outra coisa curiosa foi que a partir de determinada altura começou-se a falar muito do prazo do Pulido Valente mas sejamos honestos dependeu sempre muito das horas. Já do cheiro infelizmente ninguém pode dizer o mesmo. Muito provavelmente o que sempre teve mais constante.

  9. Espera-se que, com mais de um ano de investigação a
    operação “Marquês”, feitas buscas, apreendidos os
    computadores, já devem ter chegado os elementos
    pedidos ao banco suiço, o procurador não comece a
    ter de alegar falta de tempo e meios!?!
    Por outro lado, ou os indícios são só isso mesmo e,
    não chegam para provar algo contra o detido o que,
    seria muito mau daí, dada a complexidade, vamos
    para já, juntar mais umas pessoas na golpada pois,
    todos sabem que o caminho faz-se andando!!!

  10. Dez estrelas para ti, amigo Júlio. É como diz o marvl, um pouco acima:

    “Deixá-los falá-los, que eles calarão-se-ão…”

  11. É muito fácil de montar a trama. O amigo de infância tem muita grana, aqui ou na Suiça, mais um apartamento em Paris e diz-se que é tudo de Sócrates, logo dinheiro da corrupção, porque toda a gente sabe da vida “classe-média-baixa” do politico Sócrates há duas dezenas de anos. Mas se bastaram alguns meses para tramar, vão ser precisos anos, muitos, para consolidar a verdade dos magistrados junto da opinião pública. Quando isso tiver sido feito e o homem tiver , por completo, o bom nome desfeito, manda-se desmontar o circo e arquiva-se , informando o povo esclarecido de que faltou fazer a Sócrates 27 perguntas, exactamente 27, que seriam definitivamente esclarecedoras, mas não houve tempo para as fazer porque o escândalo de prender e manter preso sem provas, por anos a fios, um ex-PM sem qualquer prova, atravessou fronteiras e estava a deixar mal-vista a justiça portuguesa. “Arquivem lá essa merda, rapazes, e atirem o cadáver aos cães”. Eis a “sentença” que aguarda Sócrates. Acredito que vau sair “de pé”, com dignidade, mas definitivamente corrupto e devasso perante a opinião pública. Pode escrever um livro que ninguém vai ler e a história pode dar-lhe razão. E eu pergunto se algum de vocês queria um destino semelhante: morrer destroçado pela calúnia e pela malvadez dos magistrados, mas morrer com dignidade. A verdade é que já ninguém quer morrer e serve de pouco consolo a justiça da História (se for feita) quando é tudo o que o homem inocente pode esperar depois da morte. Por isso é que é imensamente criminosa esta justiça que actua contra Sócrates. Mata definitivamente quando já não existe a fé na justiça do além. E, até prova em contrário, não existe de todo.

  12. “O que se sabe mais, para além daquilo que o sr. Zé vem escrevendo e do que a dona Alda Telles escreveu no twitter? Diga lá o que é que se sabe mais.”

    oficialmente sabe-se isto, o que não é muito abonatório da investigação, especialmente a pág. 3/11. depois temos as verdades de ofício, as convicções do super alex e os desejos da felícia, que todos os dias descobrem coisa nova em nítido atropelo da coisa anterior, mas com o mesmo propósito: se não foste tu, foi o teu pai ou o teu avô, havemos de te foder.

    https://drive.google.com/file/d/0B2Qt9RtLWQD6UHZodlc5cHFYUVU/view

    “Ó Júlio, você pensa que todos os socialistas são mentecaptos que se deixam ludibriar com estas infantilidades? Respeite a inteligência dos leitores do blogue.”

    quem é que te passou procuração para representar os leitores do tasco? só pode ter sido a musa de serviço do blogue.

  13. quem se cala é porque consente ou não diz o que sente. e quem mais, senão o próprio, tem antes de tudo e de todos de não calar? porque na verdade – e também na mentira – estamos, porque chegamos e partimos, sempre sozinhos. só quero a verdade. se vivesse mais perto ia lá visitá-lo e ler-lhe os olhos. quem me dera.

    que a inocência fale para sempre e mais alto.

  14. Coitado do Pulido Valente, está completamente marado pelo álcool. Tão desgastado e inútil que serve de correia de transmissão aos passarões do PSD metidos a comentadores. E depois, claro, aparece a claque salazarista e beata a aplaudi-lo. Ao q

  15. “se vivesse mais perto ia lá visitá-lo e ler-lhe os olhos. quem me dera.”

    escusas de vir, manda a garrafa por express mail.

  16. P,
    Então o caro Pinto que também anda a seguir tudo com tanta atenção nunca ouviu o director do SOL anunciar uma 2ª edição porque era o único com acesso à investigação?

    Deduzo que naquela cabecita isto é violação do segredo de justiça.

    Eu vou violar o segredo de justiça: conheço o processo com a palma da minha mão.

    Será que está gente perde dois segundos antes de descarregar um comentário?

  17. O caminho das pedras nem todos conhecem.

    É preciso muita manha e muita escola e até pedigree.

    Se os primogénitos já foram ou não cultivados tem influência e até a área geográfica de origem influi.

    Alguns têm a benção de deus e podem vencer tudo e todos, e tudo lhe fica bem, outros aprendem a comer na gaveta e não se vê nada, outros escapam por entre a chuva.

    «Viver não custa, custa é saber viver»

  18. Já que estamos numa de recolha de notícias (como se isso fossem indícios para responsabilizar alguém criminalmente), aqui vai mais uma:

    Questionada pela deputada Cecília Meireles (CDS) sobre o teor desse texto, Ana Gomes pediu desculpa por ter referido Paulo Portas num projeto que foi iniciado pelo antecessor na pasta da Defesa, Rui Pena (PS).
    Ana Gomes explicou o lapso por nessa altura já estar “muito influenciada” pelo envolvimento de Paulo Portas no caso dos submarinos, que estava então a investigar de forma solitária.

    http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4098002

  19. Já que estamos numa de recolha de notícias (como se isso fossem indícios para responsabilizar alguém criminalmente), aqui vai mais uma:

    “não aplicar uma pena que pudesse ser considerada laxista pela comunidade” – filipa valentim

    primeiro a comunicação promove o julgamento público para conscencialização da comunidade, o prazo para este serviço público pode ir até 4 anos, dependendo da complexidade do caso e chama-se prisão preventiva, depois o tribunal aplica uma pena que não seja laxista ou manda para o lixo caso a comunidade não tenha ficado suficientemente convencida da culpa do crime, mas neste caso já cumpriu pelo menos 4 anitos sem direito a indemnização ou responsabilidade judicial.

  20. O pai desta democracia? Mas que democracia que substitui meia dúzia de presos políticos por milhares de jovens inocentes da droga e do desemprego?

    Mário Soares já deve 40 anos ao panteão!

  21. O pai desta democracia? Mas que democracia que substitui meia dúzia de presos políticos por milhares de jovens inocentes da droga e do desemprego?

    Mário Soares já deve 40 anos ao panteão!

  22. oh pinto! o que é que interessam carcarejos sobre helicópteros entre uma franga e uma galinha choca? o que está em causa são 30 milhões de luvas no negócio dos submarinos, já julgado e com culpados na alemenha e em portugal, país lesado, não há suspeito, não há documentos, não há investigação, houve 1 milhão depositado na conta do cds com recibos falsos, ninguém é responsabilizado e quem fala nisso é difamador. já sei que vais debitar uns acordeons estrangeiros e recitar uns artigos de contrafacção que atestam que a justiça funcemina e que a paulette deita fumo sem inalar, aliás como tudo na vida do irrefugável, de paneleiro anti-gay ao último sucesso da reposição dos feriados para o mandato do próximo governo, tudo e todas as vigarices têm justificações que ninguém compreende, mas não-se-fala-mais-nisso-porque-já-foi-esclarecido ou aquele passe à houdini tomem lá as 16 respostas que gostariam de ter, mas que ninguém perguntou e não esclatecem nada ou eu até ia ao parlamento mas a maioria não deixa.

  23. frasco valente, paleio há muito. Reúna você a documentação necessária e dê início ao processo já que o crime é de natureza pública.
    Vá frasco valente, vamos lá a isso. Já que a dona Ana Gomes perdeu a pujança, o frasco valente dá continuidade à obra. Mas agora junto do MP.
    Vamos frasco valente, força valentão. Não pode ser só garganta.

    Tretas. É só conversa. É o produto da política rasca da nossa esquerda de tentar enlamear as pessoas. No MP não vejo nada.

  24. Eu pensava que os Pintos era pelo menos bons na brasa. Este nem isso…deve ter gripe das aves…tens o cérebro no lugar no intestino:

    “É o produto da política rasca da nossa esquerda de tentar enlamear as pessoas. No MP não vejo nada.”

    ahahaha..,brilhante…representa no fundo toda corja de filhos da puta que sempre foi a direita. Mamam, roubam, mas sempre arrogantes.

  25. oh projecto de churrasco, já tinha anotado que a parte que te dói mais é o rabinho do vice-pantomineiro, mas justificação para 1 milhão de euros com recibos preenchidos no caldas em nome do jacinto capelo rego, não lembra nem ao careca, o amigo do prof. marcelo que ia pró braziú curtir avózinhas, quando mais à vidaleira e à justiça. assim têm uma procuração que permite revogar as paneleirices e birras da paulette, tipo portas-te mal, vais empaulado pró calabouço e nem a cardona te safa.

  26. Agora o CM noticia que o motorista João Perna vai contar tudo.

    “O meu cliente quer, naturalmente, que a verdade seja apurada. Vai contar tudo à Justiça”, afirmou ao Correio da Manhã o novo advogado do motorista de Sócrates. “Vamos relatar factos novos, já ocorridos depois da aplicação das medidas de coação”, diz Ricardo Candeias.”

    Factos novos ocorridos depois da aplicação das medidas de coação’? Fez algo depois de preso? Ou me engano ou vai sair mais novela.

  27. Os gajos da direita são mesmo uns camelos sem imaginação. Como não têm nada para dizer repetem variações da mesma piadola labrega até à exaustão, estilo Badaró.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.