Mau em tabuada

Hoje, os passageiros que entravam no 46 da Carris eram recebidos por um efusivo “Boa-tarde a todos!” do jovem motorista, que usava óculos escuros de ski e era particularmente expansivo. Sentei-me perto e observei como palrava animadamente com toda a gente que ia entrando. Metia conversa, fazia perguntas, ajudava quem não lhe pedia ajuda. Em S. Sebastião, entra um rapaz de mochila às costas e é recebido com o sacramental “Boa-tarde a todos!” O rapaz devolve-lhe o cumprimento inesperado, mas o motorista engraça com ele e trata-o por tu:

– Então já começaram as tuas aulas?

– Ainda não, sou estudante universitário – responde o rapaz.

– És estudante universitário? Muito bem, muito bem. Então, diz-me lá uma coisa: sete vezes oito?

O rapaz fica atrapalhado, não consegue responder e sorri envergonhado. O motorista consola-o:

– Não és muito bom em contas, pois não? Deixa lá, o nosso ministro das Finanças também não…

2 thoughts on “Mau em tabuada”

  1. …foi no 746. também fui brindada com o “boa tarde a todos!” e outros mimos.
    o motorista tem pinta, mas cá pra mim, aquilo era para os apanhados…, ou então, é a Carris que virou empresa de entretenimento e afins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.