Eleitoralismo troca-tintas

A última gaffe de Rio é citada em vários jornais e televisões. Acusou Costa de ter tomado uma medida eleitoralista, discriminatória e excessiva (ao mesmo tempo!) por pretender dar um dia inteiro de folga aos funcionários públicos para acompanharem os filhos no primeiro dia de aulas. Rio nem se deu ao trabalho de ler a medida que criticava e trocou “até três horas” por “um dia inteiro“. É parecido não é?

O que ninguém disse é que Rio é tão pouco eleitoralista que decidiu logo aparecer num vídeo de propaganda eleitoral a dizer que vai propor que se melhore a medida “discriminatória” do governo alargando-a a todos os trabalhadores portugueses. Palhaçada total!

4 thoughts on “Eleitoralismo troca-tintas”

  1. É esse o problema que confunde o caluniador — nós temos ideias e propostas e,
    eles para lá do vazio dão tiros nas patolas … irra que raiva!!!

  2. Sim, são erros, mentiras, patranhas, mas há muito público que acredita neles (é essa a intenção), e isso é que é grave, porque mesmo que haja desmentidos (sempre meio escondidos e em letra pequena) poucos os lêem. São as tais fakes news.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.