Convite ao crime

Raramente estarei tão de acordo com o Daniel Oliveira como desta vez. Não li “A lista do linchamento” na íntegra, porque o Expresso online apenas disponibiliza os dois primeiros parágrafos. Mas o que ele aí diz está perfeito (sublinhados meus):

Ao autorizar a divulgação aos vizinhos dos nomes de pedófilos que tenham cumprido as suas penas, de forma tão vaga que qualquer comandante de esquadra dará a informação sempre que o quiser fazer, o Estado convida os cidadãos a fazerem justiça pelas próprias mãos. Se esta inaudita irresponsabilidade, que pouco fará contra um crime maioritariamente cometido em ambiente familiar, vier a resultar em violência ou pior, espero que a senhora ministra da Justiça se sente no banco dos réus. A destruição do Estado de Direito começa sempre na forma como lidamos os crimes mais desprezíveis. Mas nunca acaba aí.

Já existem dados criminais sobre os cidadãos. Não é segredo, para as autoridades, quem foram os condenados por crimes contra a autodeterminação sexual e a liberdade sexual de menores. Não foi isso que ontem o Parlamento aprovou. O que o Parlamento ontem aprovou foi a possibilidade das autoridades locais, o polícia da esquadra do bairro ou da vila, informarem a quem lhes perguntar, se o vizinho, o colega de trabalho, seja quem for, foi alguma vez condenado por pedofilia. E, claro, essa pessoa espalhar por toda a gente.

CORRECÇÂO: Ao contrário do que Daniel Oliveira escreveu, a proposta de lei foi aprovada em conselho de ministros e não no parlamento.

17 thoughts on “Convite ao crime”

  1. Este episódio é apenas “mais um” da longa saga iniciada com o processo Casa Pia. Só não vê quem não quer que, a partir de um certo momento, o processo foi dirigido contra a Direcção do PS, visando decapitá-la, Chegou-se ao ponto de tentar enlamear o PR Sampaio-do PS e o possivel candidato-do PS, Jaime Gama. Este episódio retoma aquele ataque, tentando fazer passar a mensagem junto do “grande público”de que o PS, ao denunciar esta lei iníqua, continua do lado da pedofilia. Todos nos lembramos que, na altura, as esquerdas radicais acompanharam o deboche da direita. O comunista Pedro Namora deu o tom aos camaradas. Houve um grande cuidado em isolar o PS na ignomínia da pedofilia;aqui, como na política geral dos últimos anos. E tem sido um sucesso! Se há doze anos não conseguiram mais que prender durante quinze dias P.Pedroso, agora o Sócrates já leva mais de três meses de prisão e por lá deverá continuar por muitos mais. Será que vamos assistir ao triunfo esmagador da direita debochada, quase carinhosamente apadrinhada pela esquerda radical? Eu já espero tudo menos o “estrondoso murro na mesa” do Vasco Lourenço. Todos sabemos que só a direita consegue mobilizar as multidões para as manifestações de rua. E porquê? Porque para combater o PS-governo pode contar sempre com o total empenhamento da esquerda radical, mesmo quando o governo PS, como os dois anteriores, lutam, quase heroicamente, pela Escola Pública, pelo SNS, pela sustentabilidade da Segurança Social, pelas reformas continuadas da Administração Pública sem a pôr em causa. Veja-se, a título de exemplo, o “Simplex” e a norma “reformam-se dois, admite-se apenas um”. Isto significava simplificar os processos administrativos e diminuir drástica e racionalmente os funcionários públicos, a médio e longo prazo, sem perturbar a vida de ninguém! A esquerda radical esteve ao lado dos debochados da direita contra tudo isto e muito mais. Agora é um fartar vilanagem. O Jerónimo já pode sonhar com 12% dos votos (ou mais). Se não sair, a toda esta canalha, o tiro pela culatra.

  2. li em diagonal os comentários ao artigo no expresso e pelos vistos aquilo está cheio de justiceiros a aplaudir as medidas de linchamento público que o passos anunciou em visita a um infantário, só lhe faltou a criança ao colo para a coisa ficar perfeita.

  3. tenho de pensar bem sobre isto mas pensando ao de leve talvez o conhecer o nome do monstro também sirva de prevenção a outra eventual monstruosidade – também a defesa e não apenas o ataque seja de contemplar.

    mas ocorre-me ser um convite ao crime um outro exemplo, pelo medo, o facto de as testemunhas de crimes não terem direito à confidencialidade. qualquer criminoso sabe, se quiser porque o processo torna-se público, o nome de quem lhe aponta o dedo como testemunha. andarão tantos criminosos à solta por falta de testemunhas que preferem calar…

  4. só ocorre merda nesse cérebro de galinha. ò menos poderias pensar para dentro e evitar manifestações de estupidez logo de manhã.

  5. Talvez a questão deva ser equacionada de outra forma, qual seja: considerando que aqueles que foram condenados pela prática daquele concreto crime, já cumpriram pena e que o fim desta última é a ressocialização do indivíduo, temos que, as suas contas com a Comunidade se encontram saldadas.

    Com tal informação, que se espera estar só ao alcance da autoridade, parece que o fim da pena não chega, e isso traz outro tipo de situação que tem de ser analisado em outra sede, não bastando o exercício da função legislativa pelo executivo. Algum condenado disponível para pedir a apreciação da constitucionalidade do diploma?

    Talvez os Ignôncios de serviço, tão democráticos e seguidores dos direitos humanos, possam intervir. Ou então, se houver uma fuga de informação e a vizinha do bairro andar a badalar que o vizinho de cima está registado, quem sabe, alguma deputada com cédula de advogada possa intervir…

    Apenas ideias, evidentemente.

  6. O IGNORANTEZE tebe uma noite sem clientela, fogu, pá, cum a pila iscaldada tabas à espera do quê, hum? laba a voca antes de tispreçares, e PUR FABORE, deliga-me eça cabaça do olho trazeiro, pá, parecesses uma tromba de castanho, meue. IGNATZES amarra a s maões, tã beie? hum? oqueie.

  7. É evidente, Maria Abril, que o governo e o deputedo PSD pensam em reavivar o lançamento de lama aos dirigentes do PS. Vêm aí as eleições e deitam a mão a tudo o que os possa salvar do desastre.

    Reavivar as acusações maradas ouvidas durante o caso Casa Pia é, claramente, um dos objectivos deles. Basta pensar nas insinuações que na altura foram ouvidas acerca, por exemplo, de Ferro Rodrigues, hoje líder da bancada socialista na AR, onde em breve se vai debater a proposta do governo.

    Como medida de luta contra a pedofilia, a proposta aprovada em Conselho de Ministros (ainda não na AR) não serve praticamente para nada, a não ser para acordar a besta fascista que dorme dentro de muita gente. Basta visitar as caixas de comentários dos jornais online. A ignorância é o que ressalta do “debate público” sobre o assunto a que se vai assistindo. Há idiotas que aplaudem a medida do governo mesmo sem a conhecerem, só por acharem que é “contra os pedófilos”. Estão reunidos todos os ingredientes para a eclosão de casos de “justiça popular” e a ministra é a grande responsável.
    Alguns exemplos de comentários sobre o assunto colhidos na net:
    Hélio Mascarenhas: Uma corda,uma árvore e uma qualquer praça pública,e estava o assunto resolvido !!!!
    Filipe Guilherme: Deviam ser regados todos com ácido… mas aos poucos para sofrerem aquilo que merecem.
    Pedro Dantas: Vou preferir sempre que um qualquer pedófilo seja linchado, num qualquer local público ou não, a ter crianças abusadas em silêncio.
    Fernando Santos: Um pedófilo pode ostentar o estatuto de ser humano?
    António Farinha: Eu sou bem mais radical, numa situação destas defendendo a pena de morte para estas pessoas. Eu com um filho menor se esta proposta for aprovada, assim espero, vou saber quem é pedofilo que more perto da minha residência.
    Anónimo: De facto, perdoem-me, mas não existe muito para discutir, um pedófilo não tem quaisquer direitos.

  8. numbejonada, ainda bem que falas nisso da pena cumprida porque levanta uma outra questão: há estudos que comprovam que a pedofilia é uma patologia genética e, logo, não passível de ser curada com um castigo. se calhar há que reequacionar o que fazer com estas pessoas com o fim de tratá-las. e, às tantas, conhecer o nome delas pode servir para afastarmos as nossas crianças de um possível convívio ou aproximação.

  9. os nichos de mercado saõ muito importantes para as eleiçoes que se avizinham.a seguir vem a caça às prostitutas!este pais está adormecido, e com a cgtp ainda a descançar das lutas contra o ps!

  10. Olinda, é atrativo conhecer a vizinhança, todavia há que ver que certas medidas podem ser muito prejudiciais e, de facto, desencadearem crime junto ou por aqueles que já se encontram enquadrados na comunidade ou até forma alvo de erro judiciário. Nos EUA a medida vai até à publicação em jornal. Contudo, o argumento que levanta – a genética – é de considerar. Há que ver a ratio que determinou o diploma que querem passar.

    IGNORANTEZES, pára de projetar meue, aposto que tens uma boa ferroada nesse rabo, pá, por isso, sempre que abres é torneira sai aquilo que te ilustra. hum.

  11. “Contudo, o argumento que levanta – a genética – é de considerar. Há que ver a ratio que determinou o diploma que querem passar.”

    tamém quero ser incluído na lista de inimputáveis ou é só para cartões laranja e azul/amarelo?

  12. listas e base de dados…. agora discutem os pedófilos ,mas a seguir vão discutir os pretos, os cristãos, os judeus, os maometanos, os carecas os gadelhudos, etc etc etc
    Coisas que a tecnologia tornou mais fácil é o que é… e que permitem as tentações mais torpes-
    Isto será só o começo…

  13. ò Cleptomaníaco, até pelo comentário, nem precisabzas de fazere nenhum exame à tua inemputablidade, meue.

  14. o cegueta jurista ou lá o que é, o tal que conhece como ninguém o CPP e outros, no seu comentário das 13.19, não deixa de ter razão quando refere que não basta o exercício da função legislativa pelo executivo. pois eu também acredito que antes deste executivo levar a sua avante terá de mudar algo mais a montante, noutra sede, porque o que está em causa são os direitos, liberdades e garantias consagrados na lei fundamental para todos os cidadãos, portantes, no passará! no passará!

    P.S.: ó cegueta misógino, fiquei a saber que conheces o escrivão e o Escrivá, humm… oqueie, toutaber…

  15. misógino éze tu, pá, e num bêz nada, meue, éze tão cegu quanto o de tttraze, se bem que no teue cazo tenhas uma atenuante pá, cumo tenze a cabaça ligada ao buracu, táze aber, hum? ganda maluka, pá, atão mada aíe um berso, pá, oqueie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.