Vinte Linhas 565

O Sporting Clube de Portugal não se escreve com caixa baixa

Talvez por estarmos perto do Natal, data da fraternidade e também do marketing, recebi com duas datas (6-11-2010 e 16-12-2010) um exemplar do jornal «Sporting». Até aqui nada de especial. Sou um dos muitos sócios do Sporting Clube de Portugal que este ano desistiu de comprar a «box» anual e vê à distância o desmoronar lento e sistemático da principal equipa de futebol. Derrotas sucessivas, um treinador sem créditos para a tarefa, um desbaratar permanente dos valores criados na Academia de Barroca de Alva, um endividamento assustador para a compra de passes de jogadores com dinheiro emprestado e tudo para jogar para o quinto lugar – objectivo que poderia ser obtido sem recorrer ao endividamento e utilizando os jovens formados na Academia leonina.

Na página 20 uma notícia sobre o Núcleo de Sacavém que festejou o seu 27º aniversário deixou-me com os cabelos em pé: passando por cima da errada notícia de que Carlos Teixeira é o «presidente da autarquia local» quando é, de facto, presidente do município de Loures e Sacavém não tem câmara municipal, passando por cima da expressão «Clube de Alvalade» completamente errada pois além de redutora é falsa porque o Sporting é um clube de todo o Mundo com Filiais, Delegações e Núcleos em todos os Continentes, temos, por fim, o ponto mais negro com a frase «só desta forma se pode levar o sporting rumo ao título». Sporting com letra pequena ou, como se diz em jornalismo, Sporting em caixa baixa é um completo disparate. O Sporting Clube de Portugal não merece tamanha parvoíce. O Manuel Fernandes também não merecia ser tratado tão mal pelo seu Clube mas Deus afinal escreveu por linhas tortas.

5 thoughts on “Vinte Linhas 565”

  1. Vamos lá explicar – para muita gente o clube é de Alvalade, pois foi lá que foi fundado e é lá que tem a sua sede. Mas a natureza é muito mais importante do que a circunstância.
    É muito provável que quem escreveu isso escreva em jornais desportivos desde 1982 ou antes e seja amigo pessoal de alguém importante ligado ao Sporting. Acontece que essa pessoa tem o direito de pensar pela sua cabeça e que para ela a natureza do Sporting seja ser de Alvalade antes de ser de todo o Mundo com Filiais, Delegações e Núcleos em todos os Continentes. A partir daqui não vale a pena insistir. Até porque a referida pessoa até pode mostrar fotografias em que apareçam expressões como “Estádio de Alvalade” ou “Pavilhão de Alvalade”, em que a palavra seja mesmo: A L V A L A D E e não outra qualquer.

    é esta resposta que merece o “parvalhão” que algures respondeu assim:
    “Vamos lá explicar – para mim a Direcção é Geral embora esteja integrada num Governo Regional. Mas a natureza é muito mais importante do que a circunstância. Escrevo em jornais dos Açores desde 1982, vai para o ar todas as semanas uma crónica minha na RDP Açores, sou amigo pessoal do representante do Governo Regional em Lisboa. Acontece que tenho o direito de pensar pela minha cabeça e para mim a natureza da Direcção é ser Geral antes de ser Regional. A partir daqui não vale a pena insistir. Só me arrependo do que não fiz, não tenho nada a esconder – por isso coloquei a contracapa do livro de Carlos Lobão.”

  2. E olhem-me para este burguesóide, que conhece a História de Caxias e Peniche de cor e salteado, incluindo os suores operários e os acordes tristes dos cinco violinos: “Sou um dos muitos sócios do Sporting Clube de Portugal que este ano desistiu de comprar a «box» anual”. Vai ver que também tem uma no D. Carlos e um monóculo digital. Luvinha branca e cartola?

    Que tempos diferentes daqueles em que os imigrantes das calábrias portuguesas chegavam à capital nos anos sessenta, de lancheirinha na mão com uns chouriços de aldeia para fazer às fomes iniciais!

    Cada post, cada revelação dum novo disfarce! E logo nesta semana de fraternidade e marketing!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.